Exposição sobre o Folclore Brasileiro vai até dia 31 de janeiro

A exposição “Cultura Popular e Diversidade Corporal no Folclore Brasileiro” ficará em cartaz no Memorial da Inclusão até o dia 31 de janeiro.

Para retratar as lendas, cantigas e adivinhas das histórias folclóricas do país, a exposição traz em forma de xilogravuras a sensibilização e a celebração da cultura popular, do direito à diferença cultural e à diversidade humana.

As peças fazem uma reflexão sobre a importância da sensorialidade e acessibilidade para a construção e fluidez de uma sociedade mais inclusiva, com a apresentação de personagens com corpos diferentes que tendem a aguçar a curiosidade para a exploração das possibilidades e das percepções corporais.

Entre os personagens escolhidos estão: o Saci, um garoto negro e travesso, de uma perna só; o Curupira, um homem com nanismo com o corpo revestido de pelos, cabelos longos e avermelhados e pés virados para trás; a Iara, uma sereia, criatura que é metade mulher e metade peixe; além da Lenda da Mandioca e do Nascimento da Noite.

SERVIÇO

Exposição temporária “Cultura Popular e Diversidade Corporal no Folclore Brasileiro”
Data de visitação: até 31 de janeiro de 2018, das 10h às 17h e aos sábados, das 13h às 17h, exceto feriados e emendas
Acessibilidade: Audiodescrição, interpretação em Libras, xilogravura tátil e caixas sensoriais
Local: Memorial da Inclusão, sede da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência de São Paulo
Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 564, Portão 10, Barra Funda, São Paulo/SP (Próximo da Estação Palmeiras – Barra Funda, do Metrô – CPTM)
Informações: (11) 5212-3727

Fonte: Memorial da Inclusão