Exposição “Zélia Salgado”, no Museu Nacional de Belas Artes

Considerada um dos mais expressivos nomes da arte moderna brasileira, Zélia Salgado (1904-2009) será tema de mostra que o Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), do Rio de Janeiro (RJ), inaugura na próxima quarta-feira (9).
A mostra exibirá algumas obras da artista, como a escultura “Circulando”, e as pinturas “Bordadeira” e “Forma em Alumínio”, entre outras, além de uma escultura de seu último aluno, Gilberto Genesini, intitulada “No Espaço”.

A data, que coincide com o aniversário da artista, será celebrada também com o lançamento do site zeliasalgado.art.br. A página foi produzida com o patrocínio da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro através da Superintendência de Artes – o projeto foi contemplado no edital de Mídias Digitais 2011.

A página explora em leitura não-linear a posição privilegiada que a artista teve em seu meio, sendo um elo entre figuras como o paisagista Roberto Burle Marx, a gravadora Fayga Ostrower (colega), a escultora Lygia Clark (sua aluna) e Nicolina Vaz de Assis (tia e escultora). O site também enfoca suas influências e seus influenciados.

A artista – Nascida em São Paulo (SP) em 1904, Zélia Ferreira Salgado destacou-se pela escultura, especialmente a abstrata, da qual é considerada uma das precursoras no país. Foi também desenhista, pintora e professora.

Aluna do mestre Henrique Bernardelli, professor da então Escola Nacional de Belas Artes (ENBA), nos anos 1920, transfere-se para Paris na década de 1930, onde frequenta a Académie de La Grande Chaumière. Na década de 40, passa a trabalhar com o artista e paisagista Burle Marx em seu ateliê no Leme, que a estimula a fazer suas primeiras esculturas abstratas, logo recebendo críticas positivas.

Os trabalhos da artista integram acervos como os do Museu Nacional de Belas Artes e do Museu de Arte Moderna de São Paulo (MAM-SP), e do Museu de Arte Brasileira da FAAP/SP, além de coleções particulares no Brasil e no exterior.

Zélia Salgado esteve presente à própria exposição comemorativa de seu centenário, realizada em 2004 no MNBA, quando se produziu uma alentada retrospectiva da sua obra. Ela faleceu em agosto de 2009, no Rio de Janeiro, aos 104 anos.

Detalhes da Agenda
Onde: Museu Nacional de Belas Artes
Período: 09 out, 2013 a 08 dez, 2013

Fonte: Ibram