Exposição Coestelário é destaque da programação presencial da Rede de Museus-Casas Literários

A Rede de Museus-Casas Literários, formada por Casa das Rosas Casa Guilherme de Almeida Casa Mário de Andrade , já retomou a visitação presencial, seguindo todas as medidas de proteção à saúde do público e de funcionários.

Os museus, da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo e gerenciados pela Poiesis, funcionarão de quarta-feira a sábado, das 12h às 16h, e com número restrito de visitantes, que deverão agendar as visitas pelo site de cada instituição.

A Casa das Rosas exibirá a exposição Coestelário, uma homenagem às vidas abreviadas pela pandemia em 2020. Por meio de “lápides” de poesia visual, ao modo das antigas estelas funerárias, que davam voz e imagem à pessoa querida que partiu, a mostra apresenta 70 estelas, em que o epigrama funerário se funde à imagem, num jogo de constelações.

A exposição, que conta com o apoio Companhia das Letras e da Artmosphère, reúne 70 poemas visuais criados pelo poeta Guilherme Gontijo Flores em parceria com o ilustrador Daniel Kondo. Aldir Blanc, Moraes Moreira, Olga Savary, Zuza Homem de Melo, Quino, Chica Xavier, Maria Alice Vergueiro e Aritana Yawalpit são alguns dos homenageados da exposição que ficará disponível até o dia 11 de julho.

“O projeto é um gesto de agradecimento pelas vidas que pudemos viver graças a tanta gente e um convite ao público para que as estelas erguidas no espaço expositivo sirvam também como um mote para conversas, recordações, depoimentos e continuidades”, afirma Luiz Carvalho, curador da exposição.

Os visitantes ainda poderão apreciar a exposição de longa duração “Estrutura explodida – vidobra de Haroldo de Campos” e conhecer ou rever o belo imóvel do museu, da década de 1930, quando o casarão no estilo clássico francês foi projetado pelo arquiteto Ramos de Azevedo, onde seus herdeiros viveram até os anos 1980.

Quem visitar a Casa Guilherme de Almeida encontrará os móveis, objetos, livros e obras de arte que pertenceram ao patrono do museu, poeta, tradutor e jornalista Guilherme de Almeida, e à sua esposa Baby de Almeida, além de uma exposição temporária de peças do acervo nas vitrines no museu.

A exposição de longa duração “Morada do Coração Perdido”, na Casa Mário de Andrade, traz a trajetória multifacetada do escritor, músico, pesquisador e gestor cultural Mário de Andrade, as curiosidades da residência onde o modernista e seus familiares viveram entre as décadas de 1920 e 1940, além de como o imóvel, que completou 100 anos em 2020, se tornou instituição museológica.

As exposições “Mário & Alphonsus revisitados” e “Tarsivaldo” também serão retomadas. A primeira é voltada aos 100 anos da visita de Mário de Andrade ao poeta simbolista Alphonsus de Guimaraens, em Mariana (MG), e a repercussão do famoso encontro por meio de referências em cartas e publicações da época.

A segunda é uma celebração à amizade com afetos e conflitos entre Mário e o casal Tarsila do Amaral e Oswald de Andrade. O que hoje se conhece como shippar (unir nomes de um casal pelo qual torce para dar certo) equivaleria ao que Mário fez nos anos 1920, quando chamava o casal de “Tarsivaldo” em correspondências pelas quais abordavam situações corriqueiras, os rumos artísticos no Brasil e outros assuntos.

A exposição conta com cerca de 30 documentos, entre reproduções de cartas, de fotografias, cartões-postais e de publicações de jornais, junto a uma vitrine com alguns livros e revistas modernistas.

A programação on-line da Rede de Museus-Casas Literários de São Paulo é mantida no hotsite http://poiesis.org.br/maiscultura/, onde está toda a agenda virtual dos equipamentos gerenciados pela Poiesis. Para mais informações sobre as atividades e novas medidas de atendimento das instituições, acesse o site de cada instituição.

SERVIÇO

Os três museus funcionarão de quarta a sábado, das 12h às 16h. Visitas apenas por agendamento via site de cada museu.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Telefone: (11) 3285-6986 | 3288-9447 | E-mail: contato@casadasrosas.org.br

Avenida Paulista, 37 – Paraíso – São Paulo (próximo à estação Brigadeiro do metrô)

Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados)

Acessibilidade: rampa de acesso, elevador e videoguia em libras.

Entrada gratuita

www.casadasrosas.org.br http://poiesis.org.br/maiscultura/

Exposição

Coestelário
Artistas: Guilherme Gontijo Flores e Daniel Kondo

Curadoria: Luiz Gustavo Carvalho
Em exibição até o dia 11 de julho

Casa Guilherme de Almeida

Tel.: 11 3673-1883 | 3803-8525 | 3672-1391 | 3868-4128 | E-mail: contato@casaguilhermedealmeida.org.br, educativo@casaguilhermedealmeida.org.br

Museu: R. Macapá, 187 – Perdizes | CEP 01251-080 | São Paulo | Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943 – Sumaré, São Paulo/SP.

Acessibilidade: rampa de acesso, elevador, piso podotátil e banheiro adaptado; videoguia em Libras e réplicas táteis. Entrada gratuita.

http://www.casaguilhermedealmeida.org.br/ e http://poiesis.org.br/maiscultura/

Acervo de Guilherme de Almeida e Baby de Almeida

Longa duração

Classificação indicativa: livre

Casa Mário de Andrade

Telefone: (11) 3666-5803 | 3826-4085 | E-mail: casamariodeandrade@casamariodeandrade.org.br; educativo@casamariodeandrade.org.br

Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda – São Paulo

Acessibilidade: rampa de acesso ao andar térreo e fraldário móvel.

Entrada gratuita

www.casamariodeandrade.org.br e http://poiesis.org.br/maiscultura/

Exposição | Morada do Coração Perdido

Curadoria: Carlos Augusto Calil

Longa duração

Classificação indicativa: livre

Exposição | Mário & Alphonsus revisitados

Classificação indicativa: livre

Exposição | Tarsivaldo

Classificação indicativa: livre

Fonte: Poiesis