MinC troca comando de autarquia dos museus

Nascimento Júnior deixa direção do Ibram

O antropólogo José do Nascimento Júnior foi exonerado na última quarta-feira (6/3) da presidência do Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Ele criou há quatro anos o órgão do Ministério da Cultura responsável pela gestão de museus e estava na pasta há dez anos, desde a gestão de Gilberto Gil (2003-08).
 
Nascimento Júnior é mais um a cair na onda de trocas levada a cabo pela ministra Marta Suplicy desde que assumiu o MinC há seis meses.
 
Deixaram o ministério o secretário de políticas culturais, Sergio Mamberti, o presidente da Fundação Cultural Palmares, Eloi Ferreira Araújo, e o titular da Fundação Casa de Rui Barbosa, Wanderley Guilherme dos Santos.
 
“Não há nenhuma crise com a ministra”, disse Nascimento Júnior à Folha. “Há um ciclo de mudanças no ministério. Era uma vontade minha. O Mamberti está saindo, outros estão saindo, e eu estava buscando uma saída.”
 
À frente do Ibram, Nascimento Júnior teve como bandeiras a aquisição de obras para acervos federais -75 mil itens foram incorporados a coleções públicas- e a desoneração da importação e exportação de obras de arte, projeto que não avançou.
 
Até o fechamento desta edição, o MinC não havia anunciado o substituto de Nascimento Júnior.
 

 

 
Fonte/texto: Folha de S.Paulo
Foto: Antonio Gauderio/Folha Imagem