Apresentação da exposição

O Museu da Casa Brasileira apresenta, em parceria com o Instituto Embraer, o universo de criação do design nacional para artefatos concebidos para voar. Como instituição dedicada às questões do design – com o qual busca contribuir anualmente por meio da realização do Prêmio Design MCB – traz, por meio da mostra design na aviação brasileira, o caso de sucesso da Embraer S.A., que apostou, desde sua fundação em 1969, no potencial inovador da engenharia e da criatividade nacional. A exposição foi vista por mais de 41.000 pessoas. A mostra tem curadoria do artista e designer Guto Lacaz.

Suportes utilizados

Suportes utilizados: os suportes foram desenvolvidos especificamente para essa mostra, para explorar ao máximo a relação com o acervo exposto. Assim, as montagens devem considerar pequenas adaptações de layout e tamanho. Em resumo, os suportes são:

  • Linha do tempo com 56 maquetes de objetos voadores desde o balão de Gusmão (1709) até a última aeronave lançada pela Embraer KC-390 (2016) em escala 1:50. A linha do tempo é apresentada em painel autoportante com dimensões de 16m x 2.95m (altura) x 0.40m e 4m (circulação necessária);
  • Portão de Acesso: Mock-up de Aeronave Urupema em escala 1:2 – dimensões 5.30×3.80×0.50m;
  • Sala 01 – Sala de Projeto Analógico x Digital: Maquete de EMB-145 para teste de túnel de vento (escala 1:25) / 12 Backlights apresentando desenhos técnicos originais de aeronaves brasileiras com tamanhos variados / Vídeos de teste (água, túnel de vento, carga) apresentados em duas telas de 40” / Tela interativa com detalhamento do jato Legacy 500 a partir do software Catia – 1 tela de 40” / Fotografias de espaços de projeto (da fundação da Embraer) – desenho analógico x Fotografias de estúdios de projeto com ferramentas digitais / Vitrine com objetos para desenho técnico / Modelo reduzido de túnel de vento com secção-tipo de asa (Ao acionar o botão é possivel observar a sustentação aerodinâmica do voo);
  • Sala 02 – Sala das aeronaves – Apresentação de documentos originais em vitrine sobre as aeronaves Urupema, Bandeirante, E-190 e KC-390. Peças originais: Fuselagem de aeronave tipo E-190 (o público tem acesso através de escada) – Dimensões gerais 3.80 (largura) x 4.30 (altura) x 3.00m (profundida). O trecho da fuselagem corresponde à cabine de passageiros, com assentos originais e bagageiro / Turbohélice da aeronave Bandeirante EMB-110 / Trem de Pouso / Porta de Emergência da aeronave Phenom 100 / Manuais originais das aeronaves e trechos de comunicações entre funcionários da Embraer.
  • Sala 03 – Passeio virtual no cargueiro KC-390. Simulação da aeronave KC-390 através de imersão em óculos de realidade virtual. Exibição de vídeo da experiência em tela existente no espaço. 1 computador, 1 óculos de realidade virtual e um projetor.
  • Jardim: Máquina voadora de Leonardo Da Vinci que permite interação com o público e Aeronave original Super Tucano.

Observação: Para itinerância, os itens Super Tucano e Fuselagem E-190 necessitam de consulta prévia para avaliar disponibilidade.

Dimensões: dimensões variadas, podendo se adaptar ao local.

Custos e/ou contrapartidas: transporte, montagem, custo com produção; coordenação e equipe local; pesquisa de imagens locais; seguros das maquetes e objetos originais; seguros contra incêndio e furtos; licenças e alvarás para funcionamento; estadia e alimentação da equipe de montagem; contratação de equipe local, se necessário; impressão de material; custos de iluminação (locação e instalação).

Necessidades para a montagem: disponibilidade do uso das paredes do local; paredes móveis; trilhos para customização da iluminação do espaço.

Área mínima de montagem: 250m² (sem considerar objetos expostos no jardim e portão de acesso do Museu).

Atividades complementares: palestras e oficinas.

Contato

Museu da Casa Brasileira – Av. Brigadeiro Faria Lima, 2705 – CEP 01451-000 – São Paulo/SP (Região Metropolitana de São Paulo)
Telefone: (11) 3032-3727
Responsável: Frederico Teixeira – Gerente de Núcleo Técnico
E-mail: mostras@mcb.org.br

Fotos: Renato Parada