Alunos de São Carlos e outras seis cidades fazem releituras de obras e ganham exposição on-line

Trabalho gráfico executado pelo Professor Coordenador de Tecnologia, Pedro Ferreira, será referência para outros professores da rede de ensinoDurante a pandemia do novo coronavírus, período em que os alunos da rede estadual estiveram sem aulas presenciais, a professora coordenadora de Geografia, Ana Paula, da diretoria de ensino de São Carlos, pensou em alternativas para estimular os estudantes e criou o desafio de releitura de uma obra de arte. Assim nasceu a ideia do museu virtual.

“Na realidade, no começo do ano passado, quando pararam as aulas, recebemos áudios de dois alunos, através do Conviva, de como estavam se sentindo no período da pandemia. Os áudios relataram que, mesmo estando em casa com os pais, com aulas on-line, os estudantes estavam se sentindo entediados”, ressalta Ana Paula Borelli Matsumoto.

Pensando no assunto, a docente perguntou aos próprios filhos como estavam se sentindo e a resposta foi a mesma. Este foi o gatilho da professora para pensar em algo que mudasse o sentimento dos alunos.

“Nós fizemos algumas missões, esta foi a terceira, participaram alunos, professores, gerentes de organização escolar, diretores de escola, supervisores de ensino, filhos de professores, PCNPs, maridos de professores. Foi a missão que tivemos o maior envolvimento. Os estudantes tiveram que publicar a arte desenvolvida no Facebook da escola em que estuda e, como eram muitas obras, partimos para o museu virtual”, explica a docente.

Trabalho gráfico

O Professor Coordenador de Tecnologia, da diretoria de ensino de São Carlos, Pedro Ferreira, foi quem desenvolveu o projeto gráfico do museu virtual e espera que, com o trabalho desenvolvido, consiga criar formações para outros professores pensarem “fora da caixa”.

“A gente percebe que, mesmo com tantas tarefas, com adaptação para o virtual, o envolvimento da comunidade escolar com o desafio foi enorme. Foi muito gratificante, sentimento de missão cumprida”, ressalta Ferreira.

Acesse o conteúdo da exposição clicando aqui e confira, são mais de 150 reproduções feitas por estudantes  da rede estadual de Corumbataí, Descalvado, Dourado, Ibaté, Itirapina, Ribeirão Bonito e São Carlos.

Portal do Governo do Estado de São Paulo