Memorial da Resistência recebe projeto ‘Vozes da Resistência’, de Belarus

O projeto Memorial Recebe, do Memorial da Resistência de São Paulo, instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, busca compartilhar com seu público iniciativas voltadas à preservação da democracia e à luta pelos direitos humanos na atualidade. Ao apresentar diferentes estratégias de resistência ao redor do mundo, o Memorial enfatiza a importância do testemunho das vítimas de violência do Estado para a construção da memória política de um país e propõe atravessamentos com as histórias dos militantes políticos brasileiros preservadas em seu acervo.

Vozes da Resistência (Галасы Супраціву) é um projeto da Embaixada Popular de Belarus no Brasil que reúne uma série de iniciativas da sociedade civil organizada para documentar e difundir o contexto político atual vivido em Belarus, quando uma onda de protestos levou a população às ruas contra as denúncias de fraude eleitoral em 2020, após a reeleição de Aliaksandr Lukashenka, que ocupa o poder desde 1994. As manifestações, que tiveram grande participação de mulheres, foram recebidas com violência policial, detenções em massa e tentativas de silenciamento por parte das autoridades.

Organizado por militantes políticos da diáspora de Belarus no exílio, Vozes da Resistência apresenta cartas do Museu Online Aberto Cartas que Voam, poemas escritos no cárcere, um relato sobre tortura e o documentário As irmãs de Protesto, com testemunhos de ex-presas políticas belarussas. Traduzidos para o português, os relatos denunciam a censura, a arbitrariedade das prisões e a escalada da violência vivida no país europeu, que hoje ganha nova dimensão com o contexto de guerra na região.

O que une estas manifestantes com outras tantas mulheres que ousaram resistir à violência do Estado? Como as experiências de tortura, encarceramento e violência relatadas aproximam essas vítimas com a de outros lugares no mundo?

Acesse aqui os materiais reunidos sobre a experiência dessas mulheres em busca de liberdade.

Fonte: Memorial da Resistência de São Paulo