Casa Guilherme de Almeida realiza sessões de cinema e debates gratuitos em junho

A já tradicional programação de cinema da Casa Guilherme de Almeida, em São Paulo, apresenta, em junho, exibições e debates gratuitos. Reflexões sobre as mudanças sociais brasileiras do século 20, isolamento e alienação serão trazidas à tona por meio dos olhares de Julio Calasso, Karim Aïnouz, Jim Jarmusch e Michelangelo Antonioni.

No dia 8 de junho, às 15h, acontece na Sala Cinematographos a exibição do filme “Longo caminho da morte”, de Julio Calasso. Por meio da história de uma família de coronéis dona de terras para plantio de café, a produção de 1972 denuncia as mudanças da sociedade brasileira do século 20. Ao final da sessão, o diretor conduzirá uma conversa sobre a obra com o público.

No sábado seguinte (dia 15), às 14h, o projeto Cine Doppelgänger traz o tema Deserto Interior. A partir da exibição de trechos dos longas “O céu de Suely” (2006), de Karim Aïnouz, e “Homem Morto” (1995), de Jim Jarmusch, o encontro propõe uma discussão sobre distintas realidades de existências solitárias, seja em apartadas regiões do nordeste brasileiro ou no faroeste dos Estados Unidos.

Por fim, no dia 29, a partir das 10h, a Sessão Versátil apresenta uma Introdução ao Cinema de Michelangelo Antonioni. Primeira parte de sua trilogia sobre alienação e seu primeiro grande sucesso, “A Aventura” (1960) será ponto de partida para a discussão sobre a obra do diretor italiano.

SERVIÇO:

Programação de cinema da Casa Guilherme de Almeida

Longo Caminho da Morte (1972), de Julio Calasso

8 de junho, sábado, às 15h.

Cine Doppelgänger: Deserto Interior

15 de junho, sábado, das 14h às 18h.

Sessão Versátil: Introdução ao Cinema de Michelangelo Antonioni

29 de junho, sábado, das 10h às 18h.

Casa Guilherme de Almeida

Anexo: Rua Cardoso de Almeida, 1943 – Perdizes – São Paulo

Museu: Rua Macapá, 187 – Perdizes

Telefone: (11) 3673-1883 | 3672-1391

Gratuito

Fonte: Sec. de Cultura de São Paulo