Masp abre mostra que atende pedidos do público

photo-7
Muitas obras estavam guardadas há muito tempo (Foto: Laura Ming)

A primeira mostra promovida pelo novo diretor artístico do Masp, Adriano Pedrosa, à frente da curadoria da instituição desde novembro de 2014, pretende revelar um museu que estava escondido do público. “Estamos redescobrindo o acervo, apresentando obras que nunca tinham sido mostradas ou foram exibidas apenas uma vez”, conta Pedrosa. Masp em Processo, como o próprio nome diz, é um evento em transformação. O público, além de contemplar os 120 trabalhos, é incentivado a interagir com a exposição, depositando em uma urna sugestões de peças que gostaria de ver. Dessa maneira, O Carregador (1944), do mexicano Diego Rivera, Senhora com Chapéu de Palha (1902-05), do italiano Giovanni Boldini, e Retirantes (1944), de Candido Portinari, saíram da reserva técnica direto para o 1º andar. Detalhes originais do projeto arquitetônico de Lina Bo Bardi também estão sendo desvendados. No subsolo, as paredes que cobriam as janelas foram retiradas, o que trouxe luz ao ambiente e desobstruiu a vista dos jardins do local. Trata-se de um belo convite para se aproximar de um dos museus mais queridos da cidade, que, há tempos, parecia adormecido. Até 12/3/2015.

Fonte: Veja Abril