Ibram disponibiliza manual para realização de projetos de acervos digitais

O Instituto Brasileiro de Museus (Ibram) disponibilizou, em parceria com a Universidade Federal de Goiás (UFG) e a Universidade de Brasília (UnB), a publicação “Acervos Digitais nos Museus: manual para realização de projetos”.

Fruto do processo de desenvolvimento e implementação da ferramenta Tainacan nos museus Ibram, o manual apresenta um histórico das ações de cultura digital no país, traz orientações para documentação museológica em meio digital, e sugere o uso das licenças livres como alternativa para contornar as limitações das leis nacionais de direito autoral para lidar com o digital, entre outros temas.

A publicação visa a ajudar os profissionais e cidadãos interessados no tema a identificar novas práticas e tecnologias para seus projetos de acervos digitais, e está disponível para download gratuito no site do Ibram.

Programa Acervo em Rede e o projeto Tainacan

O Programa Acervo em Rede tem como objetivo promover a democratização do acesso digital aos bens culturais musealizados, promovendo também a digitalização e a documentação dos acervos das instituições museológicas na internet.  Visa também instrumentalizar os museus com ferramentas digitais sistêmicas, capazes de aperfeiçoar a gestão e a catalogação de seus acervos, permitindo a difusão integrada do patrimônio museológico e do patrimônio cultural preservado por diferentes grupos sociais.

Desenvolvido como software livre, o Tainacan é uma plataforma para a criação de repositórios digitais que pode ser utilizada por qualquer interessado em publicar os seus acervos on-line, e possibilita a integração de acervos digitalizados. Saiba mais.

Fonte: Ibram