Feira de Direitos Humanos

I Feira de Direitos Humanos rememora os 68 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos, celebrados no próximo dia 10 de dezembro de 2016, tem por objetivos incentivar a realização de projetos e trabalhos voltados aos direitos humanos nas universidades e faculdades: divulgar projetos inovadores voltados aos direitos humanos; favorecer a criação e o desenvolvimento de novas ações e intervenções voltadas aos Direitos Humanos, e reforçar o compromisso da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania com a população por meio da participação cidadã.

A Feira  será realizada pela Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania no dia 7 de dezembro de 2016, das 9h às 18h, no Espaço da Cidadania André Franco Montoro, situado no Pátio do Colégio, 184, térreo, centro, São Paulo – SP.

 

Programação de debates:

Local: Pátio do Colégio, 184 – Auditório “André Franco Montoro”

9h30 – Políticas para populações vulneráveis: acesso à justiça para populações vulneráveis

Palestrante: Carlos Ayres Britto (Ministro do STF – Supremo Tribunal Federal, gestão 2003 – 2012, e Presidente daquela corte e CNJ – Conselho Nacional de Justiça em 2012)

Participantes: Marcio Fernando Elias Rosa (Secretário de Justiça e da Defesa da Cidadania) e Belisário dos Santos Junior (Secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania, gestão de 1995 a 2000)

11h – Apoio e proteção à vitima de violência: enfrentamento à violência contra criança e adolescente.

Debatedores: Paulo César Oliveira (Condeca) e Rodrigo Pereira (Instituto Sou da Paz)

Mediadora: Ana Carolina (Secretaria da Justiça)

14h – Saúde e Direitos Humanos – enfrentamento às drogas e bioética.

Debatedoras/Debatedor: Maria Garcia (Professora livre-docente da Pontífícia Universidade Católica – PUC/SP), Fabiana Botelho Zapata (2ª Subdefensora Pública Geral do Estado) e Mário Sérgio Sobrinho (Procurador de Justiça do Ministério Público do Estado de São Paulo)

Mediadora: Deborah Malheiros (Secretaria da Justiça)

15h – Fomento ao fortalecimento de ações e redes comunitárias: questões atuais sobre a constituição de redes de proteção à pessoa.

Debatedoras: Silene Amorim Monteiro e Sabrina Paroli (Centro de Direitos Humanos e Educação Popular do Campo Limpo – CDHEP) e Juliana do Val Ribeiro (Defensora Pública Coordenadora do Núcleo Especializado da Infância e Juventude)

Mediador: Haroldo Tani (Secretaria da Justiça)

 

Apresentação dos projetos selecionadosserá noPátio do Colégio, 184 – Espaço Cidadania:

Apoio e Proteção a vítimas de violência

– Era uma vez: trabalhando a violência com crianças pequenas através de contos – Instituto Herdeiros do Futuro (Bruna Vieira)

– O trabalho de uma equipe multidisciplinar na humanização do atendimento às mulheres vítimas de violência domestica – Polícia Civil do Estado de São Paulo (Viviane Boacnin Yoneda Sponchiado)

– Projeto Maria Marias – IBBCRIM (Tatiana Santos Perrone)

– Rede Interinstitucional de enfrentamento à violência, abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes – Prefeitura de Itapetininga.

 

Políticas para populações vulneráveis

– Aplicativo para monitoramento participativo de impactos de grandes empreendimentos nos Direitos Humanos – FGV (Flavia Scabin)

– Atendimento de pacientes dependentes químicos em maternidade pública da cidade de São Paulo – SES – UGA IV Hospital Maternidade Leonor Mendes de Barros (Elizabeth Kumiko)

– Sistema de busca de pessoas desaparecidas – Superintendência da Polícia Técnico-Científica (Sergio Linares)

– Liga do Funk – Associação Cultural Liga Funk (Bruno Ramos)

– Redução de danos em regiões litorâneas do Estado de São Paulo – Rede Brasileira de Redução de Danos e Direitos Humanos (Vera Maria)

 

Saúde e Direitos Humanos

– Projeto Musare – Ópis-obstetrizes do Vale (Lucila de Paula)

– Saúde e Cidadania em Pauta nos Espaços Religiosos de Matrizes Africanas – Instituto Joana D’Arc (Luiz Eduardo)

– Espaço do Idoso – Secretaria de Defesa da Cidadania (Carlos Mota)

– Contação de Histórias com Foco nos Direitos Humanos – Associação Criança Feliz de Sorocaba (Izabel da Silva)

 

Fomento ao Fortalecimento de Ações e Redes Comunitárias

– A poética dos Direitos Humanos – Coletivo Perifatividade (Ana Fonseca)

– Plataforma Órion revolucionando ações comunitárias sistêmicas – Polícia Militar do Estado de São Paulo (Alexandre Fontolan)

– Educar, cantar e brincar para resistir : a ditadura militar e o direito da criança a memória e a verdade – Memorial da Resistência de São Paulo/ Universidade Federal de São Paulo (Aureli Alcântara e Cleber Vieira)

– Projeto Andorinha – Universidade Santo Amaro (Emanuel Jones)

A feira contará também com os seguintes serviços que estarão localizados no Pátio do Colégio:

– Defensoria Pública do Estado de São Paulo (unidade móvel): orientação/ atendimento à população

– Instituto de Terras do Estado de São Paulo – ITESP: 4 barracas de produtores rurais assentados e quilombolas com produtos produzidos pelas comunidades – processados e embalados e artesanatos.

– Procon (unidade móvel): orientação/ atendimento à população

 

7.feiradedireitoshumanos

Fonte: Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania