CURSO MOSTRARÁ COMO PLANEJAR EXPERIÊNCIAS POSITIVAS PARA UMA MAIOR APROXIMAÇÃO DOS PÚBLICOS

Após realizar oficinas sobre design de experiência no Encontro Paulista de Museus itinerante 2019, do SISEM-SP, André Fonseca cria minicurso on-line para abordar o tema

Estão abertas as inscrições para o minicurso “Como oferecer experiências positivas para seus públicos”, que será realizado nos dias 01 e 03 de dezembro, das 19h30 às 21h30, com transmissão via Sympla Streaming.

As inscrições podem ser feitas até o dia 30 de novembro, clicando aqui (até o dia 20, com desconto). Quem tem registro no Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP) do Sistema Estadual de Museus de São Paulo (SISEM-SP), instância da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, tem 10% de desconto, para efetuar sua inscrição, é preciso entrar em contato pelo e-mail euandrefonseca100@gmail.com para alinhar os procedimentos. Neste caso, o desconto é válido até o término do período de inscrição.

Cada contato ou ponto de interação que os públicos têm com o que é oferecido a eles – do atendimento à comunicação, do vestuário da equipe à ambientação de espaços – gera uma experiência que pode ser positiva, negativa ou neutra. Saber planejar as experiências que são oferecidas aos públicos, seja no on-line ou no presencial, é uma estratégia fundamental para aproximação de públicos e para tornar a sua oferta relevante. “Quanto mais associações positivas e valor você consegue gerar, maiores as possibilidades de estabelecer relações a longo prazo com seus públicos, mantê-los próximos e fazê-los indicarem o que você faz para outras pessoas”, diz André Fonseca, que comandará a atividade.

O minicurso serve como introdução ao tema e mostrará, de modo prático e por meio de diversos exemplos, como as experiências que você desenvolve impactam as relações com seus públicos e como planejá-las.

“Temos ouvido falar cada vez mais nas experiências que são oferecidas a públicos e consumidores. O tema não é um modismo, e sim, uma necessidade estratégica fundamental para quem busca estabelecer conexões verdadeiras e a longo prazo com seus públicos, gerar uma maior percepção de valor para o seu trabalho – em qualquer área – e fazer com que os públicos compartilhem e recomendem o que você oferece a eles. A questão torna-se ainda mais importante no momento atual de pandemia, onde o on-line passa a ser um meio fundamental de interação com os públicos, e portanto, faz-se necessário pensar também em experiências on-line ou híbridas, que mesclam o presencial e o on-line”, explica Fonseca.

De acordo com ele, a experiência é criada a partir de todos os pontos de interação que os públicos ou consumidores terão com aquilo que está sendo oferecido a eles, e começa no momento em que alguém toma conhecimento do seu produto, serviço, evento ou espaço. “Montei este minicurso como uma introdução ao tema. É totalmente prático e cheio de exemplos. Vou mostrar os diversos fatores que compõem as experiências, como elas podem aproximar ou afastar seus públicos, e como elas são essenciais quando você quer se comunicar com grupos minorizados, como mulheres, pessoas negras e LGBTs. Fornecerei um roteiro básico para você planejar (ou melhorar) as experiências para seus públicos.

Pode participar pessoas em qualquer área de atuação que desejam se conectar melhor com seus públicos e valorizar o trabalho que oferecem.

Será emitido um certificado de participação para quem estiver presente nos dois encontros do curso.

Programa

Dia 1: por que a experiência oferecida aos públicos é um elemento fundamental para a sustentabilidade de qualquer trabalho ou negócio. Como ocorrem as experiências (presenciais e online) e quais são os fatores nelas envolvidos, como: identificação, conexão emocional, comunicação escrita e visual, atendimento, ambientação, conteúdos em redes sociais, equipes e acessibilidade. Tempo final para dúvidas e trocas com a turma.

Dia 2: dicas práticas para se planejar as experiências para os públicos, entender quem eles são e quais são as jornadas de interação que fazem com seu produto/serviço/espaço/evento. Tempo final para dúvidas e trocas com a turma.

André Fonseca

Pensa e trabalha comunicação e gestão cultural com uma perspectiva de diversidade e relações com públicos. Desenvolve consultorias, ações de formação e mentorias. Pesquisador independente nas comunicações e relações estabelecidas com públicos. É graduado em comunicação social com habilitação em marketing pela ESPM-Escola Superior de Propaganda e Marketing e pós-graduado em Cooperação e Gestão Cultural Internacional pela Universidade de Barcelona. Foi ministrante da pós-graduação à distância do Senac Gestão cultural: cultura, desenvolvimento e mercado (2015-2019) e orientador de projetos integrados na pós-graduação Cultura, Educação e Relações Étnico-Raciais, do CELACC USP (2020). Já realizou trabalhos para instituições como Instituto Brincante, MIS – Museu da Imagem e do Som, Red Sudamericana de Danza, Fundação Municipal de Cultura de Belo Horizonte, SESC, Circo Zanni, SISEM – Sistema Estadual de Museus de São Paulo, Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul, Biblioteca Mário de Andrade, Goethe-Institut São Paulo, Centro de Referência da Dança da Cidade de São Paulo, IPHAN, Secretaria de Cultura de Santo André e Festival Internacional de Danza Contemporánea de Uruguay. Instagram: @euandrefonseca.

SERVIÇO

Minicurso “Como oferecer experiências positivas para seus públicos”

Data: 01 e 03 de dezembro

Horário: das 19h30 às 21h30

Transmissão: via Sympla Streaming.

Valores: R$135,00 (inscrições até 20/11) e R$160,00 (inscrições entre 21 e 30/11) pelo link https://www.sympla.com.br/minicurso-como-oferecer-experiencias-positivas-para-seus-publicos__1039705. Quem tem registro no Cadastro Estadual de Museus (CEM-SP) do SISEM-SP tem 10% de desconto, para efetuar a inscrição, é preciso entrar em contato pelo e-mail euandrefonseca100@gmail.com para alinhar os procedimentos. Neste caso, o desconto é válido até o término do período de inscrição.

Fonte: André Fonseca