Agenda Bonifácio é lançada com extensa programação comemorativa sobre o Bicentenário da Independência

A Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo lançou o programa Brasil 200/São Paulo Celebra o Bicentenário da Independência, do qual fazem parte a Agenda Bonifácio, plataforma on-line que irá concentrar as atividades culturais do poder público e da sociedade civil relacionadas ao tema.

A programação cultural preparada pelas 69 instituições do Governo Estadual, com mais de 100 eventos e o Festival do Bicentenário, no Parque da Independência, que será realizado de 3/9 a 11/9, em parceria com a Prefeitura de São Paulo, terão apresentações artísticas variadas, incluindo o espetáculo de abertura, no dia 7/9.

O anúncio do lançamento foi feito pelo Governador Rodrigo Garcia e pelo secretário de Cultura e Economia Criativa do Estado, Sérgio Sá Leitão, no Museu do Ipiranga.

Agenda Bonifácio

Para ancorar toda a programação relacionada ao Bicentenário da Independência, a Agenda Bonifácio, batizada em referência a José Bonifácio de Andrada e Silva, um dos personagens mais importantes da Independência, é uma plataforma on-line que está sendo atualizada constantemente.

Ao todo serão 100 atividades, sendo 13 já realizadas e 87 que ocorrerão até dezembro deste ano. Ela estará em site e perfis em redes sociais. Também haverá conteúdos exclusivos com linha do tempo, entrevistas, destaques do acervo do Novo Museu do Ipiranga, notícias e curiosidades. Mais detalhes no site https://agendabonifacio.com.br/.

A ação também dará visibilidade aos 16 projetos apoiados via ProAC Editais de 2021, programa de fomento à cultura do Governo de São Paulo, relacionados ao tema do Bicentenário, sendo nove do interior e sete da capital, com um investimento total de R$ 1,5 milhão.

Programação comemorativa

Confira algumas das programações das 69 instituições culturais do Governo de São Paulo que fazem parte do programa ‘Brasil 200/São Paulo Celebra o Bicentenário da Independência’:

Espetáculo de projeção mapeada ‘Brasil 200’, na fachada do Palácio dos Bandeirantes (de 04 a 08 de setembro). Com visita presencial e exibição na plataforma #CulturaEmCasa.

Mostra “200 Anos da Independência em 200 filmes”, com exibição de cem curtas e cem longas-metragens nacionais no Cine Petra Belas Arte (2 a 30 de junho) e na plataforma #CulturaEmCasa (15 a 30 de junho).

Concerto “Floresta Villa-Lobos”, com execução da Osesp e regência de Marin Alsop, apresentando obras de Villa-Lobos, Tom Jobim, Philip Glass, entre outros compositores, e projeções audiovisuais concebidas por Marcello Dantas. Apresentações na Sala São Paulo (1 a 3 de setembro – Transmissão ao vivo 02/09) e no Carnegie Hall, em Nova York (15 de outubro).

Espetáculo “Noite Villa-Lobos”, na Sala São Paulo, com execução da Osesp, regência de Roberto Tibiriçá e performances inéditas da São Paulo Companhia de Dança (15, 16, 17, 18 de setembro de 2022 – Transmissão ao vivo 16/09). 

Exposição “São Paulo, 1822 – Bahia, 1823: datas da Independência”, no Museu Afro Brasil, sobre dois processos de independência do Brasil: a proclamada, em 1822, em São Paulo, e aquela que só conheceu seu desfecho em 1823, na Bahia (7 de setembro a 11 de dezembro). 

Exposição “Te Deum Laudamus – A Primeira Missa do 1º Reinado”, no Museu de Arte Sacra, com reprodução da antiga Igreja da Sé e apresentação do hino solene de ação de graças, oferecido a Deus por ocasião da independência. A abertura da exposição será marcada pelo toque simultâneo dos sinos de todas as igrejas da cidade de São Paulo (8 de setembro a 15 de outubro).

Exposição de obra site-specific “Dalton Paula: Rota do Algodão”, desenvolvida para o Octógono da Pinacoteca, a partir da reflexão sobre a história brasileira e a diáspora africana (de 27 de agosto a 30 de janeiro de 2023).

Exposição Jonathas de Andrade, na Estação Pinacoteca, envolvendo diferentes suportes sobre práticas decoloniais e ética das representações (de 24 de setembro a 28 de fevereiro de 2023).

Exposição “Nhe’ē Porã” no Museu da Língua Portuguesa, sobre a diversidade das línguas indígenas faladas no Brasil, o processo colonial e a resistência destas culturas milenares (de 16 de setembro a 23 de abril de 2023).

Programa CentFest, em comemoração aos 100 Anos da Bolsa Oficial do Café, hoje sede do museu, e aos 200 Anos da Independência do Brasil – Residência artística e exposição “Santos 2022” (de 24 de março a 30 de agosto), baile “100 anos da Bolsa Oficial do Café” (1 de setembro) e feira criativa “Mercado Coffee” (1 de outubro).

Fonte: Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo