CAPITAL

Memorial da Resistência de São Paulo

resistencia

– Jogo “De passo a passo”

Data: 9, 11, 12, 13 e 15 de dezembro, das 10h às 17h
Local: Memorial da Resistência de São Paulo

Para o público agendado e espontâneo será disponibilizado, na exposição de longa duração e temporária “Canto Geral”, o jogo “De passo em passo” que trata de direitos culturais além de outros direitos humanos.

O jogo foi produzido durante atividades desenvolvidas pelo projeto Lugar de Encontro com usuários do Núcleo de Convivência Prates. Nos mesmos espaços também ocorrerão intervenções artísticas por meio de leituras: “Se os tubarões fossem homens” (Bertold Brecht) e artigos da Declaração Universal dos Direitos Humanos. Atividade acessível em Libras.

Observação: Para o desenvolvimento da atividade em Libras é necessário o agendamento pelo Programa Memorial Para Todos (3335-5882).


Palestra “O Memorial da Resistência e a Educação em Direitos Humanos”

Data: 9 de dezembro (segunda-feira), das 10h às 13h.
Local: Fundação Casa (Rua Coronel Mursa).

A palestra integra a 1ª Semana da Declaração Universal dos Direitos Humanos da Fundação Casa. A Semana conta também com palestrantes que desenvolvem projetos em parceria com a Fundação Casa junto aos funcionários e jovens que cumprem medidas socioeducativas e tratam do tema Direitos Humanos.

Observação: a atividade é somente para funcionários da Fundação Casa.


Oficina de Contação de História – Contando Histórias e Compartilhando Memórias

Data: 12 e 13 de dezembro (quinta e sexta-feira), das 10h às 17h.
Local: Museu Anhanguera (Santana do Parnaíba).

Processo de ensino-aprendizagem que fortalece vínculos sociais, afetivos e o desenvolvimento da criança por meio do despertar do mundo da imaginação. A oficina objetiva que as ações educativas de museus, e instituições culturais congêneres, possam utilizar esse recurso para a promoção do acesso do público infantil aos seus espaços e discussões.

Observações: Inscrições pelo site Sisem à partir de 02/12/2019.

Sarau Poético

Data: 14 de dezembro (sábado), das 14 às 17h.
Local: Memorial da Resistência de São Paulo.

Os artístas convidados, por meio de música e poesia, refletirão com o público sobre os direitos humanos.


Serviço
Memorial da Resistência de São Paulo

Endereço: Largo General Osório, 66 – Santa Ifigência, São Paulo/SP. CEP 01213-010
Telefone: (11) 3335.5192
E-mail: faleconosco@memorialdaresistenciasp.org.br
Website: http://www.memorialdaresistenciasp.org.br
Facebook: @memorialdaresistenciasp
Instagram: @memorialdaresistenciasp
Twitter: @M_ResistenciaSP
YouTube: https://www.youtube.com/mresistenciasp


Museu Afro Brasil

– Roda de conversa “O direito à cultura como direito à memória: uma conversa sobre museus” e visita à exposição de longa duração do Museu Afro Brasil

Data: 14 de dezembro (sábado), às 11h.
Local: Auditório Ruth de Souza (Museu Afro Brasil).

Como parte da programação da Campanha Sonhar o Mundo, voltada para a afirmação dos Direitos Humanos no espaço museal, o Núcleo de Educação do Museu Afro Brasil convida os participantes a refletirem sobre um aspecto fundamental do direito à cultura: o lugar da memória.

O que significa salvaguardar e difundir a memória e a história de populações que foram escravizadas, segmentos sociais oprimidos ou pessoas que passaram por situações de violência e tortura? Quais formas de resistência essas memórias guardam? Após a roda de conversa, haverá uma visita mediada na exposição de longa duração, na qual os participantes conhecerão obras que ampliem as reflexões compartilhadas.

Observação: atividade gratuita, necessita inscrição.


Museu da Diversidade Sexual

Apresentação do Coral LGBT

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), às 19h30.
Local: Estação República do Metrô.

Coordenado pelo Maestro Ettore Verissimo com acompanhamento do magistral piano de Gabriel Fabbri e direção cênica de Bruna Dias, o coral apresentará, dentro da estação República do metrô, um repertório eclético e contagiante que tem como objetivo unir a população LGBTI+ por meio da arte e reforçar o movimento global de combate ao preconceito e respeito à diversidade para todas as pessoas!

Observação: local conta com acessibilidade física.


Roda de conversa: Acervo e direito à cultura: A preservação de memórias LGBTI+

Data: 14 de dezembro (sábado), das 14h às 17h
Local: Museu da Diversidade Sexual.

A roda de conversa composta pela pesquisadora Ana Maria de Almeida Camargo (História USP) e integrantes do Centro de Memória do Museu da Diversidade Sexual pretende discutir a importância dos acervos em âmbito do direito à cultura, garantido inclusive pela constituição brasileira. A conversa pretende expor metodologias de organização de acervos LGBTI+ além de oferecer um panorama da relação entre preservação e Direitos Humanos.

Observação: local conta com acessibilidade física.


Mediação de visita: Censura ou Liberdade?

Data: 15 de dezembro (domingo), das 14h30 às 16h.
Local: Museu da Diversidade Sexual.

A pergunta proposta pelos educadorxs do Museu da Diversidade Sexual tem como objetivo conduzir uma visita pela 3ª Mostra Diversa através das experiências do museu como lugar de conflito. Serão debatidas em perspectiva interseccional, referências do campo da Museologia, Artes Visuais e estudos de gênero e sexualidades.

Observação: local conta com acessibilidade física.


Serviço:
Museu da Diversidade Sexual

Endereço: Rua do Arouche, 25 (Estação República do Metrô) – República, São Paulo/SP. CEP 03026-005
Telefone: (11) 3882.8080
E-mail: educativomds@apaa.org.br
Website: http://www.mds.org.br/contato/
Facebook: @museudadiversidadeoficial
Instagram: @museudadiversidadesexual
Twitter: @mus_diversidade
YouTube: https://www.youtube.com/museudadiversidadesexual


Museu da Imigração

0.museudaimigraçãoMI

– Apoio a refugiados e migrantes em nível local – o intercâmbio entre Polônia, Alemanha e Brasil

Data: 10 de dezembro (terça-feira), das 9h às 12h.
Local: Museu da Imigração.

Público: aberto, voltado principalmente para profissionais e outros agentes sociais que trabalham com o tema das migrações internacionais.

