Encontros realizados pela Rede de Museus-Casas Literários discutem o legado indígena do Brasil

Durante o mês de setembro, os museus Casa das Rosas, Casa Guilherme de Almeida e Casa Mário de Andrade promovem encontros on-line e gratuitos para reflexão sobre o legado dos povos originários no Brasil. A programação também oferece a possibilidade de integrar o grupo de pesquisas e estudos sobre meio-ambiente, permacultura e sustentabilidade. As atividades acontecem pela plataforma Zoom e estão com as inscrições abertas.

Na conversa O entrelínguas na poesia de autores indígenas, poetas brasileiros indígenas discutirão a ligação da sua produção poética em português com as suas respectivas tradições e línguas ancestrais. Até que ponto a interculturalidade e a tradução também são intrínsecas às suas poéticas também é uma questão a ser debatida neste encontro, que será realizado no dia 9 de setembro às 15h. As inscrições estão abertas até o dia 6 de setembro neste link .

O grupo de pesquisas e estudos Meio-ambiente, permacultura e sustentabilidade se dedicará às ações culturais destinadas ao combate à seca, à recuperação de nascentes e ao reaproveitamento de águas pluviais em espaços urbanos. Os encontros serão realizados às quintas-feiras de setembro, dias 9, 16, 23 e 30, as 19h às 21h. As inscrições estão abertas até o dia do primeiro encontro neste link .

Pesquisadores indígenas Guarani Mbya e ativistas do coletivo Tenonderã Ayvu comentarão as práticas de batismo do subgrupo Mbya da etnia Guarani, com base em imagens e sons gravados especialmente para o TRANSFUSÃO – Encontro de Tradutores da Casa Guilherme de Almeida, no interior das casas de reza das aldeias.

Entre os temas abordados estão a mediação entre o ritual e a imagem digital, a tradução dos textos sagrados da língua nativa para o português e a transferência do oral para o escrito do ponto de vista de quem vive entre culturas e línguas diversas. A atividade Ayvu Porã – as belas palavras nos rituais de batismo Guarani Mbya acontecerá no dia 11 de setembro, sábado, das 15h às 17h. Para ter acesso à sala virtual, é preciso realizar a inscrição neste link até o dia 6 de setembro.

Para Augusto de Campos, a Antropofagia é “a única filosofia original brasileira”; para Oswald de Andrade, é o movimento que “salvou o sentido do Modernismo”. O minicurso Da fome de Brasil: antropofagia e modernismo é um “banquete antropofágico” sobre os sentidos de brasilidade que a Semana de Arte Moderna comprou e que o Movimento e o Manifesto de 1928 colocaram à mesa.

As aulas serão transmitidas às segundas-feiras, nos dias 13, 20 e 27 de setembro e 4, 18 e 25 de outubro, das 19h às 21h. As inscrições devem ser feitas neste link até o dia 9 de setembro.

O ciclo de mesas-redondas Salvaguarda do patrimônio cultural: museus, memórias e acervos indígenas pretende debater as questões relacionadas ao patrimônio cultural brasileiro, sob a ótica da criação de redes de memória e museologia comunitária, com destaque para as experiências contemporâneas bem-sucedidas para a salvaguarda e preservação de acervos e costumes indígenas.

O ciclo acontecerá às terças-feiras, das 19h às 21h, nos dias 14, 21 e 28 de setembro e 5 de outubro. Para participar, os interessados devem se inscrever neste link até o primeiro dia da atividade.

No dia 15 de setembro, das 18h às 20h, a palestra Pesquisa e escrita do roteiro do filme A Febre abordará o processo criativo do roteiro cinematográfico – escrito por Maya Da-Rin, Miguel Seabra Lopes e Pedro Cesarino – para A Febre, filme franco-teuto-brasileiro de drama e suspense dirigido por Maya Da-Rin, falado em português e nas línguas indígenas tukano e tikuna.

