Exposição traz cópias de monumentos deixados pelo povo Maia

“Tesouros, mitos e mistérios das Américas” chega a Ribeirão Preto no mês que vem

Figuras fazem referência aos mais de 900 moais catalogados e localizados na Ilha de Páscoa
Foto: Carol Melo / Fotoforum
 
Ao contrário do que previam os Maias, o mundo não acabou. E, felizmente, a fascinante cultura dessa civilização e de outras que viveram pela América por séculos sobreviveu a todo tipo de exploração, saques e violência promovidos pelos colonizadores europeus.
 
O legado desses povos está presente na exposição “Tesouros, mitos e mistérios das Américas”, realizada pela primeira vez na América Latina e que chega no mês que vem a Ribeirão Preto. De 19 de fevereiro a 10 de março, o RibeirãoShopping recebe réplicas de monumentos, como os Moais da Ilha de Páscoa, a Pirâmide de Chichén Itzá, a Estela de Quiriguá e as Ruínas de San Agustín. 
 
Outros elementos, como Calendário Maia, o ouro e cerâmica da Colômbia, também estão presentes. 
Esta semana, a reportagem do Caderno C esteve em Brasília para conferir a abertura da exposição no ParkShopping. A equipe viajou a convite da empresa que gerencia a rede de shoppings por onde a mostra deve passar até o segundo semestre de 2013.
 
Brasília é a segunda cidade brasileira a recebê-la. A primeira foi São Paulo, no Anália Franco Shopping. Após o Distrito Federal, a exposição volta para a capital, desta vez no MorumbiShopping, e em maio segue para Belo Horizonte. Em julho vai para o Rio de janeiro e, em agosto, chega a Curitiba. 
 
“A América tem muitas coisas valiosas e desconhecidas para o grande público, por isso nos aprofundamos nestes temas por meio de muita pesquisa. Trouxemos réplicas em tamanho natural”, afirma a curadora da exposição Monica Kudrnac, da empresa argentina Euroemeka, que trabalhou em parceria com a Fundação de Ciências Naturais Felix de Azara.
 
Fonte: Jornal A Cidade