Descrição: Durante o workshop, queremos falar sobre diferentes maneiras de apoiar migrantes e refugiados em nível local. As organizações e instituições que trabalham com migrantes internacionais em São Paulo são incentivadas a apresentar seu trabalho nas comunidades locais.

Nesse sentido, contaremos com a contribuição de servidores públicos, que têm participado de encontros periódicos promovidos pelo Centro de Referência e Atendimento para Imigrantes (CRAI) da prefeitura de São Paulo. Também veremos como são as políticas de migração na Polônia e na Alemanha e como isso afeta as organizações locais que apoiam os migrantes que vivem nesses países europeus. Nosso encontro será uma ocasião para trocar experiências e ver os cruzamentos entre esses três países.

Observação: atividade com tradução em inglês.


– Visita Educativa com a Associação de Empreendedores Bolivianos da Rua Coimbra (Assempbol)

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), às 15h.
Local: MI.

A equipe educativa irá visitar a sede da Associação de Empreendedores Bolivianos da Rua Coimbra (Assempbol), no dia 3 de dezembro, para convidar pessoalmente os integrantes a participarem de uma atividade na instituição. Neste encontro, acontecerá uma atividade introdutória da Visita Educativa que será promovida na semana seguinte, no dia 11 de dezembro.

Os objetivos dos dois momentos são apresentar o Museu a essas pessoas e fortalecer essa parceria, que se encontra próxima no território do edifício da antiga Hospedaria do Brás, assim como fazer com que os participantes sintam que o MI é um espaço que também pertence a eles. Para isso, se dará importância aos aspectos da migração nos quais eles possam se sentir contemplados.


– Visitas educativas com centros de acolhida (CAI)

Data: 12 e 13 de dezembro (quinta e sexta-feira), das 9h30 às 16h30.
Local: Museu da Imigração.

Nos dias 12 e 13 de dezembro, acontecerão visitas educativas com as pessoas atendidas em casas de acolhida para imigrantes que se encontram próximas ao MI, a fim de aproximar esse público da instituição e fortalecer relações de parceria com serviços da rede de assistência social de atendimento a imigrantes.

Serão oferecidos transporte e alimentação aos participantes e os centros receberão visitas dos educadores na semana anterior, para realizar um convite que objetiva maior engajamento dos acolhidos.

– Dia 12 (das 9h30 às 11h30): CAI Pari;
– Dia 12 (das 14h30 às 16h30): CAI Penha – Associação Palotinas;
– Dia 13 (das 9h30 às 11h30): CAI Bela Vista – Sefras (Associação Franciscana de Solidariedade);
Dia 13 (das 14h30 às 16h30): Casa de Passagem Terra Nova.

Observação: atividade em português, inglês e espanhol.


– Migração, religião e direitos humanos – Lançamento da edição No. 29 da Revista Sur da Conectas Direitos Humanos

Data: 13 de dezembro (sexta-feira), das 15h30 às 18h00.
Local: Museu da Imigração.

O tema da migração e do refúgio ocupa hoje um lugar central no debate global de direitos humanos e há décadas, organizações ligadas a diferentes religiões têm atuado no acolhimento e na defesa de direitos dos migrantes. Pensando nesta relação, a edição No.29 da Revista Sur dedicou uma seção ao tema migração, religião e direitos humanos, trazendo a experiência de cinco religiosas/os cuja trajetória de vida está perpassada pela experiência migratória. Estas histórias nos levam a refletir sobre como a defesa dos direitos dos migrantes bebe de diferentes fontes religiosas. Assim, no intuito de apresentar a revista e discutir esta relação entre migração e religião propomos um debate que estimule o diálogo e o enfrentamento às intolerâncias. Público: Aberto.


– I Fórum de Debates Sobre Direitos dos Imigrantes

Data: 14 de dezembro (sábado), das 9h30 às 15h30.
Local: Museu da Imigração.

Público-alvo: pesquisadores, acadêmicos, professores de todas as redes de ensino, estudantes, ONGs e coletivos de migrantes em geral. Organizado pelo PROMIGRA, projeto de extensão universitária da Faculdade de Direito da USP, o Museu da Imigração sediará o I Fórum de Debates sobre Direitos dos Imigrantes, seminário que relaciona o histórico do projeto e a questão migratória no território brasileiro e internacional na atualidade.

Serão abordados o trabalho do PROMIGRA nos últimos 4 anos dentro dos debates em Direitos Humanos para migrantes e serão apresentados encaminhamentos e problemas enfrentados em relação à Nova Lei de Migração em seus primeiros resultados efetivos.


– Aptaphi – Construindo a memória

Data: 15 de dezembro (domingo), das 9h40 às 18h.
Local: Museu da Imigração.

Em função dos recentes atentados à vida de imigrantes em São Paulo, essa programação traz à tona o tema da memória e, também, da xenofobia, sendo produzida em conjunto com o Kollasuyu Maya, grupo folclórico boliviano.

O cronograma contará com apresentações musicais, almoço ao modo andino (por conta dos participantes) e roda de conversa/palestra com a presença da Jennifer Anyuli, coordenadora da Coordenação de Políticas para Imigrantes e Promoção do Trabalho Decente da Secretaria Municipal de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo.


Serviço
Museu da Imigração

Endereço: Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 – Mooca, São Paulo/SP. CEP 03146-300
Telefone: (11) 2692-1866
E-mail: museudaimigracao@museudaimigracao.org.br
Website: http://museudaimigracao.org.br/
Facebook: @MuseudaImigracao
Instagram: @museudaimigracao
Twitter: @museu_imigracao
YouTube: https://www.youtube.com/museudaimigracao


Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura

Feira de zines e pequenas editoras

Data: 14 de dezembro (sábado), das 11h às 18h
Local: Jardim da Casa das Rosas (em caso de chuva: varanda).

A feira ocorre, este ano, no mesmo dia do IV Encontro de Escrita Criativa, propondo um espaço para exposição e comercialização de fanzines e de publicações de pequenas editoras, além de coletivos e autores independentes, a fim de promover a integração de escritores e a visibilidade do cenário contemporâneo de edições alternativas.


Serviço
Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura
Endereço: Avenida Paulista, 37 – Bela Vista, São Paulo/SP. CEP 01310-100
Telefone: (11) 3285.6986
E-mail: educativo@casadasrosas.org.br
Website: http://casadasrosas.org.br/
Facebook: @casadasrosas
Instragram: @casadasrosas
Twitter: @casadasrosas
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UC2wxiRZ00V3yxbbLoR2cLWw


Casa Guilherme de Almeida

casa guilherme de almeida 03 Foto Elias Gomes

Curso “Diretoras em Cena”

Data: de 2 a 13 de dezembro, das 19h às 21h.
Local: Casa Guilherme de Almeida.

