Mundo digital inspira programação do Museu do Café para 14ª edição da Primavera dos Museus

Atrações terão transmissão pela internet, sem custo

Neste ano, o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) realizará a 14ª edição da campanha “Primavera dos Museus”, uma ação que visa a promover instituições culturais do País no mês de setembro. Como já é tradição, o Museu do Café participará com uma programação completa entre os dias 21 e 25, oferecendo atividades gratuitas on-line.

O tema que inspirou a agenda, estipulado pelo Ibram, é “mundo digital”. Começando na segunda-feira (21), às 15h, o webinário “Conexões: o futuro dos acervos” tem como proposta ser um espaço de compartilhamento de experiências e reflexões. Como convidados, estão a chefe do departamento de Documentação e Arquivo do Museu Nacional do Prado, Ana María Martín Bravo, o professor do curso de Biblioteconomia da Faculdade de Ciência da Informação na Universidade de Brasília, Dalton Martins, e a representante nacional da empresa Sistemas do Futuro, especializada em software de gestão de acervos culturais, Juliana Monteiro. Na conversa, também marcarão presença as coordenadoras técnicas do MC, Marcela Rezek, e do Museu da Imigração, Mariana Martins. As inscrições devem ser feitas clicando aqui.

Os bate-papos e discussões acerca da pauta continuam no dia 22, com a live “Percursos entre o presencial e o virtual”. Também às 15h, a ideia é abordar a estruturação de programas voltados aos diferentes perfis de públicos e a adaptação de processos educativos para o âmbito digital. Para participar, é preciso realizar o cadastro neste link. Já na quarta-feira (23), o Museu promove uma oficina voltada à pintura em filtros, feita a partir do café solúvel. Os interessados na ação, ministrada pela ilustradora Kemmy Fukita, podem garantir a vaga pelo e-mail inscricao@museudocafe.org.br (inserir no assunto o título da atividade).

Encerrando o período de atrações especiais, a “Entre-laços”, que terá edições nos dias 24 e 25, também utilizará o filtro da bebida, mas de um jeito diferente: na ocasião, a aula focará no bordado nesse material. Além disso, será estimulado o diálogo sobre a presença da mulher nos ofícios manuais ligados ao setor cafeeiro e, ainda, as memórias dos inscritos no que diz respeito ao utensílio. É possível participar ao clicar aqui.