Após obras de manutenção, “Museu Solar do Barão” é reaberto em Jundiaí

O “Museu Histórico e Cultural de Jundiaí – Solar do Barão” reabriu após obras de manutenção predial e de pequenos reparos. Para marcar a reabertura, foi inaugurada mostra que explora o acervo de obras de Diógenes Duarte Paes, com aquarelas originais do artista jundiaiense, além de reproduções ampliadas e objetos que retratam as paisagens e as transformações urbanas em Jundiaí e em São Paulo no início do século 20.

O Museu funcionou em vários prédios do momento de sua criação até o ano de 1982, quando foi alocado no “Solar do Barão”, edifício localizado no Centro da cidade de Jundiaí e construído na década de 1860, residência da família Queiroz Telles, expoentes da aristocracia cafeeira do interior do Estado de São Paulo.

O prédio, tombado pelo Condephaat desde 1970, construção tipicamente urbana de meados do século passado, térreo, em taipa de pilão e implantada em lote voltado para uma praça, apresenta em sua fachada principal dez janelas e uma única porta, localizada em seu eixo de simetria. Ainda encontram-se preservados elementos originais como esquadrias, vidros decorados e muros divisórios em taipa de pilão.

O jardim do Museu Solar do Barão, em estilo neorrococó, tem aproximadamente 1600 m² e dispõe de placas indicativas com nome científico e procedência da maior parte das plantas existentes. Seguramente, o jardim é um atrativo à parte, sendo rotineiro os visitantes se impressionarem com a beleza e tranquilidade do lugar em pleno centro da cidade, além de ser comumente usado por pessoas que trabalham na região central como ponto de sociabilidade no horário de almoço.

O Museu possui um auditório com capacidade para 80 pessoas, denominado “Sala Profº Jahyr Accioly de Souza”, dotado de um piano de cauda, utilizado para audições, palestras, reuniões e projeções de filmes e documentários.

Por conta da sua representatividade arquitetônica, importância do seu acervo para a cidade e de sua localização, o Museu Solar do Barão é um dos espaços culturais mais visitados na cidade de Jundiaí, em média 1.200 pessoas de público espontâneo ao mês, sem contar os agendamentos com escolas da rede pública e privada e organizações sociais.

O Museu funciona de terça a sexta-feira, das 10h às 17h, e aos sábados, domingos e feriados, das 9h às 16h. A população pode consultar todos os horários dos equipamentos culturais e a agenda cultural completa no Aplicativo Jundiaí, ferramenta que pode ser baixada em qualquer smartphone Android ou iPhone.

 

SERVIÇO

Museu Histórico e Cultural de Jundiaí (Solar do Barão)
Rua Barão de Jundiaí, 762, Centro
Telefones: (11) 4521-6259 / 4586-8414
E-mail: museusolardobarao@jundiai.sp.br

Fonte: Prefeitura de Jundiaí