Por Joyce Pais e Luísa Pécora.
Panorama introdutório do cinema realizado por mulheres no Brasil e no mundo. O curso revisitará a obra e a trajetória de realizadoras que atuaram em diferentes épocas e países, incluindo nomes como Alice Guy-Blaché, Helena Solberg, Agnès Varda e Ava DuVernay.


Mulheres na direção: Latinas – “A teta assustada” (2009), de Claudia Llosa

Data: 14 de dezembro (sábado), das 14h às 18h
Local: Sala Cinematographos – Anexo da Casa Guilherme de Almeida (Rua Cardoso de Almeida, 1943)

Ciclo de exibições e debates que lança luz sobre o cinema feito por mulheres, com um primeiro recorte na América Latina. A partir de obras de diferentes países, gêneros, temas e épocas, Joyce Pais e Luísa Pécora convidarão o público a refletir sobre a variedade desta produção, o lugar da mulher e outros aspectos da sociedade latino-americana.

“A teta assustada” (2009), de Claudia Llosa – Primeiro filme peruano a ganhar o Urso de Ouro e a ser indicado ao Oscar de filme estrangeiro, “A teta assustada” aborda a ação do grupo Sendero Luminoso nos anos 1980 e os traumas que acompanham as vítimas de abuso sexual.


Serviço
Casa Guilherme de Almeida
Endereço: Rua Macapá, 187 – Sumaré, São Paulo/SP. CEP 01251-080
Telefone: (11) 3672.1391
E-mail: educativo@casaguilhermedealmeida.org.br
Website: http://casaguilhermedealmeida.org.br/
Facebook: @museucasaguilhermedealmeida
Instagram: @casaguilhermedealmeida
Twitter: @casagdealmeida
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCpkUtBXN2B-A4Oxjc7imltQ


Casa Mário de Andrade

Casa Mario de Andrade

Curso “Perspectivas da Literatura Popular no Brasil – Módulo II”

Datas: 21 e 28 de novembro e 5 e 12 de dezembro, das 19h às 21h.
Local: Casa Mário de Andrade.

Com Marco Haurélio. No curso, os participantes terão oportunidade de conhecer a história e perspectivas da literatura popular no Brasil, com destaque para o conto popular em seu diálogo com a educação e sua presença na cena cultural brasileira.

28/11 – Cordel: a poesia bárdica do Nordeste. Leandro Gomes de Barros, o grande desbravador;
05/12 – A gesta do gado e a epopeia do cangaço. O simbolismo do Pavão Misterioso;
12/12 – Rima e métrica no cordel. O cordel na sala de aula;
19/12 – Criando versos, fazendo história. A xilogravura popular.

Observação: 40 vagas. Inscrições pelo site. Haverá emissão de certificado ao aluno que obtiver 75% de frequência na atividade.


Serviço
Casa Mário de Andrade
Endereço: Rua Lopes Chaves, 546 – Barra Funda, São Paulo/SP. CEP 01154-010
Telefone: (11) 3826.408
E-mail: educativo@casamariodeandrade.org.br
Website: http://casamariodeandrade.org.br/
Facebook: @CasaMariodeAndrade
Instagram: @museucasamariodeandrade
Twitter: @CMariodeAndrade


Museu Catavento

catavento

– Espetáculo Teatral “Por um Futuro Sustentável”

Data: 10 de dezembro (terça-feira).
Local: Auditório do Museu Catavento.

Para marcar o dia internacional dos Direitos Humanos, o Museu Catavento em parceria com a equipe teatral Ciência Divertida, apresentará em seu auditório o espetáculo “Por um Futuro Sustentável”. De maneira lúdica, o espetáculo abordará a importância de preservar os recursos naturais e cuidar do planeta para desenvolver um futuro sustentável.

Observação: atividade acessível em Libras.


Serviço
Museu Catavento

Endereço: Praça Cívica Ulisses Guimarães, s/nº (Palácio das Indústrias) – Brás, São Paulo/SP. CEP 03003-060
Telefone: (11) 3246.4003
E-mail: ana.lima@cataventocultural.org.br
Website: http://www.cataventocultural.org.br/


Museu da Casa Brasileira

museu-casa-brasileira

– Oficina Kazumbá: Cultura como Direito

Data: 10 de dezembro (terça-feira), das 10h às 12h30.
Local: Museu da Casa Brasileira.

Em homenagem ao dia dos Direitos Humanos organizaremos uma oficina com os frequentadores do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS ITAIM BIBI. Neste dia acontecerá a oficina Kazumbá: Cultura como Direito articulando diversas linguagens, como: poesia, desenho, pintura, carimbo baseada na carta universal dos direitos humanos.


Serviço
Museu da Casa Brasileira

Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 2.705 – Jardim Paulistano, São Paulo/SP. CEP 01451-000
Telefone: (11) 3032.3727
E-mail: comunicacao@mcb.org.br
Website: https://mcb.org.br/pt/
Facebook: @museucasabrasileira
Instagram: @mcb_org
Twitter: @mcb_org


Museu da Imagem e do Som

mis2 ding musajpg

– Oficina de materiais acessíveis

Data: 15 de dezembro (domingo), das 14h às 16h.
Local: Museu da Imagem e do Som.

Como parte da programação paralela da exposição Musicais no Cinema e da Campanha Sonhar o Mundo – Cultura como Direito, o Educativo MIS convida o público a criar materiais acessíveis para pessoas cegas ou com baixa visão usando a linguagem dos cartazes como base. Nosso objetivo é criar texturas usando materiais variados. Para participar da oficina, é necessário retirar o ingresso gratuito 1h antes.

Observação: 10 vagas, livre.


Serviço
Museu da Imagem e do Som

Endereço: Avenida Europa, 158 – Jardim Europa, São Paulo/SP. CEP 01449-000
Telefone: (11) 2117.4777
E-mail: educativo@mis-sp.org.br
Website: http://www.mis-sp.org.br/
Facebook: @educativo.mis


Museu de Arte Sacra

– Mostra “Se o museu fosse meu”

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), das 14h às 17h.
Local: Museu de Arte Sacra

A mostra “Se o Museu fosse meu” torna público mais um fruto da parceria firmada entre o Museu de Arte Sacra e o Núcleo Boraceia, espaço de convivência para pessoas em situação de vulnerabilidade social. Em cartaz até 5 de janeiro de 2020, apresentará ao público uma seleção dos trabalhos realizados em oficinas educativas no espaço de convivência e em visitas ao Mosteiro da Luz, sede do Museu de Arte Sacra de São Paulo.

