MIS celebra Record Store Day com grande evento no dia 22 de abril

Para comemorar o dia mundial das lojas de discos, o museu em parceria com a Locomotiva Discos, recebe uma feira de LPs com cerca de 80 expositores dos mais variados estilos musicais. O evento, que tem entrada gratuita, traz também shows das bandas Autoramas e Mundo Alto, palestras com importantes nomes do mercado fonográfico e oficina de DJ, entre outras atrações

O Record Store Day, que acontece anualmente desde 2007, é um dia de celebração no mundo todo das lojas de discos independentes. Fãs de música, artistas e centenas de lojistas se juntam para celebrar a cultura do LP, com lançamentos exclusivos, edições especiais e shows. Este ano, em que o evento chega a sua décima edição, a celebração acontece no dia 22 de abril. No MIS, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, a data será comemorada pelo terceiro ano consecutivo em parceria com a Locomotiva Discos.

A programação traz uma grande feira de discos, venda de vitrolas e toca-discos, palestras com importantes nomes da indústria fonográfica, oficina de DJ e show das bandas Autoramas (RJ) e Mundo Alto (SP), que lançam um compacto split na data. Os amantes da música também podem fazer um vinil em compacto na hora com o estúdio Vinyl Lab. Durante todo o dia haverá discotecagem e food trucks na área externa do museu.

A tradicional Feira de Discos, que já acontece em São Paulo desde 2011, ganha mais uma edição especial no MIS, que conta com cerca de 80 expositores entre lojas, sebos, colecionadores e vendedores especializados. Os visitantes encontram LPs importados, nacionais, raros, novos, usados, raridades, compactos, deluxe editions, box sets e singles. Além de comprar, o público também pode levar até 50 LPs usados para venda ou troca somente com os expositores. Também haverá venda de vitrolas e toca-discos promovida pela loja Passarela do Som. Uma novidade desta edição é a participação do Casarão do Vinil, um dos maiores acervos de discos de São Paulo com mais de 700 mil itens. O Casarão traz uma banca com discos de R$ 1,99.

Outro ponto alto da programação do RSD são as mesas redondas que acontecem no Auditório MIS, com personagens do mercado fonográfico debatendo quatro temas que representam a cadeia completa de uma loja de discos: Lojas de discos, Selos & gravadoras, Colecionismo de discos e a palestra A história da fábrica de discos, apresentada por João Augusto, da Polysom,  única fábrica de discos em atividade na América Latina.

Para marcar o Record Store Day de 2017, a gravadora independente HBB (especializada em rock alternativo) lança um split das bandas Autoramas e Mundo Alto. O registro, em vinil sete polegadas na cor marrom e com projeto gráfico assinado por Antônio Augusto, conta com duas faixas de cada uma das bandas. O Autoramas apresenta uma versão alternativa de Quando a polícia chegar, carro-chefe do disco mais recente do grupo O futuro dos Autoramas (2016), e Misticismo, uma música da companhia de comédia Os Melhores do Mundo. Já o Mundo Alto leva para o registro em vinil a faixa Fase feita, em uma versão diferente da lançada no EP Mundo Alto (2014), e um novo arranjo para É Complicado&quot, do álbum A interminável necessidade de ser (2015). O split terá lançamento no MIS com show das duas bandas a partir das 15h.

A Vinyl Lab faz a estreia de sua estação móvel no Record Store Day no MIS. A empresa é a pioneira no Brasil a oferecer o serviço de gravação de discos ou lathe cut (corte com torno). Seu principal produto é o disco Lo-Fi gravado um a um em chapas de policarbonato com agulha de metal em uma máquina dos anos 1940. Assim qualquer pessoa que estiver no MIS terá a possibilidade de acompanhar a gravação ao vivo, ou ainda gravar sua própria música num disco Lo-Fi. Chegue cedo e traga seu pendrive com sua música autoral. A empresa não grava músicas de terceiros sem autorização.

Veja abaixo a programação completa do Record Store Day.

Palestras
Local Auditório MIS

Capacidade 172 lugares

Entrada Gratuita. Retirada de senha com uma hora de antecedência de cada palestra na Recepção do MIS

Duração 60 minutos cada

14h |Tema: Colecionismo de discos
Colecionadores de discos contam como começaram suas coleções, como é o hábito de colecionar e revelam seus discos preferidos.
Convidados: Luanda Baldijao, Italo Escarparo, Bruno Souto e Frederico Sartorelo
Mediador: Bento Araújo (Poeira Zine)

15h30 |Tema: Lojas de discos
Quatro lojas de discos foram chamadas para contar detalhes sobre como é administrar uma loja de discos nos tempos atuais, revelando histórias inusitadas e folclores desse universo.
Convidados: André Fiori (Velvet Discos), Alexandre Belforti (Museu do Vinil), Danilo Guedes (Mafer Records) e Marcio Custodio (Locomotiva Discos)
Mediador: Marcelo Costa (Scream & Yell)

17h | Tema: A história da fábrica de discos
Convidado: João Augusto
Proprietário da gravadora Deck e responsável pelo retorno da Polysom, única fábrica de vinil em atividade da América Latina, João Augusto aborda os detalhes da fabricação de discos no Brasil e no mundo e as perspectivas para o formato em um mercado cada vez mais digital.

18h30 | Tema: Selos & gravadoras
Os convidados abordam nesta mesa redonda o mercado atual e falam dos desafios e dificuldades de manter um selo independente no Brasil.
Convidados: Frédéric Thiphagne (Goma Gringa), Caio Yoka (Somatória do Barulho), André Tor Tauil (Metal Maximus) e Antônio Augusto (Hearts Bleed Blue).
Mediador: Carlos Eduardo Miranda

Shows
Local Área externa
Entrada Gratuita. Sujeito à lotação do espaço.
Duração 40 minutos cada banda

15h |Mundo Alto
A banda paulistana lançou o primeiro CD EP em outubro de 2014, trabalho que já estava disponível em formato digital desde abril do mesmo ano. Com seis canções em português, o EP homônimo alterna passagens calmas e guitarras dissonantes ultra distorcidas, trechos sussurrados e acústicos seguidos de levadas mais rápidas e diretas. A Mundo Alto conta com arranjos reforçados por sintetizadores e instrumentos menos comuns em bandas de rock, como a escaleta e o glockenspiel. O repertório do Mundo Alto traz músicas de todas as fases da banda, como Planetário e O de sempre, por favor, do primeiro EP, e faixas como Cheio, Nada parece valer a pena e Futuro, do álbum A interminável necessidade de ser, além das faixas Fase feita e É complicado(ainda), presentes no compacto split Autoramas & Mundo Alto.

18h |Autoramas
Formada no Rio de Janeiro em 1998, o Autoramas mistura rock dos anos 60, New Wave e Jovem Guarda. Tocam rock’n roll que funciona muito bem em pistas de dança. Em 2013 o Autoramas se apresentou no Rock in Rio e foram eleitos O Melhor Show do Ano pelo jornal O Globo. A banda que já excursionou por diversos países, lançou seis álbuns, dois DVDs e várias músicas em coletâneas. Em 2016 lançaram O futuro dos Autoramas, sétimo disco da banda. Embalada por seus hits em quase 20 anos de banda, o Autoramas traz no seu repertório alguns clássicos como Você sabe, Fale mal de mim e Nada a ver, mas também mostra suas novas composições. Quando a polícia chegar, Jet To The Jungle e Problema seu, do álbum mais recente, também são faixas garantidas na apresentação da banda.

Oficina de DJ
Horário 14h e 17h
Local Sala de interfaces (2º andar)
Entrada Gratuita – retirada de senha com uma hora de antecedência do início da oficina na recepção.
Capacidade: 20 por horário
A escola Beatmasters oferece gratuitamente um mini curso de DJ de discos de vinil. Os participantes terão uma introdução de como mixar, fazer viradas e discotecar seu disco de vinil em festas e eventos.

Durante todo o dia
– Feira de discos com 80 expositores no estacionamento do MIS
– Venda de vitrolas e toca-discos com a Passarela do Som
– Food trucks
– Faça seu vinil com o estúdio Vinyl Lab
– DJs: na área externa do museu, DJs convidados tocam os mais variados estilos musicais. DJs Mariana Boaventura, Ana Dienstmann, Fabio Bardella e Cecilia Yzarra (Peru). Discotecagem 100% vinil!

RECORD STORE DAY NO MIS
Data 22 de abril de 2017 (sábado)
Horário: 12h às 20h
Local: Área externa, estacionamento, Auditório MIS e Sala de interfaces

Entrada Gratuita

A maioria dos expositores aceita cartão, mas é recomendado levar dinheiro, pois alguns não aceitam.

Classificação livre

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777 |
Estacionamento: R$ 18 [Valet/conveniado]
Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

 

Fonte: Assessoria de imprensa | MIS