Mostra no Rio reúne 105 obras de arte sacra e relíquias do Vaticano

Nos últimos meses, o Museu Nacional de Belas Artes promoveu reformas em suas instalações, um investimento aproximado de R$ 1 milhão, para receber a exposição “Herança do Sagrado: Obras-primas do Vaticano e de Museus Italianos”, que segue até 13 de outubro.
As mudanças visavam atender exigências dos emissários do Vaticano, responsáveis pela organização da mostra, considerada a principal atração da programação cultural da Jornada Mundial da Juventude, que começa no próximo dia 23, no Rio, com a presença do papa Francisco.

“Reforçamos a segurança eletrônica do museu”, afirmou à Folha Mônica Xexéo, diretora do MNBA.

Herança do Sagrado                                                                  

19.07.2013 n10

“Cristo Salvator Mundi”, óleo sobre tábua de Da Vinci e colaboradores

Sentado em uma cadeira de 1904 em um salão restaurado para a mostra, o italiano Giovanni Morello dimensiona o acervo selecionado.
“Teremos obras de Michelangelo, Da Vinci e Caravaggio, o que mostra a importância desta exposição”, disse Morello, que já foi curador de outras cinco mostras realizadas em edições anteriores da Jornada Mundial da Juventude.

Em sua sexta participação, selecionou 105 obras, 40% delas do acervo do próprio Vaticano. As demais vêm de museus italianos como a Galleria Borghese e o Palazzo Venezia.

O acervo inclui esculturas de Michelangelo e Leonardo Da Vinci, pinturas de Caravaggio e Ticiano, e peças da sacristia da Capela Sistina, um espaço restrito aos papas e seus assistentes mais próximos.

“Trouxemos pequenos relicários. São pedaços de roupas de santos e outras relíquias religiosas”, contou Morello.

Logo na entrada de um dos salões da exposição, um imenso painel é uma das peças favoritas do curador italiano.

“É uma obra feita em tecido ainda no século terceiro”, disse Morello.

HERANÇA DO SAGRADO: OBRAS-PRIMAS DO VATICANO E DE MUSEUS ITALIANOS
QUANDO de ter. a sex., das 9h às 21h; sáb. e dom., das 12h às 17h. Até 13/10
ONDE Museu Nacional de Belas Artes (av. Rio Branco, 199, Rio de Janeiro; tel. 0/xx/21/2219-8474)
QUANTO grátis
CLASSIFICAÇÃO livre

Fonte: Folha de S. Paulo