De modo instigante, os encontros mensais organizados pela equipe da Ação Educativa junto aos conviventes do Núcleo Boraceia promoveram experimentações artísticas em diversos suportes e técnicas como argila, têmpera, fotografia, estamparia, tie dye e light painting.

Este diálogo entre os educadores de um dos edifícios mais antigos da cidade e os frequentadores de um espaço de convivência para pessoas em situação de rua – que à primeira vista parece ser desconexo – resultou em uma produção artística que convida o visitante a pensar sobre a cidade a nossa volta e o direito à cultura dentro dos museus e para além de seus muros.


– Deriva pelo território Luz/Bom Retiro

Data: 13 e 14 de dezembro (sexta-feira e sábado), das 15h às 18h.
Local: Museu de Arte Sacra

O Museu de Arte Sacra de São Paulo convida para uma deriva no território Luz-Bom Retiro de forma a percebê-lo em suas múltiplas dinâmicas. A proposta envolve um percurso que interliga espaços aparentemente desconexos a partir do olhar de sujeitos, por vezes desapercebidos na paisagem urbana.

A partir deste roteiro discutiremos com a comunidade e os participantes da ação questões em torno do tema “direitos humanos e direito à cidade” às luzes de experiências no território e projetos ancorados na ideia de “revitalização” da região da Luz, a fim de visibilizar suas contradições.


Serviço
Museu de Arte Sacra

Endereço: Avenida Tiradentes, 676 – Luz, São Paulo/SP. CEP 01102-000
Telefone: (11) 3326.3336
E-mail: educativo@museuartesacra.org.br
Website: http://museuartesacra.org.br/
Facebook: @MuseuArteSacra
Instagram: @museuartesacra
Twitter: @MuseuArteSacra


Museu do Futebol

futebol

– #CHUTEIRAPARATODOS

Data: 3 de dezembro a 25 de janeiro de 2020, das 10h às 18h.
Local: Museu do Futebol.

O acesso à prática esportiva é um direito garantido pela Constituição Federal a todos os brasileiros. Mesmo assim, milhões de pessoas encontram os mais variados obstáculos para exercer esse direito com qualidade e segurança – mesmo quando falamos numa modalidade tão popular e culturalmente inserida no contexto brasileiro como o futebol.

Como parte da campanha Sonhar o Mundo, promovida pela Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, o Museu do Futebol inicia no dia 30/11 uma campanha para arrecadação de chuteiras usadas em bom estado. Em parceria com a organização Ginga FC, o material será selecionado e distribuído para 15 times de várzea localizados nas periferias de São Paulo, Rio de Janeiro e das regiões do Xingu e do Tapajós.

Observação: A ação é contínua – tem início em 30/11 e segue até 25/1/2020, abarcando toda a Semana de Direitos Humanos.


– Simpósio “Revivendo Memórias do Futebol na Doença de Alzheimer”

Data: 14 de dezembro (sábado), das 10h às 13h.
Local: Auditório Armando Nogueira (Museu do Futebol).

Baseado em uma experiência do Scottish Football Museum, o pesquisador Carlos Chechetti, em parceria com o Núcleo Educativo do Museu do Futebol, com o Centro de Referência do Futebol Brasileiro e com o Grupo de Neurologia Cognitiva e Comportamental do Hospital das Clínicas, organizou uma série de visitas de pacientes com Alzheimer ao Museu com o propósito de resgatar e trabalhar a memória afetiva dos pacientes no contato com o acervo.

Ao longo das visitas, a equipe do Educativo desenvolveu um roteiro que priorizou o protagonismo dos pacientes e suas memórias. Agora, neste Simpósio, médicos, pesquisadores e educadores compartilharão seus conhecimentos sobre a Doença de Alzheimer, sobre os resultados do projeto, e sobre as experiências educativas a partir das visitas, em uma mesa redonda que contará com a participação de:

  • Richard McBrearty (Scottish Football Museum);
  • Carlos Chechetti (Projeto Revivendo Memórias);
  • Dr. Leonel Takada;
  • Dra. Sonia Brucki (Hospital das Clínicas);
  • Dr. Ricardo Nitrini (USP), Daniel Magnanelli;
  • Flávia Violim e Ademir Takara (Museu do Futebol).

Observação: atividade acessível em Libras.


– “Eu, meu lugar, minha história”

Data: 14 de dezembro (sábado), das 14h às 15h30.
Local: Área externa (Museu do Futebol).

Nesta atividade educativa, os visitantes terão contato com objetos selecionados pelos educadores para compartilhar memórias! Depois de escolhidos os objetos, os visitantes irão abrir suas histórias uns para os outros, criando uma roda de memórias orais.

Durante a atividade, os educadores mediarão com os visitantes a importância do registro dos objetos para um museu, como forma de adquirir e trocar conhecimentos. Ao término da atividade, os visitantes confeccionarão um RG de Cultura a fim de refletir sobre nossa identidade cultural e levarão para casa uma ficha para catalogar objetos. Em casa, os visitantes poderão escolher objetos próprios e compartilhar suas histórias conosco para organizarmos uma exposição virtual da atividade nas redes sociais.


– Artilheiro adaptado – Futebol para amputados

Data: 15 de dezembro (domingo), das 14h às 15h30.
Local: Área externa (Museu do Futebol).

Atividade educativa desenvolvida para que o público possa conhecer algumas regras e praticar fundamentos do Futebol de Amputados. Este ano, o projeto Deficiente Residente recebeu o atleta Alex Firmino, jogador do São Paulo e da Seleção Brasileira de Futebol de Amputados, que trabalhou junto com os educadores para apresentar a modalidade, compartilhar vivências e indicar melhorias no museu para o atendimento de pessoas com o mesmo tipo de deficiência.


Serviço
Museu do Futebol

Endereço: Praça Charles Miller, s/nº – Pacaembu, São Paulo/SP. CEP: 01234-060
Telefone: (11) 3664-3848
E-mail: contato@museudofutebol.org.br
Website: https://www.museudofutebol.org.br/
Facebook: @museudofutebol
Instagram: @museudofutebol
Twitter: @museudofutebol
YouTube: https://www.youtube.com/user/museudofutebolspaulo


Pinacoteca de São Paulo

Pinacoteca destaque 1

– Visita educativa na exposição: “Arte no Brasil: uma história na Pinacoteca de São Paulo”

Data: 14 de dezembro (sábado), das 14h30 às 15h30.
Local: Pinacoteca de São Paulo (Luz).

