Exposição temporária de Arte Sacra na Ourivesaria se encerra dia 08 de março, no MAS

O Museu de Arte Sacra de São Paulo – MAS-SP, equipamento da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, abre a exposição “Arte Sacra na Ourivesaria”, com curadoria de Jorge Brandão e Maria Inês Lopes Coutinho. Em comemoração ao aniversário da capital paulista, a mostra traz cerca de 130 peças – entre joias, relíquias, navetas, gomil e jarras, ostensórios, âmbulas, cálices, penas, cruzes, santos óleos e uma instalação de lampadários, além de outros objetos sacros – que traçam uma leitura do acervo do MAS-SP do ponto de vista da produção dessas obras na ourivesaria.

A propósito do período colonial, a historiografia paulista descreve uma São Paulo pobre diante do esplendor das minas de ouro, em Minas Gerais, da riqueza na Bahia e do apogeu da corte, no Rio de Janeiro. Entretanto, pesquisas e a descoberta e análise de novas fontes apontam que, nesta São Paulo dita pobre, existiam profissionais ourives. “Forma-se então um panorama diferenciado, no qual podemos afirmar que se houveram ourives é porque houve ouro e prata. E a presença destes, certamente indica que na época houve riqueza na sociedade.”, comenta Maria Inês Lopes Coutinho. A mostra “Arte Sacra na Ourivesaria” traz esta produção, dos artesãos de metais nobres que, longe do esmerado acabamento típico das obras europeias, utilizavam aqui na colônia moldes, imprimindo grande criatividade em suas peças e, por que não dizer uma certa genialidade. Como destaques, podemos citar uma cruz peitoral em ouro maciço, esmeraldas, rubis e diamantes, que pertenceu ao Cardeal D. Joaquim Arcoverde de Albuquerque Cavalcanti; um pingente em ouro batido e cinzelado com imagem de Nossa Senhora da Conceição; tocheiros em prata batida e cinzelada que foram oferecidos pelo Rei Dom João V à Antiga Sé de São Paulo; um conjunto de cálices de prata, datados dos séculos XVII e XVIII; algumas coroas em ouro da época de Dom João V; além de diversos outros objetos.

Neste panorama, a mostra nos leva ao reencontro de tradições litúrgicas que no curso dos séculos ocuparam lugar no território paulistano. Itens que, nas palavras de José Carlos Marçal de Barros, diretor executivo do MAS-SP, “prestaram-se no passado às celebrações de batismo, casamento, morte; às comemorações de datas especiais, às coroações e ocasiões de alta significação simbólica e devocional.”. Ao promover a exibição deste rico acervo, o MAS-SP pretende que o espectador releia os simbolismos da vida cristã contidos em cada um desses objetos, os quais carregam em si atribuições sagradas e a verdadeira história de riquezas da São Paulo colonial.

Exposição “Arte Sacra na Ourivesaria”
Curadoria: Jorge Brandão e Maria Inês Lopes Coutinho
Abertura: 24 de janeiro 2015, sábado, às 11h
Período: em cartaz de 25 de janeiro a 08 de março de 2015
Local: Museu de Arte Sacra de São Paulo
Endereço: Avenida Tiradentes, nº 676 – Luz | Estação Tiradentes do Metrô
Informações: (11) 3326.3336 – visitas monitoradas
Horário: de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, sábado e domingo das 10h às 18h
Ingresso: R$ 6,00 (estudantes pagam meia entrada); grátis aos sábados

crop 549815010d40c.1419252993

Fonte: Museu de Arte Sacra de São Paulo