MIS recebe a Mostra KlezCine de cinema judaico

3.klescinenomis
 
Com entrada gratuita, evento acontece nos dias 5 e 6 de novembro. A Mostra integra o Klezfestival – Festival Internacional de Música Judaica, que acontece em diversos pontos da cidade de São Paulo
 
Em novembro, o MIS, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, recebe a Mostra KlezCine, com uma seleção de documentários relacionados à cultura judaica.
 
No sábado, dia 5, serão exibidos os documentários Stan Getz – Uma Odisséia Musical, que mostra a viagem do saxofonista norte-americano em uma turnê por Israel, em 1978; Israel Rocks, que discute a questão da fé entre roqueiros; além de Theodore Bikel: aos pés de Sholem Aleichem, que faz um encontro das artes de Bikel, o famoso ator de origem judaica, e Aleichem, um dos pioneiros da literatura judaica moderna. Já no domingo, 6, acontece sessão de A Musa Errante, de Tamas Wormser, que mostra a dinâmica da música judaica hoje. Além dos filmes, acontecem dois debates mediados pela jornalista Mona Dorf.
 
Com entrada gratuita, a Mostra KlezCine acontece no Auditório LABMIS (66 lugares) – retirada de ingressos com 1h de antecedência.
 
PROGRAMAÇÃO
Sábado (05/11)
14h30 – Documentário: ‘Theodore Bikel: aos pés de Sholem Aleichem’ (1h15)
Antes da sessão: Debate com Mona Dorf, Leslie Marko e Mendel Abramowicz
 16h30 – Documentário: ‘Israel Rocks: Uma jornada através da música com visões e divisões’(0h55)
Antes da sessão: Debate com Mona Dorf, Marta Topel e Bruno Szlak
 18h – Documentário – ‘Stan Getz – Uma Odisséia Musical’ (1h00)
 Domingo (06/11)
15h – Documentário: ‘A Musa Errante’ (1h34)
 
DEBATEDORES
 Mona Dorf – Jornalista, tem uma consagrada trajetória na televisão e no rádio. Nos últimos anos, tem se dedicado também à literatura. Conduziu durante seis anos o programa ‘Letras & Leituras’, na Rádio Eldorado, que já teve vários formatos e hoje é veiculado em forma de ‘pílulas literárias’. 
 
Marta Topel – Antropóloga, é pesquisadora do programa de estudos judaicos e árabes da USP.  É autora do livro ‘Jerusalém & São Paulo: A Nova Ortodoxia Judaica em Cena’, resultado de pesquisa sobre judeus paulistanos laicos, que escolheram a ortodoxia como sistema de vida.
 
Bruno Szlak – Doutorando em estudos judaicos na USP, dedica-se ao estudo da construção da imagem da ortodoxia judaica nas séries de TV israelense. É autor do livro ‘A representação da mulher ortodoxa no cinema israelense contemporâneo’.
 
Leslie Marko – Professora, foi coordenadora do Departamento de Teatro da Hebraica e desenvolveu diversos projetos no Centro de Cultura Judaica (SP). Diretora do espetáculo ‘Mergulho’, sobre discriminação, em parceria com a Bnai Brith do Brasil.
 
Mendel Abramowicz – Formado em Odontologia e Direito, é dono de um dos maiores acervos de música ídiche do Brasil Brasil. Organiza e dirige eventos nos quais se canta e se conta piadas nessa língua. É criador do grupo vocal Golden Guergalach (Gargantinhas de Ouro).
 
FILMES
Theodore Bikel: aos pés de Sholem Aleichem
Direção: John Lollos – País: Estados Unidos/2014 – Tempo: 1h15
Com Theodore Bikel, Marsha Lebby, John Lollos e outros. 
Sinopse – O vídeo é o retrato de dois amados ícones da cultura judaica: o ator Theodore Bikel e autor Sholem Aleichem. Theodore é o incansável ator cuja carreira comporta mais de 150 filmes (inclusive indicação ao Oscar por Acorrentados (The Defiants ones), de 1958) e incontáveis produções teatrais e musicais. Também um dos mais importantes intérpretes dos textos escritos por Sholem Aleichem. 
 
Israel Rocks – Uma jornada através da música com visões e divisões
Direção: Izzy Abrahami e Erga Netz – País: Israel/2000 – Tempo: 0h55
Sinopse – Você consegue ver Israel através de bandas de rock e de pop? Pode ver através delas a complexidade, a tribulação e os sonhos dessa pátria? Pode sentir na música  a divisão entre as pessoas, sua ânsia pela paz, sua dor e sua desilusão diante da guerra? É exatamente o que o documentário Israel Rocks propõe.
 
Stan Getz: Uma Odisséia Musical
Direção: Herbert Dorfman – País: Estados Unidos/1978 – Tempo: 1h
Sinopse – O filme mostra o prestigiado saxofonista de jazz Stan Getz (1927-1991), que é de origem judaica, em uma turnê de três semanas por Israel, em 1977. As gravações incluem contatos com artistas locais, entre eles, um percussionista curdo, um quarteto árabe, um grupo de dança iemenita, além da participação na cerimônia de um casamento hassídico.Getz, que tem ligação com a música brasileira, pois gravou um disco que é considerado histórico com João Gilberto, o Getz/Gilberto (1964), aparece no vídeo adaptando seu estilo único a variados sons em Israel.
 
A Musa Errante
Direção e roteiro: Tamas Wormser – País: Canadá/2014 – Tempo: 1h34
Sinopse – Do chifre de carneiro (shofar) ao beatbox, o documentário explora o caleidoscópio da identidade judaica através da constante mutação da ‘música da diáspora’. Num bar alternativo de Buenos Aires, dois amigos tocam tango com influência ‘klezmer’. Habitantes de um vilarejo de Uganda cantam orações hebraicas com harmonias do leste africano. Numa festa em Montreal um músico mistura hip hop e jazz com canto coral. Enfim, o filme é uma série de encontros com músicos judeus de todo o mundo. Cada cena traz uma próxima descoberta da canção nômade  num mundo de harmonias sem fronteiras. Com o tradicional, contínuo e contemporâneo diálogo, A Musa Errante mostra o dinâmico berço da musica judaica atual. 
 
O evento integra o KleztivalFestival Internacional de Música Judaica, que está em seu sétimo ano e acontece em vários espaços de São Paulo. A programação pode ser conferida em:
 
 
Serviço
 
 
 
Mostra KlezCine
 
Data 5 e 6 de novembro de 2016
 
Horário sábado das 14h30 às 19h00, domingo das 15h00 às 17h30
 
Local Auditório LABMIS (66 lugares)
 
Ingresso gratuito (sujeito à lotação da sala – retirada de ingressos com uma hora de antecedência na Recepção MIS)
 
Classificação livre
 
Museu da Imagem e do Som – MIS
 
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo
 
(11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
 
Fonte: Assessoria de imprensa | SEC
Imagem: Divulgação | MIS-SP