Guarapiranga: uma represa centenária

Projeto da Fundação Energia e Saneamento, responsável pela administração da Rede Museu da Energia, a exposição resgata a história de um dos mais importantes reservatórios de água de São Paulo. A Guarapiranga, que no início era chamado Santo Amaro, começou a ser construída em 1906, após um período de grande estiagem no Rio Tietê. Sua principal função era reforçar a geração de energia elétrica na Usina de Santana de Parnaíba. Na época, sua construção foi considerada o principal empreendimento do gênero em todo o Hemisfério Sul. Concluída em 1909, trouxe grande mudança na geografia de São Paulo. A partir de 1928, a represa também passou a ser utilizada para abastecimento público de água.

Atualmente, cerca de 900 mil pessoas residem nas áreas vizinhas  da Guarapiranga, ou nos municípios de Embu das Artes, Itapecerica da Serra e Embu-Guaçu, cujas águas também fluem para a represa. Um passeio pela região mostra detalhes pouco comuns a uma paisagem urbana: barcos velejando e famílias utilizando suas praias, bares e restaurantes.

Descrição da Exposição

Acervo em exposição: reproduções fotográficas
Suporte utilizado: paineis de PVC adesivado em estrutura de aluminímio montados em formatos de cubo
Dimensões: 180 x 90 x 2 cm por painel
Custos e/ou contrapartidas: transporte e montagem
Necessidades para a montagem: o espaço de montagem deve possuir área entre 26 e 28 m²
Contato: Fundação Energia e Saneamento: (11) 3333-5600 – Juliana Batista: jbatista@museudaenergia.org.br