Chamada de Trabalhos para o III Seminário Acervos Culturais em Rede: os museus e as redes durante a pandemia

Estão abertas as submissões de trabalho para o “III Seminário Acervos Culturais em Rede: os museus e as redes durante a pandemia”. Este ano o evento é promovido pelos bacharelados em Museologia da UFPel, UFSC e UFRGS, o Museu Afro-Brasil-Sul-UFPel e o Laboratório de Inteligência de Redes (UNB), e acontece de forma on-line de 06 a 08 de outubro.

Os interessados em apresentar trabalhos deverão preencher um formulário até o dia 18 de agosto de 2021, basta clicar aqui.

Este evento possibilitará um amplo espectro de discussões sobre a cultura digital e o atendimento às comunidades em que estão inseridas as mais diversas instituições museológicas.

Tendo em vista que os profissionais de museus estão sendo convocados a se conectarem e a atuarem como curadores de conteúdo e produtores de redes informacionais, estabelecendo conexões, mediando o acesso, desenvolvendo estratégias de exposição informacional e, sobretudo, construindo experiências comunicacionais e pedagógicas de experimentação dos objetos museológicos, agora tratados como objetos digitais.

Entender e saber atuar nesse novo mundo é fundamental para o profissional e para as instituições que desejam estar em sintonia com as demandas atuais da sociedade.

Levando em conta o tema do Seminário, serão aceitas comunicações que discutam o assunto de acordo com os seguintes Grupos Temáticos (GT):

Museologia em Rede

O campo museológico vem atravessando um importante processo de mudança. No último par de décadas, particularmente no Brasil, a emergência de novos paradigmas no pensamento museológico inspira renovadas possibilidades de museus e processos museológicos, assim como impulsiona os profissionais da área a refletirem sobre suas práticas e as distintas formas de lidar com a preservação do patrimônio musealizado.

Este grupo de trabalho tem como objetivo adensar a discussão sobre experiências museais alinhadas com uma perspectiva contemporânea do patrimônio, em suas múltiplas dimensões e manifestações. Do mesmo modo, busca discutir os efeitos gerados pela pandemia e a incorporação das tecnologias de informação e comunicação nestes espaços, sejam eles institucionalizados ou não.

Coordenadores: Profª Dra. Rosemar Lemos, Profº Dr. Diego Ribeiro e Profº Dr. Daniel de Souza.

Acervos Digitais e Documentação Museológica

A Gestão de Acervos e a Documentação Museológica são atividades fundamentais no cumprimento da função social dos museus e, por isso, necessitam constantemente de revisão e atualização para atender as necessidades da sociedade e da salvaguarda dos acervos.

Para tanto, no que diz respeito à cultura digital e suas práticas informacionais e comunicacionais, em diálogo com as Tecnologias de Informação e Comunicação (TICs), precisamos analisar caminhos que possam desenvolver novos métodos e técnicas para atender tais demandas.

Assim, este GT visa a promover a discussão acerca da Gestão de Acervos museológicos, materiais ou imateriais, sejam eles reproduzidos digitalmente ou nato digitais, considerando o papel da Documentação Museológica no tratamento e organização desses acervos.

Coordenadoras: Profª Dra. Noris Leal, Profª Dra. Renata Padilha e Museóloga Jossana Peil Coelho.

Educação e Comunicação Museal no Ambiente Digital

O crescente uso das tecnologias digitais pelos museus teve, especialmente no período pandêmico, iniciado em março de 2020, um aprimoramento teórico-metodológico que resultou na estruturação da presença digital de muitas instituições museais no ambiente da internet.

Esse GT tem como foco propor a identificação, a discussão e a reflexão sobre os processos comunicacionais e educacionais que fazem uso de estratégias digitais. Serão aceitos trabalhos que tragam reflexões teóricas e práticas que abordem os temas da Comunicação e Educação Museais, com desenvolvimento e/ou apropriação de recursos tecnológicos, seja em experiências presenciais e/ou no ambiente digital, bem como a formação de profissionais para atuação nessas áreas.

Coordenadoras: Dra. Luciana Conrado Martins, Profª Ma. Sarah Maggitti Silva e Profª Dra. Ana Carolina Gelmini.

Planejamento e Políticas de Acervos Digitais para Instituições Culturais

A transformação digital das instituições culturais e de memória e a construção da sua presença no ambiente informacional da internet tem no planejamento em torno dos acervos digitais e virtuais, uma premissa fundamental.

Partindo do princípio de que são lugares de informação de qualidade sobre seus acervos para a sociedade, esse GT terá como foco a discussão e a reflexão acerca do planejamento em torno de políticas, programas e ações sobre acervos digitais e virtuais, no nível institucional e de políticas públicas.

Serão aceitos trabalhos que abordem os temas delimitados e que permitam vislumbrar caminhos para a melhor estruturação dos processos de planejamento, organizacional, comunicacional e de salvaguarda no campo do patrimônio cultural.

Coordenadores: Profª Dra. Daniela Lucas, Ma. Calíope Victor Spíndola de Miranda Dias, Ma. Danielle do Carmo e Me. Rafael Teixeira Chaves.

Diretrizes de inscrição

O resumo do trabalho deve possuir até 2.500 caracteres, com espaços, e até quatro palavras-chave, seguindo as regras da ABNT. Devem conter as seguintes informações: introdução, objetivo, metodologia, resultados e considerações finais.

Caso o resumo seja selecionado para apresentação, o texto completo deverá ser enviado até o dia 30/09/2021, conforme template disponível no site do evento.

O currículo do(s) autor(es) deve ser apresentado em um único parágrafo, com até dez linhas. O currículo deve conter nome completo, graduação e pós-graduação e filiação institucional. Outras informações podem ser inseridas até o limite de linhas especificado. Clique aqui para baixar o template.

Para mais informações e diretrizes aos inscritos, acesse https://wp.ufpel.edu.br/acervosemrede/inscricoes/.

Fonte: Acervos em Rede