O elenco principal do filme, que está disponível na plataforma Netflix, é composto por atores indígenas do Alto Rio Negro, pertencentes aos Desanos, Tucanos e Tarianas. As inscrições podem ser feitas até o dia 13 de setembro neste link .

A partir da exposição do histórico colonial sem paralelo de extermínio e proibição de mais de mil línguas que eram faladas no território que veio a ser chamado de Brasil, o Seminário Raízes da intolerância no Brasil propõe uma reflexão sobre as causas da intolerância no país, com uma sessão dedicada também à colonização portuguesa no continente Africano, trazendo uma perspectiva comparativa.

No Brasil, além do português, ainda são faladas cerca de duzentas línguas, mas por poucos grupos, além disso, poucas pessoas sabem dessa diversidade. Pensando no futuro, o seminário também lançará luz sobre os esforços de resistência linguística e, mais recentemente, de resgates linguísticos que vêm sendo empreendidos por vários atores.

A atividade será realizada nos dias 16 e 17 de setembro, quinta e sexta-feira, das 18h às 21h, e no dia 18 de setembro, sábado, das 15h às 18h. As inscrições devem ser feitas neste link até o dia 15 de setembro.

SERVIÇO

Casa das Rosas

Seminário

Raízes da intolerância no Brasil

Curadoria: Deborah Goldemberg

Entre 16 e 18 de setembro

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom.

Inscrições até 15 de setembro:

https://www.casadasrosas.org.br/agenda/seminrio-razes-da-intolerncia-no-brasil

Casa Guilherme de Almeida

Curso

Da fome de Brasil: antropofagia e modernismo

Com Renato Forin Jr.

Segundas-feiras, dias 6, 13, 20 e 27 de setembro das 19h às 21h

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom.

Inscrições até 9 de setembro:
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/4effc08cc893c51a48f840e0b6e8e2b8

O entrelíguas na poesia de autores indígenas  

Com Julie Dorrico, Olivio Jekupé e Yaguarê Yamã

Quinta-feira, 9 de setembro de 2021, das 15h às 17h.

Inscrições até o dia 6 de setembro:
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/ae224a2b6d1b233a204dad19a6aa017d

(A atividade faz parte do TRANSFUSÃO – ENCONTRO DE TRADUTORES DA CASA GUILHERME DE ALMEIDA)

Ayvu Porã – as belas palavras nos rituais de batismo Guarani Mbya

Com Anthony Karaí Poty, Darci da Silva, Eduardo Fernando Duwe e Roberto Veríssimo

Sábado, 11 de setembro de 2021, das 15h às 17h

Inscrições até o dia 6 de setembro:
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/ae224a2b6d1b233a204dad19a6aa017d

(A atividade faz parte do TRANSFUSÃO – ENCONTRO DE TRADUTORES DA CASA GUILHERME DE ALMEIDA)

Palestra

Pesquisa e escrita do roteiro do filme A Febre

Com Maya Da-Rin, Miguel Seabra e Pedro Cesarino

Quarta-feira, 15 de setembro das 18h às 20h

A atividade será realizada por meio da plataforma Zoom.

Inscrições até o dia 13 de setembro:
https://poiesis.education1.com.br/publico/inscricao/f2a40c043c478051e6230e5c6be59d0f

Casa Mário de Andrade

Grupo de pesquisas e estudos – meio ambiente, permacultura e sustentabilidade

Com Vinicius Pereira e convidados

Quintas-feiras, 9, 16, 23 e 30 de setembro, das 19h às 21h

Inscrições até 9 de setembro:
https://casamariodeandrade.org.br/programacao-meio-ambiente-permacultura-e-sustentabilidade-

Ciclo de mesas-redondas: Salvaguarda do patrimônio cultural: museus, memórias e acervos indígenas

Com João Paulo Vieira e convidados

Terças-feiras, 14, 21, 28 de setembro e 5 de outubro, das 19h às 21h

Inscrições até 14 de setembro:
https://casamariodeandrade.org.br/programacao-salvaguarda-do-patrimnio-cultural

Fonte: Poiesis