Visitas educativas que buscam estabelecer relações de diálogo com os diversos públicos e promover ressignificação acerca das obras observadas pelos participantes dos grupos, por meio da leitura de imagens, com a mediação dos educadores do museu. Não é necessária inscrição prévia, basta procurar pelo educador na recepção do museu.


– JogaJunto

Data: 15 de dezembro (domingo), das 11h às 15h.
Local: Espaço NAE (Pinacoteca de São Paulo, piso térreo)

Oferta de jogos relacionados ao acervo que propiciam a interação em família e em grupo e estimulam um olhar atento, curioso e divertido sobre as obras em exposição acontece no Espaço NAE, com a mediação dos educadores do museu. Não é necessária inscrição prévia, basta chegar e procurar pelo Espaço NAE.


Serviço
Pinacoteca de São Paulo

Endereço: Praça da Luz, 2 – Luz, São Paulo/SP. CEP 01120-010
Telefone: (11) 3324-1000
E-mail: pinacotecasp@pinacoteca.org.br
Website: http://pinacoteca.org.br/
Facebook: @PinacotecaSP
Instagram: @pinacotecasp


Espaço Memória Carandiru

– Onde estamos, quem somos, pra onde iremos: memórias do Carandiru

Data: 10 a 13 de dezembro, das 19h às 20h.
Local: Espaço Memória Carandiru.

Roda de conversa com ex-morador da antiga Casa de Detenção do Carandiru e visita ao Espaço Memória Carandiru, localizado na atual Etec Parque da Juventude, antigo Pavilhão 4.


– Onde estamos, quem somos, pra onde iremos: memórias do Carandiru

Data: 14 de dezembro (sábado), das 10h às 11h.
Local: Espaço Memória Carandiru.

Roda de conversa com ex-morador da antiga Casa de Detenção do Carandiru e visita ao Espaço Memória Carandiru, localizado na atual Etec Parque da Juventude, antigo Pavilhão 4.


Serviço
Espaço Memória Carandiru
Endereço: Avenida Cruzeiro do Sul, 2630, Prédio I – Santana, São Paulo/SP. CEP 02030-100
E-mail: e159patcultural@cps.sp.gov
Website: http://www.etecpj.com.br/memoria/#
Facebook: @espacomemoriacarandiru
Instagram: @memoriacarandiru


Museu de Arte Contemporânea da USP

– Agora é a vez das vozes silenciadas

Data: 10 de dezembro (terça-feira), das 14h às 16h.
Local: MAC USP.

Nas últimas décadas do século XX, culturas invisibilizadas pela tradição “branca” rompem à cena pública: o discurso de mulheres, grupos sexuais, religiosos e étnicos narra histórias “pluriversais” e “polifônicas”. Essa guinada histórica leva muitos artistas, gestores e pesquisadores a repensarem sobre sua condição e sobre a de seu grupo.

A valorização dos discursos e dos autodiscursos identitários fez surgir uma arte contemporânea preocupada não somente com inovações e ousadias, mas também com citações históricas, mensagens pessoais, com modos de produção e com sua função.

Nesse contexto, as referências africanas e/ou afro-brasileiras, nos trabalhos atuais, reconstituem os laços perdidos pela diáspora e incentivam a descolonização da cultura hegemônica. Nesta palestra, pretende-se um exercício de reflexão sobre o olhar decolonial presente em exposições e museus nesse momento e sobre o acesso e pertencimento da população a essas instituições.


– Sonhar o Mundo – Uma experiência de imaginação no Jardim do MAC USP

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), das 15h às 18h.
Local: MAC USP.

A arquitetura modernista de Oscar Niemeyer tem um caráter Utópico, de sonho e de projeto. A imaginação, como faculdade humana de pensar o impensado, seria justamente o lugar de produção de conhecimento que a arte pode explorar.

A partir da arquitetura do Palácio da Agricultura, edifício do MAC USP, e usando como referência o livro “Oráculo da Noite” de Sidarta Ribeiro, convidaremos o público para participar de uma reflexão visual e gráfica no espaço verde em volta do prédio do museu.

Em referência ao projeto Sonhar o Mundo, que visa dar visibilidade à Declaração dos Direitos Humanos, realizaremos uma reflexão sobre o museu, o desenho, a utopia, a imaginação e o sonho, como formas de direito à cultura. Os participantes receberão lápis e papel, e serão convidados a “Sonhar o Mundo” a partir de imagens, palavras e desenhos.


– Cultura como direito na interface com a saúde: ações do educativo do MAC USP com instituições públicas da saúde

Data: 14 de dezembro (sexta-feira), das 10h às 12h.
Local: MAC USP.

Roda de conversar com a participação de:

  • Andrea Amaral Biella – educadora responsável pelo programa educativo Viva Arte! Bem-estar Social e Saúde no Museu do MAC USP;
  • Cláudia Pulchinelli – terapeuta ocupacional coordenadora do Centro de Convivência e Cooperativa (CECCO) Ibirapuera da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (SMS SP);
  • Erika Vovchenco – assistente social supervisora de Unidade de Acolhimento para Adultos (UAA) Santana, vinculada ao Centro de Apoio Psicossocial Álcool e Drogas (CAPS AD) Santana da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (SMS SP);
  • Maria Gabriela da Costa e Silva Pinto – psicóloga do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia da Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo (SES SP).

Serviço
Museu de Arte Contemporânea da USP

Endereço: Avenida Pedro Álvares Cabral, 1391 – Vila Mariana, São Paulo/SP. CEP 04094-050
Telefone: (11) 2648-0254
E-mail: infomac@usp.br
Website: http://www.mac.usp.br/mac/
Facebook: @usp.mac
Instagram: @mac_usp


INTERIOR

Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre

Fachada do Museu Índia Vanuíre em Tupã

– Era Uma Vez os Direitos Humanos

Data: 10 e 11 de dezembro (terça e quarta-feira), das 9h às 10h e das 14h às 15h.
Local: Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre.

Apresentação de contação de histórias como forma de sensibilização e aprendizagem em cultura de direitos humanos através da justiça, cooperação, igualdade, tolerância e paz.


– A Cultura e os Direitos Humanos

Data: 12 de dezembro (quinta-feira), das 9h às 11h
Local: Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre.

Palestra ministrada por Nelson Russo de Moraes – Doutor em comunicação e cultura contemporânea, Professor da UNESP Tupã.


– Direitos Humanos – Impunidade e Injustiça

Data: 13 de dezembro (sexta-feira), das 9h às 11h.
Local: Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre.

Palestra ministrada por Airton Souza de Lima – Mestre em Ciências Sociais.


