Casa Guilherme de Almeida expõe livros infantis traduzidos pelo autor

3.casaguilherme

No final dos anos 1940, Guilherme de Almeida foi convidado a revisar uma tradução já existente de Aventuras de Pinocchio e, no prefácio da nova edição, registrou uma visão sua sobre a tarefa tradutória: 

“A excelente tradução em vernáculo d’As Aventuras de Pinocchio, que me foi apresentada para uma revisão, […] é obra de absoluta honestidade literária. 
Com um ou outro necessário desvio (que não chega a ser variante) para adaptação aos nossos costumes e idioma, texto original e tradução correm paralelos, linha a linha, palavra a palavra e – o que é mais importante – ideia a ideia.” 

A partir de então, seguiram-se outras traduções feitas pelo próprio Guilherme, principalmente de obras de Wilhelm Busch e Heinrich Hoffmann, para a Cia. Melhoramentos. 
Entre elas podemos destacar clássicos como João FelpudoJuca e Chico e o Fantasma Lambão

O museu Casa Guilherme de Almeida reuniu, para esta mostra exemplares originais dessas traduções, além de livros infantis escritos por Guilherme, como O Sonho de Marina e Joca, e de poemas, também autorais, como Tênis O pião, que mais recentemente foram adaptados para uma coleção infantil da Editora Global. 

Serviço: 

Exposição História para a petizada 

Até 30 de outubro de 2016
Casa Guilherme de Almeida 
Museu: Rua Macapá, 187 – Pacaembu, São Paulo, SP 
Visitas de terça-feira a domingo, das 10h às 18h. 
Entrada gratuita

 

Fonte: Museu Casa Guilherme de Almeida