Conectamus realiza live em 02 de setembro sobre o projeto de modernização do Museu Monteiro Lobato

Encontro virtual será gratuito, no Instagram

O Museu Histórico, Folclórico e Pedagógico Monteiro Lobato, localizado no Sítio do Picapau Amarelo, em Taubaté (SP), receberá um projeto de modernização durante este ano. Para falar sobre essas mudanças, a ConectaMUS promoverá, a partir do dia 02 de setembro, uma série de lives abordando aspectos importantes do projeto e alguns temas correlatos.

No encontro virtual desta quarta-feira, às 19, no Instagram @conectamus, participarão do bate-papo Diana Poepcke (coordenadora-Geral do Projeto de Modernização do Museu Monteiro Lobato), Tina Lopes (diretora do Museu Monteiro Lobato), André Bazzanella (coordenador da Casa do Patrimônio do Vale do Paraíba – IPHAN-SP) e Davidson Kaseker (diretor do Sistema Estadual de Museus de São Paulo – SISEM-SP).

Segunda live

A segunda live já tem data marcada. Será em 09 de setembro, às 19h, no Instagram @conectamus e contará com a participação do museólogo André Fabrício e dos pesquisadores Willian Nascimento e Thalles Gayean. Todos atuam na linha de frente e contarão um pouco mais sobre essa experiência.⠀A mediação será feita por Diana Poepcke, coordenadora-Geral do Projeto de Modernização do Museu Monteiro Lobato.

Modernização

O Museu Histórico, Folclórico e Pedagógico Monteiro Lobato, localizado no Sítio do Picapau Amarelo, passará por reformulação completa e ficará fechado ao público até dezembro deste ano.

O projeto da empresa ConectaMUS, em parceria com a Prefeitura de Taubaté, tem como objetivo requalificar o museu a fim de intensificar a experiência do visitante. Os recursos para a modernização no valor de R$ 200 mil foram disponibilizados por meio de um edital do ProAc (Programa de Ação Cultural de Modernização de Museus e Arquivo de 2019), da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.

Uma equipe formada por historiadores, museólogos, designers e programadores vai criar uma nova expografia com a utilização de recursos tecnológicos para dar mais ênfase às obras de Monteiro Lobato.

Por fora, serão mantidas as características do casarão. A ideia é transformar a parte interna da edificação em um museu mais interativo, tecnológico e acessível à comunidade. A primeira etapa do projeto será a digitalização de um acervo composto por obras inéditas do escritor. Esse conteúdo será armazenado em um banco de dados que ficará disponível para pesquisa no novo portal interativo do museu que facilitará a interação do público com o acervo.
Outra mudança será na ambientação das salas do casarão, que passarão por repaginação estética. Nestes ambientes, o visitante terá uma nova experiência a partir de recursos tecnológicos como projeções em superfícies irregulares, histórias narradas em projeções multimídia, cenografia e outros métodos.

As apresentações teatrais com os personagens do Sítio, bem como as visitas guiadas serão mantidas nessa nova fase do museu, após a reinauguração.

Fonte: Conectamus e Portal R3