– Roda de Conversa com Indígenas e Oficina

Data: 13 de dezembro (sexta-feira), das 15h às 16h00.
Local: Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre

Realização de uma roda de conversa com indígenas, moradores da T.I. Vanuíre, para discutir a temática Cultura como Direito. Após a roda de conversa será realizada oficina de confecção de adorno indígena.


Serviço
Museu Histórico e Pedagógico Índia Vanuíre

Endereço: Rua Coroados, 521 – Centro, Tupã/SP. CEP 17603-000
Telefone: (14) 3491.2333
E-mail: contato@museuindiavanuire.org.br
Website: https://www.museuindiavanuire.org.br/
Facebook: @museuindiavanuire
Instagram: @museuindiavanuire
Twitter: @mhindiavanuire


Museu Casa de Portinari

Museu Casa de Portinari- menor

– Painel

Data: de 10 a 15 de dezembro, das 9h às 18h.
Local: Capela da Nonna (Museu Casa de Portinari).

Em um espaço na parede da Capela da Nonna, o visitante será convidado a deixar uma mensagem ou uma palavra, que os faça refletir sobre a importância dos direitos humanos nos dias atuais. Levando em conta o respeito à diversidade cultural, o combate ao preconceito, à discriminação e à violência. Temas:

– Dia 10: Cultura como Direito – Art. 23, CF. – “É competência comum da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios: […] V – proporcionar os meios de acesso à cultura, à educação, à ciência, à tecnologia, à pesquisa e à inovação”.

– Dia 11: Acesso à cultura – Art. 215, caput, CF – “O Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais.”

– Dia 12: Identidade – Art. 216, caput, CF – “Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens de natureza material e imaterial, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referência à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira”.

– Dia 13: Diversidade Cultural – Art. 5º, inciso IX, CF – “é livre a expressão da atividade intelectual, artística, científica e de comunicação, independentemente de censura ou licença.”

– Dia 14: Cidadania – Art. 5º, caput, CF – “Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade…”

Dia 15: Direito à Memória – Art. 27, inciso I, da DUDH – “Todo ser humano tem o direito de participar livremente da vida cultural da comunidade, de fruir das artes e de participar do progresso científico e de seus benefícios”.


– Jogo da Memória

Data: de 10 a 15 de dezembro, das 9h às 18h.
Local: Capela da Nonna (Museu Casa de Portinari).

Em uma mesa posicionada ao lado da Capela da Nonna, será disponibilizado o jogo da memória, onde os visitantes poderão participar, descobrindo junto com um educador, a qual dos Direitos Humanos cada obra do artista Candido Portinari pode ser relacionada. Ao mesmo tempo que conhece e aprende também terá a oportunidade de se divertir com o jogo.


Serviço
Museu Casa de Portinari

Endereço: Praça Candido Portinari, 298 – Brodowski/SP. CEP 14340-000
Telefone: (16) 3664.4284
E-mail: gerencia@museucasadeportinari.org.br
Website: https://www.museucasadeportinari.org.br/
Facebook: @museucasadeportinari
Instagram: @museucasadeportinari
Twitter: @casadeportinari
YouTube: https://www.youtube.com/casadeportinari/


Museu Felícia Leirner | Auditório Claudio Santoro

felicia

– Árvore dos Sonhos

Data: 10 a 15 de dezembro, das 9h às 18h.
Local: Museu Felícia Leirner | Auditório Claudio Santoro

Durante a semana #Sonharomundo, os visitantes participarão de uma árvore interativa, instigando a reflexão do tema “Cultura como Direito”, a partir do artigo 27 da Declaração dos Direitos Humanos. Ao final da ação, as palavras/sonhos que os visitantes colocarem na árvore serão postadas nas redes sociais do museu e auditório.


– Palestra “Cultura como Direito”

Data: 10 de dezembro (terça-feira), das 15h às 17h.
Local: Museu Felícia Leirner | Auditório Santoro.

Palestra aberta ao público, onde o mediador Ivan Montanari abordará como tema o Direito à Cultura, prevista na Constituição Federal, como um direito fundamental.

Sobre Ivan Montanari: Ivan Montanari é mestrando em Gestão de Políticas Públicas pela Universidade de São Paulo – USP, especialista pós-graduado em Gestão e Políticas Culturais pela Cátedra UNESCO de Políticas Culturais e Cooperação da Universidade de Girona (Espanha) e graduado em Artes Cênicas pela Universidade Estadual de Campinas – UNICAMP (2010).


– Fora da Caixa

Data: 13 dezembro (sexta-feira), das 14h às 19h.
Praça Ministro Sérgio Motta (Praça do Gazebo).

Na Semana #Sonhar o Mundo, Museu e Auditório saem “fora da caixa” para discutir com a comunidade jordanense o direito à Cultura, garantido pelo artigo 27 da Declaração dos Direitos Humanos. Na ocasião, o Secretário Municipal de Cultura – Benilson Toniolo – mediará uma conversa entre atores culturais do município (convidados) e abrirá para a participação da comunidade em geral. Alguns grupos artísticos da comunidade também deverão se apresentar ao longo da tarde, trazendo luz ao tema da Cultura.


Serviço
Museu Felícia Leirner | Auditório Claudio Santoro

Endereço: Avenida Doutor Luis Arrobas Martins, 1880 – Alto Boa Vista, Campos do Jordão/SP. CEP 12460-000
Telefone: (12) 3662.6000
E-mail: contato@museufelicialeirner.org.br
Website: https://museufelicialeirner.org.br/
Facebook: @museufelicialeirner
Instagram: @museufelicialeirner
Twitter: @mfelicialeirner


Casa da Memória de Araras Pedro Pessotto Filho

– Passa lá em Casa

Data: 9 de dezembro (segunda-feira), das 14h às 16h.
Local: Casa da Memória de Araras.

Encontro com Conselho Municipal dos Direitos da Mulher de Araras e coletivos de mulheres da cidade com o objetivo de discutir e planejar ações a serem realizadas em parceria com e entre esses órgãos e iniciativas no tema “Direitos da mulher – cultura como direito”.


– Passa lá em Casa

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), das 9h às 11h.
Local: Casa da Memória de Araras.

Encontro com Conselho Municipal de Participação e Desenvolvimento da Comunidade Negra de Araras com o objetivo de discutir e planejar ações a serem realizadas em parceria no tema “igualdade racial –cultura como direito”.


– Passa lá em Casa

Data: 13 de dezembro (sexta-feira), das 8h30 às 10h30.
Local: Casa da Memória de Araras.

