Jorge Sato apresenta São Paulo Neo Noir, série selecionada pelo programa do MIS

As imagens buscam referências no passado para criar uma possível imagem sobre o futuro da capital paulista, tendo a atmosfera misteriosa e sombria do “Neo Noir” como base conceitual da série. A abertura da exposição acontece no dia 11 de julho, às 19h, com entrada gratuita

São Paulo Neo Noir, de autoria do fotógrafo paulistano Jorge Sato, é a terceira série exposta no programa Nova Fotografia 2013 do MIS, instituição da Secretaria de Estado da Cultura. O projeto anual busca criar um espaço permanente para exposição de fotografias de artistas promissores que se distinguem pela qualidade e inovação do seu trabalho. A cada ano, seis séries de imagens são escolhidas por meio de convocatória e expostas no Museu.

O conceito do ensaio de São Paulo Neo Noir, que abre no dia 11 de julho, não é registrar a metrópole de forma documental, mas sim buscar referências no passado para criar uma possível imagem sobre o futuro, usando a atmosfera misteriosa e sombria do “Neo Noir” como base conceitual e de estilo estético.

A série foi realizada com uma câmera “Lo-Fi”, que é conhecida por sua limitação técnica e certa imprevisibilidade nos resultados, e um acessório chamado Splitzer – que permite expor apenas parte do frame, possibilitando múltiplas exposições com fusões mais controladas, diretamente no filme 35mm. O processo de revelação foi baseado em experimentos com cromos e negativos em Cross e Push Processing, para atingir um aspecto futurista e onírico.

“Essas fotografias de Jorge Sato sobre São Paulo me surpreenderam. Sua sensibilidade nos leva a um futuro harmônico de linhas e luz, onde parece haver esperança. Seu trabalho resgata a dignidade para a fotografia”, afirma o fotógrafo Luiz Tripolli.

A visitação da mostra acontece do dia 12 de julho ao dia 21 de agosto, no espaço Nicho, com entrada é gratuita.

Sobre Jorge Sato

Situado em São Paulo, Jorge Sato se formou na ESPM (Escola Superior de Propaganda & Marketing) e começou sua carreira na área criativa em agências de publicidade, mas migrou para a fotografia através do fotógrafo Claudio Edinger. Após trabalharem juntos por aproximadamente 3 anos, Sato decidiu focar em projetos autorais visando a busca de sua linguagem visual. Apesar de ser um jovem fotógrafo, já participou de muitas exposições no Brasil e no exterior, sendo representado pela Galeria Tripolli.

Nova Fotografia 2013 | São Paulo Neo Noir
Local Nicho
Abertura 11 de julho, às 19h
Visitação 12 de julho a 21 de agosto; terças a sextas, das 12h às 21h; sábados, domingos e feriados, das 11h às 21h
Entrada gratuita
Classificação etária livre

Museu da Imagem e do Som – MIS
Avenida Europa, 158, Jardim Europa, São Paulo | (11) 2117 4777 | www.mis-sp.org.br
Estacionamento conveniado: R$ 8 | Acesso e elevador para cadeirantes. Ar condicionado.

Fonte: Museu da Imagem e do Som