Décio Pignatari tradutor é debatido na Casa G. de Almeida

A Casa Guilherme de Almeida sedia em 7 de dezembro, das 19h às 21h, a palestra “Décio Pignatari: da tridução à outradução”, ministrada pela especialista Simone Homem de Mello. O evento é gratuito e as inscrições estão abertas AQUI.

A contribuição de Décio Pignatari para a tradução poética no Brasil, ainda bastante subestimada pela crítica e pela pesquisa acadêmica, é o tema desta palestra, que enfocará a atuação desse coinventor da Poesia Concreta como pensador e artista da poesia em tradução. Essa atividade poderá contar como crédito de horas para o “Programa Formativo para Tradutores Literários”.

Além disso, o evento faz parte do “Ciclo Especial de Palestras sobre Tradução Literária”. Essa série aborda a relação entre tradição e vanguarda no campo da tradução literária.

Diversos palestrantes convidados tratam de tendências literárias e tradutórias que priorizam a renovação de padrões vigentes e discutirão sua relação com a tradição. Os participantes que assistem a pelo menos 75% das palestras podem obter certificado referente ao ciclo no final do ano.

Simone Homem de Mello

É autora e tradutora literária. Sua poesia está publicada nos livros Périplos (2005), Extravio marinho (2010) e Terminal, à escrita (2015) e em antologias brasileiras e estrangeiras. Escreveu os libretos das óperas Orpheus Kristall (composição de Manfred Stahnke, Munique, 2002), Keine Stille auβer der des Windes (composição de Sidney Corbett, Bremen, 2007) e UBU – Eine musikalische Groteske (composição de Sidney Corbett, Gelsenkirchen, 2012).

Como tradutora, dedica-se à poesia moderna e contemporânea de língua alemã. Desde 2011, trabalha como coordenadora do Centro de Estudos de Tradução Literária da Casa Guilherme de Almeida.

Fonte: Casa Guilherme de Almeida