Inscrições abertas para o seminário de lançamento BibliON

Agora a BSP Digital é BibliON e para marcar o início dessa nova fase, acontecerá, nos dias 27 de maio, 31 de maio e 2 de junho, o Seminário on-line de lançamento BibliON – A biblioteca digital gratuita de São Paulo. As inscrições para os webinares podem ser feitas clicando aqui.

No dia 27, às 16h, acontecerá a webinar “Biblioteca Viva: uma experiência no digital”, com Pierre André Ruprecht. O encontro abordará conceitos, essências, proposta e estrutura do projeto da BibliON. 

Pierre André Ruprecht é administrador pela Fundação Getúlio Vargas. Foi professor de Metodologia da Pesquisa em Comunicação, atuou na área de multimeios e formação, foi coordenador geral da assessoria da Secretaria Municipal de Cultura de São Paulo e dirigente de planejamento em empresas e projetos na área cultural.

Desde 2011 atua como diretor executivo da SP Leituras, organização social focada em leitura, bibliotecas, cultura e conhecimento. Como tal, encabeçou o projeto de instalação e operação da Biblioteca Parque Villa-Lobos, indicada como uma das três bibliotecas públicas do ano pela Feira do Livro de Londres e uma das cinco melhores bibliotecas públicas do mundo pela IFLA.

Por meio de contrato de gestão com a Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, está à frente, também, das ações do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas e da Biblioteca de São Paulo, uma das quatro bibliotecas do ano de 2018 pela Feira do Livro de Londres.  

Em 31 de maio, às 16h, é a vez da palestra on-line “Criando comunidades digitais”, com Gonzalo Oyarzún. Comunidades digitais permitem que pessoas com interesses comuns interajam on-line, compartilhando conteúdos e trabalhando em sinergia. Diante dessa forma de as pessoas se relacionarem virtualmente, a webinar discutirá a criação e os benefícios desses grupos para as bibliotecas. 

Em 02 de junho, às 16h, “Livros digitais e bibliotecas” terá participação de Cleiton Heringer, Mailson Furtado e Samira Almeida, com mediação de Hanna Gledyz. Livros digitais estão mais presentes no cotidiano, ofertados em diversos formatos, interações e facilidades. A mesa-redonda dialogará sobre a relação entre culturas digitais e bibliotecas, inclusão digital, acervos e programação cultural de bibliotecas como ferramentas para aprendizado e construção autônoma de conhecimentos. 

Clayton Heringer é produtor artístico e sócio da Tocalivros, formado em Artes Cênicas e pós-graduado em Direção e Dramaturgia. Trabalhou como ator, cenógrafo, professor, diretor, padeiro, figurinista, confeiteiro, iluminador, não necessariamente nessa ordem.

Mailson Furtado é autor e editor independente. Escreveu à cidade, livro vencedor do Prêmio Jabuti em 2018 (Poesia e Livro do Ano). Também atua como diretor e ator da companhia teatral Criando Arte, além de produtor da Casa de Arte CriAr. 

Samira Almeida é editora, educadora, mediadora de leitura, mãe da Sofia, co-fundafora da Storymax. É autora e editora multipremiada no Brasil e no exterior por seu trabalho com inovação, leitura e impacto social. 

Hanna Gledyz é bibliotecária, especialista em Gestão de Bibliotecas Públicas e pós-graduanda em Acessibilidade, Diversidade e Inclusão. Atuou no Sistema Nacional de Bibliotecas Públicas, integrou a equipe do Sistema Estadual de Bibliotecas do Rio de Janeiro, foi coordenadora na Secretaria da Economia Criativa do então Ministério da Cultura, e trabalhou como coordenadora de projetos sociais na organização social Recode.

Atualmente, é especialista de apoio ao Concurso de Ajudas do Programa Ibero-Americano de Bibliotecas Públicas. 

Mais informações, clique aqui.

Fonte: SISEB