Ibermuseus apresenta dois recursos para auxiliar na gestão de museus

Ferramenta de Autodiagnóstico em Acessibilidade e um Centro de Documentação foram criados pelo Ibermuseus para promover a igualdade, a diversidade e a inclusão, e para apoiar a gestão dos museus.

Partindo da premissa de que os museus devem ser instituições abertas, democráticas e inclusivas para todas as pessoas, o Programa Ibermuseus, por meio de seu Observatório Ibero-americano de Museus, apresenta uma ferramenta que facilita o diagnóstico da acessibilidade das instituições museológicas.

Como resultado de uma estreita colaboração com a Direção-Geral do Património Cultural de Portugal, nasceu a Ferramenta de Autodiagnóstico em Acessibilidade do Ibermuseus, um recurso on-line que permite aos museus conhecer o grau de acessibilidade de sua sede, localização, exposições, comunicação, consultoria, capacitações, emprego, avaliação e gestão.

Depois de responder a um grupo de perguntas simples, a instituição conhecerá a situação da instituição por meio de um resumo dos resultados e uma representação gráfica deles, que pode ser baixada em vários formatos. O recurso também possui um glossário e uma seção para disseminar boas práticas.

Ao mesmo tempo, a ferramenta também apoiará o desenho de políticas públicas, uma vez que facilita aos órgãos de gestão dos museus dos países membros do Ibermuseus o acesso a relatórios globais sobre as instituições de cada país.

Além deste recurso, o Centro de Documentação Ibermuseus – CDI disponibiliza ao público mais de 200 publicações de países da região.

O CDI contempla uma grande diversidade de temas relacionados ao universo dos museus, como Acessibilidade, Comunicação, Conservação, Restauração, Curadoria, Educação, Estatística, Estudos de Público, Gestão, Inventário, Legislação, Memória, Museografia, Museologia, Patrimônio, Sustentabilidade, Tráfico Ilícito, entre outros.

Os visitantes podem filtrar sua pesquisa por país, ano, tema ou tipo de documento. No CDI encontra-se uma série de estudos, guias, manuais, reflexões, catálogos, revistas, publicações do Ibermuseus, recomendações e declarações históricas da museologia ibero-americana.

A apresentação pública desses dois recursos ocorre em um momento de fechamento temporário das instituições e adoção do trabalho remoto por muitos técnicos de museus. Dessa forma, muitos profissionais poderão, de casa, trabalhar na implementação de medidas acessíveis em suas instituições ou na expansão de seu conhecimento por meio de publicações que são referências na região.

Acesse: Ferramenta de Autodiagnóstico da Acessibilidade e Centro de Documentação Ibermuseos.

Fonte: Ibermuseus