Exposição aborda conceito sobre como fugir das limitações na arte

Obra por Laura Gorski -divulgacao
Obra por Laura Gorski -divulgação

 

A mostra acontece na Blau Projects

Entre os dias 13 de dezembro e 14 de fevereiro de 2015, a galeria Blau Projects recebe a exposição “…pegaríamos as coisas onde elas crescem, pelo meio…”, do coletivo de artistas curado por Galciani Neves. A mostra pode ser conferida de terça a sábado, das 11h às 19h, com entrada Catraca Livre.

Com obras de Ana Dias Batista, Fabio Morais, Laura Gorski, Jimson Vilela, Jorge Menna Barreto e Thiago Honório, a exposição aborda o conceito do meio como uma forma de fugir das definições normativas e limitações que as exigências de um começo e um fim causam na arte. Partindo desse pressuposto, os artistas se propuseram a criar e reunir trabalhos sem desfecho, que sugerem uma continuidade.

Um dos destaques da exposição é a instalação “Com efeito”, de Ana Dias Batista, em que uma pista de boliche é criada com uma bobina de papel Kraft, acompanhada de uma bola de boliche em sua extremidade, sugerindo a continuidade no movimento do objeto.

Obra por Jimson Vilela -divulgacao
Obra por Jimson Vilela -divulgação

Fonte: Catraca Livre