Ibram participa de semana dedicada a museus no TikTok

Parceria inédita entre o Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) e o aplicativo TikTok promove a campanha #MuseuSemFronteiras entre os dias 27 de julho e 2 de agosto.

Já realizada em países da Ásia e da Europa, a campanha contará com a participação de 12 instituições brasileiras em uma semana inteira dedicada a lives de museus na plataforma de vídeos.

Os usuários do aplicativo poderão acompanhar os variados conteúdos preparados pelas instituições – que vão desde temas como racismo e higiene até um passeio noturno com música e poesia. A ideia é matar a saudade do passeio cultural, já que todos os museus seguem fechados devido à pandemia da Covid-19. Quem também quiser aderir à campanha poderá postar seus próprios vídeos com dados, curiosidades, memórias e experiências de suas visitas usando a hashtag #MuseuSemFronteiras. 

“A parceria com o TikTok demonstra a força e o impacto cultural dos museus brasileiros e da cultura em geral. Esta parceria é uma iniciativa importante no sentido de potencializar a visibilidade dos museus, que são espaços de construção de memórias e de transformação social. Agradecemos, em nome do Ibram, o TikTok e toda equipe envolvida nesta ação. Agradecemos também aos museus participantes, que toparam esse desafio e que, não só representam cada instituição participante, mas como também os mais de 3,800 museus localizados nas cinco regiões do país”, conta Ana Lourdes Costa – Coordenadora de Promoção e Gestão da Imagem Institucional do Ibram.

Para o representante do aplicativo no Brasil, a parceria com o Ibram reforça a vocação de Tiktok de ser um aplicativo que fornece aos usuários novas experiências por meio de um conteúdo diversificado, educativo e criativo. A campanha faz parte de um projeto global da plataforma para aproximar o público dos museus fechados durante a pandemia e já aconteceu em outros países. 

Entre os participantes estão o Museu Regional de Caeté (MG), o Museu Imperial (RJ), o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (MT), o Museu Índia Vanuíre (SP), o Muquifu (MG), o Museu Casa de Portinari (SP), o Museu Histórico Nacional (RJ), o Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS (RS), o Museu do Pão (RS), o Museu da República (RJ), o Museu Felícia Leirner (SP) e o Museu do Ouro (MG).  Todas as lives serão exibidas nas páginas das próprias instituições no TikTok e terão entre 30 minutos e 1 hora de duração. A agenda completa com horários e temas segue abaixo.

Programação 

27 de julho, às 15h, Museu Imperial (@museu.imperial)
Tema: Complexo Jardins – Palácio Imperial de Petrópolis

27 de julho, às 16h, Museu Regional de Caeté  – @museu_regional_de_caete  
Tema: Museu nos Trezentos anos de Minas

28 de julho, às 14h (no horário de Brasília e às 13h no de Mato Grosso), Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (@museudeartesacramt)
Tema: Altares Neoclássico e Barrocos do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso.

28 de julho, às 15h30, Museu de Índia Vanuíre (@museuindiavanuire)
Tema: Conheça o Museu Índia Vanuíre e seus bastidores!

29 de julho, às 14h, Muqifu (@muquifu) 
Tema: Audiovisual de favela

29 de julho, às 19h, Museu Casa de Portinari (@museucasadeportinari) 
Tema: “Uma Noite no Museu” – Como será o Museu à noite? Como é a casa banhada pela lua, o jardim sem a revoada dos pássaros. Todas essas curiosidades serão apresentadas na live. Os educadores mostrarão detalhes do Museu Casa de Portinari com um olhar noturno, em um passeio repleto de música e poesia. 

30 de julho, às 15h, Museu Histórico Nacional (@museuhistoriconacional)
Tema: “Uma pequena sábia” ou “uma grande louca”: Sophia Jobim, uma indumentarista dos trópicos. 

31 de julho, às 10h, Museu de Ciências e Tecnologia da PUCRS (@museudapucrs)
Tema: O espaço de exposição do Museu

31 de julho, às 15h, Museu do Pão (@moinhocolognese) 
Tema: A cultura, a memória e a panificação no coração do Caminho dos Moinhos, uma apresentação do Museu do Pão, da Escola de Panificação e do Moinho Colognese: os prêmios nacionais e internacionais, os projetos de preservação de patrimônio material e imaterial, e o impacto desse conjunto de ações no turismo da região do Vale do Taquari. 

31 de julho, às 16h30, Museu Felícia Leirner (@museufelicialeirner) 
Tema: Do portão aos bastidores: quem dá vida ao Museu?

1º de agosto, às 16h, Museu da República (@museudarepublica)
Tema: A educadora do museu da República e historiadora, Ana Paula Zaquieu, e a artista e ativista, Panmela Castro, conversam sobre o papel dos museus na luta contra o racismo

2 de agosto, às 15h, Museu do Ouro (@museudoouro)
Tema: Jogo Guardiões do Museu do Ouro

Fonte: Ibram