Exposição internacional abre circuito 2015 da Fundação Iberê Camargo

Primeira mostra individual do artista italiano Marino Marini no País dá início à programação deste ano

Escultura-Marino-Marini -Créd-Elvira-T-Fortuna abr15
Escultura de Marino Marini | Crédito: Elvira T Fortuna

Para abrir o calendário deste ano, a Fundação Iberê Camargo apresenta ‘Marino Marini: do arcaísmo ao fim da forma’. Trata-se da primeira mostra individual no Brasil do artista italiano, reconhecido mundialmente por suas esculturas. A exposição, que pode ser visitada até 21 de junho, é composta por 89 peças, entre elas, 34 esculturas em bronze, além de pinturas e desenhos. Marini é apontado como um dos artistas mais importantes de sua época por personalidades como o crítico e ex-curador do Museu de Arte Moderna de Nova York (MoMA), James Thrall Soby, e a colecionadora Peggy Guggenheim.

O público é recebido no átrio da Fundação Iberê Camargo com a obra ‘Grande Cavalo’, escultura em bronze com mais de dois metros de altura, criada por Marini em 1951, premiada na Bienal de Veneza e cedida pelo Museu de Arte Contemporânea da USP (MAC). “A relevância de Marino Marini foi a de um artista que não se comportou como um filólogo, não aceitou os dados históricos consumidos pelo estudo e pela interpretação antropomorfa do sujeito, mas revelou, no seu trabalho, uma dimensão de atualidade da matéria numa relação direta entre homem e sujeito”, diz Alberto Salvadori, curador da exposição e diretor do Museu Marino Marini em Florença.

Além das obras de Marini, o museu recebe ‘Iberê e seu ateliê: as coisas, as pessoas e os lugares’, uma exposição panorâmica sobre a formação e produção de Iberê Camargo. A mostra, com 146 trabalhos entre pinturas, desenhos e gravuras do acervo da instituição – muitas desconhecidas do público – irá tratar das grandes temáticas trabalhadas pelo artista ao longo de sua carreira: a paisagem, a natureza-morta e as figuras. A mostra é dividida em miniexposições retrospectivas, que apresentam três temáticas que acompanham a trajetória do artista: naturezas-mortas, paisagens e figuras. O visitante poderá conhecer os primeiros trabalhos de Iberê, produzidos quando tinha 13 anos, até obras fundamentais como Crepúsculo na Boca do Monte, de 1991.

A Fundação Iberê Camargo está localizada na Avenida Padre Cacique, 2000. Está aberta à visitação de terça a domingo (inclusive feriados), das 12h às 19h (último acesso às 18h30). Mais informações estão disponíveis no site www.iberecamargo.org.br.

Fonte:Coletiva Net