Casa das Rosas realiza atividades sobre os 15 anos sem Haroldo de Campos

Poeta que acreditava que a linguagem era uma viagem de aventuras, Haroldo de Campos experimentou intensamente a extrapolação dos limites da poesia. Um exemplo dessa ousadia foi a criação da Poesia Concreta em 1956 (juntamente com Augusto de Campos e Décio Pignatari), um movimento literário brasileiro que obteve grande projeção internacional.

Para relembrar a importância de Haroldo para a literatura brasileira no ano marcado pelos 15 anos de sua morte, a Casa das Rosas realiza em junho a série Haroldo Hoje, composta pelos cursos A voz, a letra e o poema e A bíblia nas traduções de Haroldo de Campos, além do recital Fome de Forma. As atividades são gratuitas e aproximam o público da vida e da obra do artista.

“Haroldo teve papel fundamental na divulgação internacional do movimento de Poesia Concreta e no estabelecimento de contatos com outros poetas, artistas e intelectuais de várias partes do mundo. Manteve diálogo intenso sobre questões da teoria e da prática da poesia e da tradução, tendo sido decisivo na mudança de paradigma na tradução de poesia no Brasil”, conta Julio Mendonça, coordenador do Centro de Referência Haroldo de Campos da Casa das Rosas.

Durante milhares de anos a poesia foi, fundamentalmente, uma arte da palavra oral. Com a invenção da imprensa, as técnicas de impressão tipográfica e a diversificação dos suportes mudaram os modos do fazer poético. Em A voz, a letra e o poema, os participantes discutem o impacto da impressão na poesia moderna. A atividade acontece quarta e sexta-feira (6 e 8) às 19h.

Inspirado no livro homônimo de Haroldo de Campos, o recital Fome de Forma tem por objetivo reunir as várias vozes da poesia brasileira contemporânea. Nesta edição do evento, que acontece sábado (23) às 19h, as poetas Ellen Maria e Lilian Aquino falam sobre sua trajetória. Lilian é autora dos livros Daqui (2017) e Pequenos afazeres domésticos, e Ellen Maria é autora de Gravidade (2017) e Chacharitas & gambuzinos (2015).

A grande obra tradutória de Haroldo é tema do curso A bíblia nas traduções de Haroldo de Campos, que aborda as transcriações de textos da bíblia hebraica realizadas por Haroldo. A partir da análise de Qohélet (O-que-sabe – Eclesiastes) e Bere’shith (A Cena da Origem – Genesis), o professor José Luis Goldfarb mostra o diálogo do poeta com os aspectos musicais e poéticos da língua hebraica. Os encontros acontecem quartas-feiras (13 e 20) às 19h.

SOBRE A CASA DAS ROSAS

A Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos é um museu dedicado à poesia, à literatura, à cultura e à preservação do acervo bibliográfico do poeta Haroldo de Campos, um dos criadores da poesia concreta, na década de 1950. Localizado na emblemática Avenida Paulista, o espaço realiza intensa programação de atividades, como oficinas de criação e crítica literárias, palestras, ciclos de debates, exposições, apresentações literárias e musicais, saraus, lançamentos de livros, performances e apresentações teatrais, entre outros.

SERVIÇO

A voz, a letra e o poema | 6 e 8/6. Quarta e sexta-feira, 19h às 21h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/2ryqzRF
A bíblia nas traduções de Haroldo de Campos | 13 e 20/6. Quarta-feira, 19h às 21h
Inscrições gratuitas: https://bit.ly/2rwaYSE
Sarau Fome de Forma | 23/6. Sábado, 19h às 21h.
Atividade gratuita sem necessidade de inscrição prévia.

Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Avenida Paulista, 37 – próximo à estação Brigadeiro do metrô.
Funcionamento: de terça a sábado, das 10h às 22h. Domingos e feriados, das 10h às 18h.
Convênio com o estacionamento Parkimetro: Alameda Santos, 74 (exceto domingos e feriados).
Telefone: (11) 3285-6986 | (11) 3288-9447 | www.casadasrosas.org.br

Fonte: POIESIS