Criação de museu transforma antigo casarão de Oswaldo Cruz em SP

Fase inicial do projeto faz ‘raio-x’ das condições do prédio de 180 anos.
Sanitarista passou a infância na histórica cidade de São Luiz do Paraitinga.

25-11-2013 n2

O primeiro prédio de São Luiz do Paraitinga (SP) tombado pelo patrimônio histórico, a casa do sanitarista Oswaldo Cruz, começou a ser restaurado. O espaço de 180 anos, com estrutura de taipa e pilão, deve ser totalmente reformulado até maio do ano que vem. Na fase inicial do projeto, pisos, paredes e telhado estão passando por uma espécie de raio-x. A restauração do prédio faz parte do projeto de reconstrução do Centro Histórico da cidade.

Os engenheiros estão fazendo o levantamento das condições da casa. “Esse momento é como se a gente tivesse um paciente no consultório e estivesse analisando, fazendo raio-x, olhando para dentro das paredes e vendo quais são os problemas que ela causa estruturalmente. A gente consegue com isso avaliar qual o comportamento desse maciço da parede. Todo o barro funciona como um maciço, é importante que a gente avalie o comportamento dele como um todo”, explicou o coordenador da restauração, Alessandro Pompei.

O mesmo processo foi feito no telhado e nos alicerces, que são de madeira. “É uma madeira que estava sustentando as paredes em contato com o solo, então acabou apodrecendo, teve ataque de cupins. E esse raio-x que a gente está fazendo determina o que vai ser trocado, o que vai ser reforçado, como vai ser tratado isso na restauração”, reiterou Pompei.

A arquiteta Júlia dos Santos diz que a antiga cozinha pode ter sido a mais mexida. “A gente não tem registro da data de demolição de um fogão a lenha da cozinha. Posteriormente foram construídos banheiros numa intervenção que não foi apropriada e agora também vai acomodar os banheiros do museu”, explicou. Na área externa será construído um espaço que deverá compor o futuro Museu Oswaldo Cruz.

História
A casa tem 15 cômodos, uma construção de alto padrão para a época. Oswaldo Cruz, nascido em 1872 em São Luiz do Paraitinga, morou na cidade até os cinco anos, quando depois se mudou com os parentes para o Rio de Janeiro. A família decidiu manter o casarão, que passou por algumas reformas.

“Oswaldo Cruz foi um grande cientista, um dos maiores do país, isso fortalece a identidade local, é uma cidade que é histórica, que precisa desse espaço, é muito importante. E é uma cidade que tem o privilégio, com dez mil habitantes, tem dois cientistas, que é Oswaldo Cruz e o Aziz Ab’Saber, que fazem a cidade se orgulhar muito”, afirmou o historiador Rafael Cursino.

Futuramente, a casa deverá também abrigar o memorial da reconstrução de São Luiz do Paraitinga, devastada por uma enchente em 2010.

Fonte: G1