Acervo do Museu de Arte Religiosa e Tradicional é disponibilizado on-line

Museu de Arte Religiosa e Tradicional (Mart/Ibram) disponibilizou o acesso on-line para seu acervo museológico. Pesquisadores e o público em geral encontrarão imagens e especificações das obras de 132 itens do acervo do museu por meio da plataforma eletrônica Tainacan, para acessar, clique aqui.  

Segundo a museológa do Mart, Aline Cadaxo, as vantagens são muitas. “Além de tornar público o acesso à informação sobre as coleções do Museu, o que é muito interessante, a Tainacan permite a gestão da informação por ser também um sistema de catalogação”, explica.

Para a inserção do acervo na plataforma, houve uma normatização das informações contidas no inventário museológico do Mart de forma a adaptar seu conteúdo. Essa preocupação possibilitará que todas as referências sejam integradas. “Dessa forma, por exemplo, a busca por um objeto na plataforma fornecerá, no resultado, o levantamento em todos os museus que estão na Tainacan”, explica Aline Cadaxo.

A publicação digital do acervo museológico do Mart resulta da articulação com a Coordenação-Geral de Sistemas de Informação Museal (CGSIM/Ibram), por meio da Coordenação de Arquitetura de Informação Museal e a Universidade Federal de Goiás.

O Museu de Arte Religiosa e Tradicional está sediado no antigo Convento de Nossa Senhora dos Anjos, edificação franciscana construída ainda durante o período colonial (século XVII), que compõe a paisagem cultural de Cabo Frio (RJ). Sua preservação é garantida em lei, não apenas em nível municipal pela Prefeitura de Cabo Frio, mas também em nível nacional, pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

A sede do Mart é referência para a história de Cabo Frio e região, acompanhando as memórias dos que viveram ou escutaram as narrativas de seus pais e avós sobre o antigo Convento. Esse simbolismo é reforçado pelo funcionamento de um museu no local, que ali realiza atividades de preservação e pesquisa do acervo, exposições temporárias, ações educativas e culturais.

Fonte: Ascom/Ibram