Já imaginou se o Brasil tivesse ganhado todas as Copas?

estadio do pacaembu

Sonhar não custa nada. A nova exposição do Museu do Futebol tem como princípio contar a história das 20 Copas do Mundo como nós gostaríamos que elas tivessem terminado: com o Brasil campeão de todas. “Brasil 20 Copas” abre na terça, 27 de maio, às 9h, e mostrará todos os campeonatos mundiais que ganhamos, perdemos e aqueles com os quais sempre sonhamos que ganharíamos, tudo mostrado de maneira inusitada e surpreendente.

“Nessa mostra, os visitantes descobrirão porque ganhar a taça, para nós brasileiros, é totalmente diferente do restante do mundo. Será uma viagem pelas vinte copas, com a certeza de que o futebol é mesmo misterioso, ilógico e, por vezes, absurdo”, completa Daniela Alfonsi, diretora de conteúdo do Museu do Futebol.

A exposição – em cartaz até 07 de setembro de 2014 – traz um filme de 12 minutos no qual recontamos a trajetória brasileira em todas as Copas. Para isso, foram entrevistados jornalistas, escritores e jogadores, como Gérson (1966 e 1970), Edu (1970), Alemão (1986 e 1990) e Pepe (1958). O filme “Brasil, Eternamente Campeão”, dirigido pelo cineasta Henrique Goldman e com roteiro do escritor José Roberto Torero, brinca com nosso imaginário de ser o melhor do mundo em mundiais.

Logo no começo da mostra, o visitante já se depara com duas perguntas-chave: por que ganhamos e por que perdemos? O visitante percorrerá 20 traves e encontrará as respostas – uma história não-oficial e muito bem humorada – para o nosso desempenho em todos os campeonatos. Por exemplo, perdemos a Copa de 1930 no Uruguai porque foram 13 times e Zagallo ainda não era vivo, e a da Itália de 1934 porque não queríamos dar ibope para Mussolini.
A cenografia é de Marcello Dantas, que criou um cinema com uma tela de 14 metros na sala de exposições do Museu e elaborou uma série de experiências interativas, nas quais o visitante vai descobrir segredos dos campeões. Há também uma irreverente cronologia com objetos que simbolizam as vitórias brasileiras, como a camisa azul de 1958 que pertenceu a Didi, a réplica da Taça Jules Rimet – a única réplica que foi feita diretamente da original, roubada e derretida em 1983 – e as bolas das finais de 1958 e 1962. As relíquias pertencem à Federação Paulista de Futebol.

E, como em futebol todo mundo tem opinião, o visitante poderá dar seu próprio depoimento sobre uma experiência vivida durante a Copa e responder porque o Brasil é o maior campeão de todas as Copas, no maior estilo Vox Populi. Engraçada, triste ou emocionante, a história terá um link direto para o canal “Brasil 20 Copas”, especialmente criado no Youtube para essa exposição.

SERVIÇO
Exposição Brasil 20 Copas
Endereço: Museu do Futebol. Praça Charles Miller, s/n, Pacaembu.
Quando: de 27 de maio (terça-feira) a 7 de setembro
Horário de funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18 (bilheteria até às 17h); do dia 13 de maio até 13 de julho, o museu funcionará até as 21h (bilheteria), com permanência até as 22h
Entrada: R$ 6. Meia entrada para estudantes, professores e idosos. **Crianças até sete anos não pagam, mediante apresentação de documento *Grátis às quintas-feiras (até 13 de julho), aos sábados (o ano todo), e todos os dias para pessoas com deficiência.
*Estacionamento na Praça Charles Miller, sendo necessário uso de Zona Azul. Cada folha vale por três horas, e pode ser adquirida a preço oficial na bilheteria do Museu.
Informações: (11) 3664-3848
www.museudofutebol.org.br

Fonte: Secretaria da Cultura