Conselho Intergovernamental do Ibermuseus aprova o plano de atividades para 2021

Em um ano marcado por trabalhos colaborativos e conjuntos, a 16ª Reunião Ordinária do Ibermuseus, realizada anualmente, pela primeira vez, foi realizada virtualmente, com a presença de representantes de dez países membros do Programa (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Espanha, El Salvador, México, Portugal e Uruguai), da Secretaria-Geral Ibero-americana (Segib), da Agência Espanhola de Cooperação Internacional para o Desenvolvimento (Aecid), da Organização dos Estados Ibero-Americanos (OEI) e da Unidade Técnica.

O encontro foi o espaço para a aprovação do Plano Operacional Anual 2021, após um ano em que muitas das ações inicialmente programadas tiveram que ser modificadas em função da pandemia, mas acabou resultando em muitas conquistas. “Há uma avaliação muito positiva do trabalho que estamos fazendo. Ampliamos nossa chegada por meio das plataformas digitais, com excelentes resultados qualitativos e quantitativos”, disse Alan Trampe, presidente do CI, agradecendo o empenho de todos os representantes dos países e integrantes das mesas técnicas do Programa ao longo de 2020.

Os representantes dos países decidiram por um programa de atividades que ainda leva em conta a incerteza gerada pela pandemia, mas que, como foi feito em 2020, pode promover uma série de ações em benefício de profissionais e instituições museológicas justamente em um momento de grande dificuldade.

Desta forma, o Ibermuseus buscará conhecer os principais riscos que afetam o patrimônio museológico da região; facilitar a digitalização de coleções; apoiar o fortalecimento da presença digital dos museus; contribuir para a adoção de políticas universais de acessibilidade; fortalecer o papel social e educacional dos museus; promover a sustentabilidade dos museus; fortalecer as capacidades e conhecimentos dos profissionais dos museus por meio da oferta de capacitação virtual e promover a formação de redes e alianças institucionais.

Algumas das ações desenvolvidas com sucesso em 2020 terão continuidade, como o Ciclo de Webinários sobre o presente e o futuro dos museus ibero-americanos e os Minicursos Ibermuseus de Capacitação. Também será ampliada a oferta de ferramentas e documentos de apoio à gestão do setor e fortalecido Registro de Museus Ibero-americanos.

Mais uma vez, os países reafirmaram seu compromisso com o desenvolvimento de ações que atendam às necessidades do setor na Ibero-América e com o fortalecimento das políticas públicas para os museus.

Fonte: Ibermuseus