Inauguração do Memorial Cairbar Schutel

Evento em Matão apresentou ao público o espaço construído em homenagem a este grande ícone do movimento espírita nacional e internacional

DSC 0124

“Uma luta que se materializa após 40 anos perseguindo um sonho. Hoje se tornou uma realidade”. Com essa afirmação José Luiz Alberto Marchesan, presidente do Centro Espírita O Clarim, do qual a Casa Editora O Clarim é propriedade, resumiu o sentimento de toda a comunidade espírita pela inauguração do Memorial Cairbar Schutel, museu biográfico construído na antiga casa de Cairbar que traz documentos, fotografias, móveis e objetos pessoais que foram guardados e preservados por membros da sociedade espírita de Matão desde a década de 1930.

Realizada na sede da Casa Editora O Clarim, na noite do dia 13 de novembro, o evento conduzido por David Liesenberg, colaborador da editora, que fez uma saudação inicial aos mais de 100 convidados e às autoridades presentes, dentre elas: MerhySeba, representando a Federação Espírita Brasileira (FEB); Mário Gonçalves, representando a USE Intermunicipal de Ribeirão Preto; Edmir Garcia, pela USE Intermunicipal de Bebedouro; Fabrício Sanas, presidente da USE de Matão; e Luiz Francisco Fernandes, representante do Prefeito Municipal de Matão, José Francisco Dumont. Também estiveram presentes representantes das casas espíritas de Matão.

Após a breve introdução, Marchesan ressaltou a importância do Memorial para a valorização do trabalho realizado pelo Bandeirante do Espiritismo: “É um registro para a posteridade do que foi Cairbar Schutel e do que ele representa. Nós fizemos o possível para traduzir o pensamento de Cairbar Schutel, sua cultura e seus valores”.

Após as suas considerações, o diretor editorial da Casa Editora O Clarim, Aparecido Belvedere, lembrou de colaboradores que contribuem ou contribuíram com a editora ao longo de toda a sua história, como Antoninha e Zélia Perche, representadas por seu sobrinho Gregório Perche, Ivan Costa, Marlene Fratini, Wallace Leal V. Rodrigues, Romeu Maretti, Enéas Rodrigues Marques, Carlos Vital Olson, entre outros, sem os quais não seria possível dar continuidade ao trabalho iniciado por Cairbar Schutel. Belvedere também ressaltou que “este é um trabalho que tem um significado muito grande, não somente para nós espíritas, mas também para a cidade de Matão, por resgatar vários documentos que mostram o trabalho político e social de Cairbar Schutel”.

Encerraram a solenidade Luiz Francisco Fernandes, que falou sobre a importância do memorial para a cidade de Matão, resgatando a figura querida de Cairbar Schutel, motivo de orgulho para todos os matonenses, e Valentim Fernandes, que leu a mensagem “Carta a Jesus”, extraída do livro Preces Espíritas, de autoria de Cairbar Schutel.

O Memorial
O projeto desenvolvido para estruturação e montagem do Memorial Cairbar Schutel durou cerca de 9 meses, período que envolveu as etapas de curadoria, pesquisa, higienização do acervo e concepção do espaço expográfico. O acervo contém livros, material farmacêutico (frascos de remédio e instrumentos farmacêuticos), objetos de uso pessoal, fotografias, correspondências, cadernos de anotações, cadernos de atas, documentos oficiais, o jornal O Clarim e a RIE e livros de registros.

A partir deste material, o espaço foi dividido em salas temáticas, que expõem, em cada ambiente, a produção intelectual de Cairbar Schutel; o trabalho como divulgador da Doutrina Espírita, que compreende a fundação do jornal O Clarim e da Revista Internacional do Espiritismo, além dos livros por ele escritos; sua atuação social, com a Farmácia Schutel e as obras de caridade; um ambiente que apresenta a linha do tempo da sua história de vida e atuação política; o seu dormitório, mantido na localização original e mobiliado com as peças originais; e, por fim, a sala principal que apresenta a relação de Schutel com a Doutrina Espírita.

A coordenação de todo o projeto foi feito pela historiadora Larissa Rizzatti Gomes e a montagem do espaço pela agência de publicidade e propaganda Tg3 Comunicação.

Horários para visitação
O Memorial Cairbar Schutel estará aberto à visitação pública, mediante agendamento prévio, nos seguintes horários: às terças-feiras, das 9 às 11 horas, e às quintas-feiras, das 15 às 17 horas. Caravanas podem solicitar agendamento também aos finais de semana.
O agendamento pode ser realizado pelo telefone (16) 3382-1066, em horário comercial, ou pelo e-mail memorial@oclarim.com.br.

Texto e fotos: Cássio Leonardo Carrara, assessor de imprensa da Casa Editora O Clarim
cassio@oclarim.com.br