Inscrições para o encontro A Cátedra Nômada Onde estão as mulheres na arte e na cidade?

No dia 15 de setembro, a partir das 9h30, acontecerá o encontro A Cátedra Nômada “Onde estão as mulheres na arte e na cidade? – Fricções entre arte + gênero + memória + cidades”, que se propõe a realizar reflexões, debates, pesquisa e ações no campo da equidade de gênero na sua relação com as artes, a memória, os espaços urbanos, instituições e movimentos sociais.

A atividade será composta por uma série de encontros mensais, organizados de forma síncrona e on-line, entre grupos de pesquisa e coletivos de mulheres em contexto ibero-americano.

Para se inscrever, preencha o formulário clicando aqui. O link de transmissão será o seguinte: https://youtu.be/QShalaTe1nI.

O projeto tem como roteiro o debate de algumas questões que emergem do diálogo com o projeto intercontinental Mulheres Transformam os Museus. Da Igualdade à Equidade 2021 e orientam os diálogos propostos entre as participantes:

  • Onde estão e como se posicionam as mulheres artistas e suas obras, como são abordadas nos museus, na educação formal e não formal, assim como nos espaços públicos e nas publicações científicas e especializadas? 
  • Considerando uma perspectiva glocalizada, como entender as implicações e os atuais contornos dos ciberfeminismos, das atuações em  redes, ecofeminismos e dos artivismos com foco nas questões de gênero nas cidades contemporâneas, cenários de profundas transformações? 

Coordenado pelas professoras doutoras Lilian Amaral e Silvana Nascimento, da Diversitas-USP, o projeto terá encontros quinzenais, com três horas de duração, sendo duas horas de apresentação teórico-metodológica e de práticas artísticas participativas compartilhadas entre duas ou mais pesquisadoras e uma hora de proposta de co-criação no campo poético (intervenção gráfica urbana / vídeo-cartas – narrativas da memória audiovisual de mulheres em contexto ibero-americano).

Programação

15/09 – 4ª Feira | 9h30 às 12h30: Distintas frentes: mulheres na arte contemporânea.

Módulo 1. Rosa Blanca (UFSM), Cláudia Zanatta (UFRGS) e a casa das 15 mulheres, Ana Maio (FURG) e Tânia Bloomfield (UFPR);

Módulo 2. Silvana Macedo, Raquel Stolf, Sandra Fávero (UDESC) e Juliana Crispe (Espaço Cultural ARMAZÉM | Coletivo ELZA);

Módulo 3. Práticas artísticas, experimentações gráficas: narrativas em deslocamento.

Provocadora: Lilian Amaral | DIVERSITAS USP

Fonte: DIversitas-USP