Curso on-line abordará a gestão cultural com foco em diversidade e direitos humanos

Inscrições podem ser feitas até o dia 20 de novembro

Estão abertas as inscrições para o curso on-line “Gestão cultural com foco em diversidade e direitos humanos”, que será realizado de 23 de novembro a 16 de dezembro, com aulas às segundas e quartas-feiras, das 19h30 às 21h30. As inscrições podem ser feitas até o dia 20 de novembro, clicando aqui. Quem tem registro no Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP) do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, tem 10% de desconto e, para efetuar sua inscrição, deve entrar em contato pelo e-mail euandrefonseca100@gmail.com para alinhar os procedimentos.

Ministrado por André Fonseca, a atividade propõe a incorporação de práticas cotidianas de gestão cultural que incorporem o respeito aos direitos humanos e culturais e trabalhem a favor da diversidade de públicos.  “Apesar dos discursos comuns na área cultural sobre diversidade, pluralidade e respeito às diferenças, na prática as instituições, espaços e políticas culturais ainda são constantemente pensadas por um olhar essencialmente eurocentrista, branco e elitizado. Ainda estamos longe de pensar e trabalhar a gestão cultural de modo a não somente abarcar a diversidade de públicos, mas principalmente, incluí-los para além de programações e ações pontuais”, diz Fonseca.

Como podemos criar e incorporar no cotidiano, práticas de gestão cultural que realmente incorporem o respeito aos direitos humanos e culturais e trabalhem a favor da diversidade (cultural e de públicos)? É com base nessa questão central que Fonseca

desenvolveu o curso, a partir de sua experiência de 23 anos trabalhando com cultura e comunicação e de seu foco maior nas relações desenvolvidas com os públicos.

“Proponho um percurso onde iniciaremos com diversas reflexões que envolvem as questões de diversidade, direitos culturais e direitos humanos no atual contexto brasileiro e no setor cultural. Na segunda metade do curso, trabalharemos diversas ações práticas que podem ser realizadas para exercitarmos uma gestão cultural mais democrática, plural e diversa. Tudo com muitos exemplos, dados de pesquisas e discussão de casos concretos”, explica Fonseca.

O curso será composto por oito encontros on-line ao vivo, que ocorrerão na plataforma Sympla Streaming e por materiais de estudo. Alguns dias antes de cada aula, a turma receberá os conteúdos respectivos, que serão compostos por vídeos, textos e outros materiais. É fundamental que os alunos reservem um tempo (cerca de 1h) para acessar os conteúdos prévios de cada encontro, caso contrário, o acompanhamento do curso poderá ficar prejudicado.

Os encontros ao vivo serão compostos por conteúdos expositivos e atividades em grupos.

O curso é voltado a pessoas que atuem no setor cultural como gestoras, produtoras, programadoras, artistas, integrantes de equipes de espaços/coletivos/grupos, pesquisadoras ou outras atuações, além de pessoas que não atuam na área cultural, mas têm interesse pelo tema.

Será emitido um certificado de participação para quem estiver presente em no mínimo sete encontros do curso.

Programa

Módulo I – Entendendo o cenário

Cultura: dimensões e papeis no atual contexto de mundo. Direitos culturais e direitos humanos. Gestão cultural: afinal, do que estamos falando? Análise dos impactos do atual cenário sócio-político do Brasil (e da pandemia) para a cultura e os direitos humanos. Diversidade e inclusão no setor cultural: entre o discurso e a prática. Os impactos da era digital para a cultura e a diversidade: novas vozes, grupos de ódio, algoritmos e preservação de memória. Políticas culturais voltadas para a diversidade e direitos humanos.

Módulo II – Agindo para mudar o cenário

Os desafios para a desconstrução das narrativas hegemônicas na cultura e nos espaços culturais. Consumo cultural no Brasil: os desafios do acesso para os grupos minorizados. Como planejar experiências para os públicos mais inclusivas: comunicação, linguagem, atendimento, programação, processos seletivos e mapeamento de entornos. Intolerância e ódio nas redes sociais e nos espaços: como lidar. Discussão de casos.

Fomentador

André Fonseca atua nas áreas de gestão cultural, comunicação e diversidade. É graduado em comunicação social com habilitação em marketing pela ESPM-Escola Superior de Propaganda e Marketing e pós-graduado em Cooperação e Gestão Cultural Internacional pela Universidade de Barcelona. Iniciou sua atuação no setor cultural em 1997, como diretor de programação do Festival Mix Brasil de Cultura da Diversidade. Foi ministrante da pós-graduação à distância do Senac Gestão cultural: cultura, desenvolvimento e mercado (2015-2019)  e orientador de projetos integrados na pós-graduação Cultura, Educação e Relações Étnico-Raciais, do CELACC USP (2020). Já realizou trabalhos para instituições como Instituto Brincante, MIS – Museu da Imagem e do Som, Red Sudamericana de Danza, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, SESC, Circo Zanni, SISEM – Sistema Estadual de Museus de São Paulo, Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Biblioteca Mário de Andrade, Goethe-Institut São Paulo, Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo, IPHAN, Secretaria de Cultura de Santo André e Festival Internacional de Danza Contemporánea de Uruguay. Instagram: @euandrefonseca.

SERVIÇO

Curso Gestão cultural com foco em diversidade e direitos humanos

Data: de 23 de novembro a 16 de dezembro, aulas às segundas e quartas-feiras

Horário: das 19h30 às 21h30

Inscrições: até o dia 20 de novembro – https://www.sympla.com.br/curso-gestao-cultural-com-foco-em-diversidade-e-direitos-humanos__1045022. Quem tem registro no Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP) tem 10% de desconto e, para efetuar sua inscrição, deve entrar em contato pelo e-mail euandrefonseca100@gmail.com para alinhar os procedimentos.

Valores: R$ 335,00 (até 15.11) e R$ 370,00 (de 16 a 20.11). Parcelamento em até 12x no cartão de crédito.

Carga horária: 16h

Tempo estimado para leitura e visualização dos materiais complementares: 8h.

Número de vagas: 20

Fonte: André Fonseca