Encontro com representantes da Secretaria de Assistência Social, Secretaria de Habitação e CRAS e CREAS do município de Araras com o objetivo de discutir e planejar ações a serem realizadas em parceria no tema “inclusão e acesso –cultura como direito”.


Serviço
Casa da Memória de Araras Pedro Pessotto Filho

Endereço: Praça Barão de Araras, 30 – Araras/SP. CEP 13600-040
Telefone: (19) 3542-7602
E-mail: casadamemoria@araras.sp.gov.br
Instagram: @casadamemoriadeararas


Museu da Cidade de Campinas

– Exibição do vídeo “Projeto Gota d’água”

Data: 9 de dezembro (segunda-feira), das 14h às 17h.
Local: Museu da Cidade (Casa de Vidro).

Vídeo educativo sobre consciência ambiental e uso sustentável da água. Público alvo: educadores ambientais, redes municipais, estaduais e privadas de ensino, arte educadores.

Observação: Atividade acessível em Libras, com audiodescrição e legendas.


Serviço
Museu da Cidade de Campinas

Endereço: Avenida Heitor Penteado, 2145 (Casa de Vidro) – Taquaral, Campinas/SP. CEP 13013-160
Telefone: (19) 3231.3387
E-mail: museudacidade@campinas.sp.gov.br
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCMXG3mGEx7wc7kWAXYa0rGg


Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso”

– Encontro: “Práticas Inclusivas em Cultura, Arte e Educação”

Data: 9 de dezembro (segunda-feira), das 19h às 21h.
Local: Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso”.

O Encontro conta com a presença de Anderson Nascimento, Fernando Baragão e Meirielly Rodrigues, com mediação de Lucas Gonzaga, e aborda um conjunto de ações que combatem a exclusão social por meio de práticas artístico-pedagógicas no contexto de ensino da dança e do teatro nas APAEs de Salto/SP e Sorocaba/SP. Tal iniciativa tem como desejo fomentar as ferramentas inclusivas na prática educacional; bem como promover um intercâmbio institucional.

Lucas Gonzaga: Artista, Educador Social e Professor de Teatro. Mestre em Pedagogia do Teatro pela ECA-USP. Atualmente é Coordenador do Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso” e da Sala Giuseppe Verdi, equipamentos da Prefeitura da Estância Turística de Salto.

Anderson Nascimento: Artista do corpo e arte-educador. Orientador social na Apae Sorocaba com a oficina Ocupando Espaços, desenvolvendo a subjetividade da pessoa com deficiência no próprio território, provocando olhares para os processos de inclusão e acessibilidade.

Fernando Matos Baragão: Pedagogo e Professor com Bacharel em Artes, com pós graduação em Psicanálise Clínica e Comportamental. Atualmente é Professor de Teatro da Apae e lecionou 10 anos na escola Tancredo do Amaral, em Salto/SP.

Meiriely Rodrigues: Atriz e bailarina desde 2005. Professora de teatro da Apae Salto e Radialista em formação, fez parte de inúmeras encenações, sendo agraciada com várias indicações, além de quatro prêmios de melhor atriz em festivais municipais e nacionais.


– Encontro “Cultura como Direito”, com Prof. Dr. Joaquim Gama e Prof. Dr. José Simões

Data: 10 de dezembro (terça-feira), das 15h às 17h.
Local: Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso”.

O tema proposto pelas Secretarias da Cultura e Economia Criativa e dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Estado de São Paulo, vai ao encontro do desejo do Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso” de, cada vez mais, fortalecer o elo entre o Museu e a Comunidade, a quem pertence a raiz histórica que abrigamos.

Atualmente o Museu recebe uma média de 07 a 08 mil visitantes por ano, entre exposições, atividades com a equipe do Educativo e ações culturais junto à comunidade. Nossa missão é multiplicar esse acesso e, portanto, convidamos o Prof. Dr. Joaquim Gama e o Prof. Dr. José Simões para discutir as perspectivas para o futuro e celebrar a Cultura como fonte inesgotável do resgate de nossa essência histórica e das raízes de nossa memória.

Prof. Dr. Joaquim Gama: Mestre e Doutor em Teatro, na área da Pedagogia do Teatro, pela ECA/USP. Coordenador pedagógico da SP Escola de Teatro — Centro de Formação das Artes do Palco. Professor convidado da ECA/USP, coordenador do laboratório de Pedagogia e Processos de Criação Teatral.

Prof. Dr. José Simões: Doutor em Artes pela Universidade de São Paulo, com Pós-Doutorado pela Universidade de Coimbra. Foi Secretário da Cultura e Secretário da Educação da cidade de Sorocaba/SP. Autor da proposta pedagógica da SP Escola de Teatro. Recebeu o Prêmio Learning Cities 2015 pelo projeto Escola Viva.


– Espetáculo “O Jardim da Meia Noite”

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), das 20h às 21h30.
Local: Sala Giuseppe Verdi (Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso”).

O espetáculo apresenta a história de Tom, um garoto que é mandado contra sua vontade para a velha mansão onde vivem seus tios, a fim de escapar do contágio de sarampo que seu irmão menor contraiu. Depois de uns poucos dias de absoluto tédio, a quarentena de Tom se transforma numa aventura, quando um velho relógio leva o garoto a uma outra dimensão em que novas descobertas o deixarão maravilhado.

Completamente entusiasmado com tudo que esse novo lugar oferece, ele conhece uma solitária garota, a Tita, com quem trava uma amizade que nos leva a refletir sobre o passar do tempo, a importância da compaixão e da alegria fundamental de se ter com quem contar.

Ficha técnica: Indicação etária: 14 anos. Duração: 80 minutos. Elenco: Ricardo Monastero, Elaine Marinho, Erika Altimeyer, Talitha Pereira, Pedro Silveira, Nellson Oliveira e Tainan Pongeluppe. Direção Artística: Alexandre Tenório e Glaucia da Fonseca. Trilha Original: Márcio Guimarães. Arranjos Vocais e Preparação Vocal: RodrigoVechi. Iluminação: Kuka Batista. Direção de Arte: Márcio Vinicius. Preparação de Elenco: Erika Altimeyer. Contrarregra: Dariane Araújo. Assistente de Direção: Bruna Grasselli. Operador de Luz: Diego Chimenes. Operador de Som: Cauê Andreassa. Realização: DendiLeão . Produtor: Ricardo Monastero. Diretor de Produção: Antonio Ranieri. Diretora de Comunicação: Luciana Alves. Produtora Executiva: Ester Nunes. | Produção Local: Prefeitura da Estância Turística de Salto, através da Secretaria da Cultura.

