Museu da Cana e Casa da Memória Italiana inauguram exposição sobre Maurilio Biagi em Ribeirão Preto

DSC 0029
Foto: Divulgação

Mostra, que retrata a trajetória do empreendedor que esteve à frente do desenvolvimento econômico de Ribeirão Preto e Sertãozinho, estará em cartaz a partir de 13/10, às 17h, no Centro Cultural Palace

Em uma parceria entre o Museu Cana, por meio do Ministério da Cultura, e a Casa da Memória Italiana, o Centro Cultural Palace de Ribeirão Preto receberá a mostra “Sonhar e Fazer: 100 anos de Maurilio Biagi”. Em cartaz a partir de 13 de outubro (terça-feira), às 17h, a exposição comemora os 100 anos de nascimento desse empreendedor que marcou a história de nossa região.

A intenção das curadoras, Leila Heck e Alice Registro, é trazer ao público a biografia de Maurilio Biagi, construída por sonhos e realizações empreendedoras. “A sua atuação como agricultor e empresário contribuiu para colocar esta região em local de destaque no mapa mundial da produção e processamento da cana-de-açúcar. O seu legado é a prosperidade e riqueza pela qual a região é reconhecida”, reforça Leila.

O que poderá ser visto são textos, fotos e documentos organizados em blocos. Uma maquete da sede da Usina Santa Elisa também fará parte do projeto. Após a passagem pela cidade, a montagem segue para Sertãozinho, em novembro, e para o Museu da Cana, em dezembro, como atividade comemorativa aos dois anos de abertura da instituição de Pontal.

Em Ribeirão Preto, a exposição recebeu o apoio da Secretaria Municipal da Cultura, por meio do Centro Cultural Palace que acolhe a exposição. O Centro está localizado à rua Duque de Caxias, nº 322. A visitação é gratuita e ocorre de segunda a sexta-feira, das 9h as 17h, e aos sábados, das 9h as 12h, até 31 de outubro. Outras informações pelo (16) 3625-0692/3497-5008.

Histórico

Nascido em 1914, filho de imigrantes italianos, Biagi trabalhou desde menino nos negócios da família. Na agricultura criou e empreendeu técnicas de correção de solos para o plantio da cana em larga escala. Como empresário criou a Usina Santa Elisa, a partir da qual investiu e diversificou os negócios: Refrescos Ipiranga – fábrica da Coca-Cola; Zanini Ltda – oficina para reposição de peças para as usinas; Lagoa da Serra – inseminação artificial e, em 1964,  adquiriu da família Schmidt o Engenho Central, a primeira Usina de Açúcar da região, fundada em 1906. Desde então, manteve esse importante acervo preservado até que, em 2013, veio a se tornar o Museu da Cana.

DSC 0023Foto: Divulgação

Serviço:
Abertura: 13/10, às 17h
Período: de 14 a 31/10/2015
Local: Centro Cultural Palace, Galeria 01 – Primeiro Pavimento (Rua Duque de Caxias, nº 322 – Ribeirão Preto/SP)
Horário: de segunda a sexta-feira, das 9h as 17h, e aos sábados, das 9h as 12h
Entrada: gratuita
Informações: (16) 3625-0692/3497-5008