Em novembro o Museu Índia Vanuíre oferece ações que retratam a cultura afro-brasileira em parceria com a Umont

1.museuindiavanuire

O Museu Índia Vanuíre, instituição da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo administrada em parceria com a ACAM Portinari,  realiza em novembro uma programação diversificada que propõe a reflexão, a conscientização e a valorização dos saberes e experiências da cultura afro. Serão oferecidas oficinas relacionadas à artes, culinária, moda, beleza, dança, música e ao cinema, além de debates e palestras. As atividades são desenvolvidas em parceria como a União do Movimento Negro com Todos (Umont).

De acordo com a gerente da instituição, Tamimi Rayes Borsatto, o projeto já se tornou referência em Tupã e região. “Esses anos de ações voltadas ao debate e a inclusão social do negro e a união com a Umont, fazem parte do processo de reconstrução da história e da identidade da cultura negra local”, explica.

Para começar, em 8/11, às 14h, o Museu promove um encontro entre visitantes e membros da Umont para uma roda de conversa e música. Às 15h, acontece a oficina Degustando a Cultura Afro. Na quarta-feira (9), às 15h, o produtor cultural e pesquisador da cultura afro André Prado oferece uma palestra para estimular a reflexão sobre ideias pré-concebidas e errôneas em relação à cultura afro. Dia 10 de novembro, às 9h, ocorrerá o debate História e Memória.

Questões relacionadas ao empoderamento feminino entram na pauta nos dias 10, 11, 16 e 17 com desfile de moda afro, apresentações e oficinas de dança, de amarração de turbante, e de trançados e dreads para os cabelos. No dia 13/11, as técnicas básicas de grafite, como traços, contornos e degrades serão ensinadas por André Prado, no Solar Luiz de Souza Leão.

O Museu também apresentará o documentário Matriz Afro, da  série “O Povo Brasileiro”, produzido a partir da obra do antropólogo Darcy Ribeiro (1913-1997), nos dias 11, 18 e 25/11, às 10h e às 14h. A programação se encerra com a Contação de Histórias Africanas, em 18 de novembro, às 9h, mostrando que toda história, por mais simples que pareça, acrescenta algo no desenvolvimento da criança, de uma forma criativa e reflexiva.


Consciência Negra
Vinte de novembro é a data atribuída à comemoração da Consciência Negra em referência ao dia da morte de Zumbi dos Palmares, em 1695. É uma homenagem ao último líder da resistência à escravidão à frente do Quilombo dos Palmares. A rememoração desse dia serve como canal para valorizar a importância e a necessidade de ampliar os debate e difusão da inclusão social do negro, do combate ao preconceito e o reconhecimento da cultura afro-brasileira.



Mês da Consciência Negra

Período: de 8 a 18/11/2016

Apresentação Musical – MPB – Voz e Violão
Data: 8/11/2016
Horário: às 14h

Oficina: Degustando a Cultura Afro
Data: 8/11/2016
Horário: às 15h

Palestra: O Que Sabemos Sobre o Povo Negro?
Data: 9/11/2016
Horário: das 15h às 16h

Debate: História e Memória
Data: 10/11/2016
Horário: das 9h às 10h
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

Desfile de Moda Afro
Data: 10/11/2016
Horário: das 10h às 11h

Espetáculo de Dança Empoderamento
Data: 11/11/2016
Horário: das 15h às 16h

Workshop de Tranças Afro Artísticas e Dreads
Data: 12/11/2016
Horário: das 14h às 16h

Oficina de Grafite
Data: 13/11/2016
Horário: das 15h às 16h

Em Cartaz no Museu
Datas: 11, 18 e 25/11/2016
Horário: às 10h e às 14h

Oficina: Dança Afro/Azonto e Black Charme
Data: 16/11/2016
Horário: das 9h às 10h

Oficina: Confecção de Adornos Afro-brasileiros e Amarração de Turbantes
Horário: das 14h às 15h

Contação de Histórias Africanas
Data: 18/11/2016
Horário: às 9h e às 10h


Local: Museu H.P. Índia Vanuíre (Rua Coroados, nº 521, Centro – Tupã/SP)
Informações: (14) 3491-2333
Entrada: gratuita

 

Fonte: Assessoria de Imprensa | SEC
Imagem: divulgação | Museu Índia Vanuíre