– Espetáculo “A Refeição”, com a Cia Tramp de Palhaços

Data: 12 de dezembro (quinta-feira), das 15h às 16h.
Local: Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso”.

Espetáculo que mostra a história dos tradicionais vendedores de pipocas, destes que vendem nas portas dos teatros, mas que muitas vezes nunca tiveram a oportunidade de entrar para conhecer este lugar mágico. Dizem que a hora da refeição é uma hora sagrada, e para Filomeno esta é também a melhor hora do dia.

Devido à rotina de trabalho duro e a correria do dia a dia ele sempre acaba fazendo suas refeições de forma adaptada. Juntando a fome com a vontade de comer, “A Refeição” nos faz refletir sobre o tempo que nós temos dedicado às horas que considerávamos sagradas. Lutando contra o tempo este atrapalhado vendedor de pipocas só tem uma única vontade, realizar sua refeição.

Ficha técnica: Elenco: Luan Silva | Concepção e Direção: Luan Silva | Técnica: Ediana Dias e Matheus Ferreira | Cenografia: Cia Tramp de Palhaços | Figurino: Cia Tramp de Palhaços | Maquiagem: Ediana Dias | Trilha sonora: Christofer Bergmann | Iluminação: Matheus Ferreira | Fotografia e comunicação: Aline Rodrigues | Produção: Luan Silva | Gênero: Comédia | Duração: 50 minutos | Classificação: Livre


Serviço
Museu da Cidade de Salto “Ettore Liberalesso”
Endereço: Rua José Galvão, 104 – Centro, Salto/SP. CEP 13320-170
Telefone: (11) 4029-3473
E-mail: museu@salto.sp.gov.br
Website: https://salto.sp.gov.br/
Facebook: @PrefeituradeSalto
Instagram: @prefeituradesalto
YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCeVHgrWU8oB-6DKepbSXYHg


Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes

– Encontro Rememorar

Data: 10 e 12 de dezembro (terça e quinta feira), das 9h às 11h.
Local: Museu Prudente de Moraes.

Esta ação é composta por dinâmicas sensoriais relacionando a memória, as lembranças e os cinco sentidos – olfato, paladar, visão, tato, audição, e visitas mediadas na exposição permanente com interação de objetos e saberes e experiências partilhadas pelo grupo visitante.

O objetivo é o de instigar as lembranças e reminiscências dos idosos, contribuir para o bem-estar, para a estimulação da memória, a habilidade de comunicação e a análise do presente, socialização e a promoção da valorização pessoal.

Observação: atividade acessível em Libras.


Serviço
Museu Histórico e Pedagógico Prudente de Moraes
Endereço: Rua Santo Antonio, 641 – Centro, Piracicaba/SP. CEP 13400-160
Telefone: (19) 3422-3069
E-mail: mprudentedemoraes@piracicaba.sp.gov.br
Website: http://museuprudentedemoraes.piracicaba.sp.gov.br/pt_BR/
Facebook: Museu Prudente de Moraes
Twitter: @MuseuPrudente


Museu Municipal Padre Carlos Leôncio da Silva

Roda de Conversa – Cultura como Direito

Data: 9 de dezembro (segunda-feira), das 15h30 às 17h.
Local: Museu Municipal Padre Carlos Leôncio da Silva.

Oportunidade para os interessados conversarem sobre o tema da campanha Sonhar o Mundo 2019, com a participação da SECTUR e Clube Filatélico e Numismático de Lorena.

Observação: atividade com acessibilidade física.

– Exposição Filatélica como Instrumento de Promoção Cultural

Data: de 9 a 13 de dezembro, das 9h às 17h.

A exposição conta a história filatélica ao longo dos anos e sua importância no resgate cultural das novas gerações.


Serviço
Museu Municipal Padre Carlos Leôncio da Silva
Endereço: Rua Viscondessa de Castro Lima, 10 – Centro, Lorena/SP. CEP 12600-140
Telefone: (12) 3153-1518
E-mail: cultura@lorena.sp.gov.br
Facebook: @casadaculturadelorena


Museu Major Novaes

– Exposição “O desenho que vem das ruas: uma denúncia social”, Felipe Cac

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), das 19h às 21h.
Local: Museu Major Novaes.

Abertura da exposição temporária do artista plástico cruzeirense, Felipe Cac, no qual abordará a temática dos direitos humanos, ou da ausência deles, que banalizamos em nosso cotidiano.

Observação: atividade com audiodescrição.


– Exposição “Pintores especiais: a arte de todos e para todos”, Alunos e Alunas da APAE Cruzeiro-SP

Data: 11 de dezembro (quarta-feira), das 19h às 21h.
Local: Museu Major Novaes.

Trabalho de artes plásticas desenvolvido pelos alunos e alunas da APAE Cruzeiro-SP.

Observação: atividade com audiodescrição.


– Mesa Redonda ” Cultura como um direito de todos e todas”

Data: 12 de dezembro (quinta-feira), das 19h às 21h30.
Local: Museu Major Novaes.

Mesa redonda, no qual vários seguimentos sociais debaterão sobre a temática.


– Mesa Redonda “TV Aparecida e Direitos humanos: um olhar mais humanizado”

Data: 13 de dezembro (sexta-feira), das 19h às 21h30.
Local: Museu Major Novaes.

Mesa Redonda com a equipe do programa “Desafios da Igreja”, da TV Aparecida, e buscam mostrar o Brasil e as lacunas dos direitos humanos.


Serviço
Museu Major Novaes
Endereço: Avenida Jorge Tibiriçá, s/nº – Centro, Cruzeiro/SP. CEP 12710-040
Telefone: (12) 3141-1100
E-mail: museu@cruzeiro.sp.gov.br
Facebook: @museumajornovaes
Instagram: @museumajornovaes


LITORAL

– Apresentação da ONG Oficina do Futuro

Data: 14 de dezembro (sábado), às 15h.
Local: Museu do Café.

O Museu do Café receberá a ONG Oficina do Futuro para uma apresentação gratuita no Salão do Pregão. A atração acontecerá no dia 14 de dezembro (sábado), a partir das 15h, e terá como foco os espetáculos dos grupos de coral e balé, formados pelas crianças acolhidas na entidade.


Serviço
Museu do Café
Endereço: Rua Quinze de Novembro, 95 – Centro, Santos/SP. CEP 11010-150
Telefone: (13) 3213-1750
Website: http://www.museudocafe.org.br/
E-mail: museudocafe@museudocafe.org.br
Facebook: @MuseudoCafe
Instagram: @museudocafe
Twitter: @museudocafe
YouTube: https://www.youtube.com/user/museudocafe