Ciclo Livro Falado: Casa Guilherme de Almeida apresenta lançamento de obras estrangeiras pela ótica dos tradutores brasileiros

Teatro, poesia e romance são os gêneros das obras literárias estrangeiras que serão lançadas em encontros on-line e gratuitos do museu-casa literário, às quintas-feiras de julho

O Centro de Estudos de Tradução Literária da Casa Guilherme de Almeidaapresenta, a partir de julho, o Ciclo “Livro Falado”, uma série de lançamentos de obras estrangeiras dos gêneros teatro, poesia e romance pela ótica de quem as traduziu para o português do Brasil. A Casa Guilherme de Almeida integra a Rede de Museus-Casas Literários da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerenciada pela Poiesis.

Por meio de encontros gratuitos e via Google Meet, às quintas-feiras, das 19h às 21h, o público interessado poderá entrar em contato com os processos de trabalho dos profissionais que traduziram obras de escritores como Johann Wolfgang von Goethe. Para participar e receber os links de acesso, é preciso se inscrever clicando aqui. A programação completa do museu também pode ser conferida pelo hotsite http://poiesis.org.br/maiscultura/. Cada um dos três encontros do Ciclo “Livro Falado” oferece 200 vagas. A seguir, confira a temática de cada um deles.


O dia 2 de julho será sobre “O Ensaio”, do dramaturgo britânico Maurice Baring, com a tradutora literária Alzira Allegro, também professora de Tradução e de Literaturas de Língua Inglesa na Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC) e ministrante da Oficina de Tradução de Prosa (Inglês-Português) do Programa Formativo para Tradutores Literários da Casa Guilherme de Almeida. Participantes e egressos desse Programa, co-tradutores da peça O Ensaio, participarão de uma conversa sobre esse projeto de tradução coletiva sob supervisão de Allegro e sobre os desafios da tradução de teatro.

Essa obra de Baring joga com o gênero da peça dentro de uma peça, colocando em cena a montagem de uma peça de Shakespeare. Entre os desafios específicos dessa tradução inclui-se o tratamento da linguagem do clássico elizabetano diante das propostas de inovação dos atores, em geral “ousadas” e cômicas. O livro eletrônico com essa tradução estará disponível no site da Casa Guilherme de Almeida a partir da data do lançamento. A inscrição está aberta até 30/06 neste link: https://bit.ly/37SjM9a.


Alzira Allegro é doutora em Letras pela Universidade de São Paulo (USP), tradutora juramentada e tradutora literária. Com várias obras literárias e de ciências humanas que traduziu para o português, suas áreas de interesse são ensino de literaturas de língua inglesa, tradução, idiomatismos e coloquialismos. Também, com Adauri Brezolin, é coautora de The word is the thing – Dicionário português-inglês de fórmulas situacionais, frases feitas e provérbios (2019), da Lexikos Editora. 

Daniel Martineschen, especializado em tradução alemã e docente da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), estará no Ciclo “Livro Falado” com uma palestra sobre a tradução que realizou da obra “Divã Ocidento-Oriental”, do escritor e filósofo alemão Johann Wolfgang von Goethe. Esta tradução é a primeira em português do Brasil com a íntegra da poesia e da prosa que compõem o título, sendo o resultado do doutorado do tradutor e pesquisador Martineschen. No dia 16 de julho, as abordagens serão em torno das dificuldades da tradução e as peculiaridades dessa poesia de contato entre Oriente e Ocidente que Goethe explorou no século XIX. Pelo https://bit.ly/3hULarF é possível se inscrever até 14/07.

Em 30 de julho, o Ciclo traz uma conversa com Dilson Ferreira da Cruz, tradutor e doutor em Semiótica pela USP, sobre a tradução que ele fez de “O Abatedouro”, do escritor e jornalista francês Émile Zola. Cruz mostrará os desafios do processo tradutório dessa obra considerada o primeiro romance com um operário como protagonista e a usar, em discurso indireto livre, a linguagem e gírias dessa classe trabalhadora. Para participar, é preciso fazer a inscrição pelo link https://bit.ly/2zZzPFS até 28/07.

Além de tradutor, Dilson Ferreira da Cruz é doutor em Semiótica pela USP, foi pesquisador na Universidade de Paris e tradutor residente do Collège International de Traducteurs Littèraries d’Arles. Na França, organizou as coletâneas Trois contes e L’homme qui parlait Javanais (2010 e 2012). É autor, dentre outros, de O ethos do enunciador dos romances de Machado de Assis (2008), traduziu diversos títulos na área de Ciências Humanas, e quanto às obras de Zola, Cruz traduziu também A besta humana e Noites de Medan.

SERVIÇO

Ciclo “Livro Falado” – Centro de Estudos de Tradução Literária da Casa Guilherme de Almeida

“O Ensaio”, de Maurice Baring

Com Alzira Allegro e demais profissionais do Programa Formativo para Tradutores Literários da Casa Guilherme de Almeida

Quinta-feira, 2 de julho, das 19h às 21h

Plataforma: Google Meet

Inscrição até 30/06: https://bit.ly/37SjM9a.

200 vagas | grátis


“Divã Ocidento-Oriental”, de Johann Wolfgang von Goethe

Com Daniel Martineschen

Quinta-feira, 16 de julho, das 19h às 21h
Plataforma: Google Meet

Inscrição até 14/07: https://bit.ly/3hULarF

200 vagas | grátis

“O Abatedouro”, de Émile Zola

Com Dilson Ferreira da Cruz

Quinta-feira, 30 de julho, das 19h às 21h

Plataforma: Google Meet

Inscrição até 28/07: https://bit.ly/2zZzPFS

200 vagas | grátis

Fonte: Casa Guilherme de Almeida