Exposição virtual da Casa da Memória de Araras celebra a história da Festa das Árvores

Dando continuidade às ações de recuperação, preservação e valorização das memórias do município, a Casa da Memória de Araras lançou, por meio de plataforma virtual, a 119ª Festa das Árvores (2021 – edição virtual). A Festa conta com programação voltada ao meio ambiente e sua conservação, realizada por meio de parceria com outras instituições de memória e educativas, com outros setores da prefeitura municipal de Araras e participação da sociedade civil.

Um dos grandes destaques é a exposição virtual com o histórico da 1ª Festa das Árvores, realizada em 1902. O acervo está disponível em plataforma digital no link https://arvores2021.wixsite.com/festadasarvores.

Ilustrada por fotos e documentos de 1902, quando o evento aconteceu pela primeira vez em Araras, a exposição virtual conta com histórico da Festa das Árvores e informações sobre seus idealizadores, frutos do evento e outras informações referentes à história que deu vida à Cidade das Árvores.

A primeira Festa da Árvore aconteceu em 1902, em Araras e é considerado um evento ecológico pioneiro no país. Organizada por Alberto Löfgren (cientista, tido como um dos pioneiros da ideia de desenvolvimento sustentável no Brasil), Coelho Netto (jornalista e principal divulgador da Festa) e João Pedro Cardoso (engenheiro, responsável por levar a Festa para a cidade), a primeira festa foi inspirada no Arbor Day, ação realizada nos Estados Unidos 30 anos antes.

 A realização da Festa das Árvores, em 1902, fazia parte de um esforço de um grupo de cientistas de estimular, na sociedade, a sensibilização sobre a questão florestal e conservação das matas. Atualmente, comemorar a Festa das Árvores em Araras significa não somente seguir reforçando a importância da ciência e da conservação do meio ambiente para a saúde do planeta e de todos os seres vivos que moram nele, como significa também preservar e valorizar a memória de uma iniciativa que legou ao município o título de “Cidade das Árvores”.

Fonte: Secom/Prefeitura de Araras