Abertas as inscrições para as Oficinas Cultura e Desenvolvimento – Projetos Culturais e a Agenda 2030

As oficinas serão on-line e gratuitas, e buscam disseminar práticas de apropriação da Agenda 2030 por parte de profissionais e organizações, públicas e privadas, do setor cultural

O Observatório de Políticas de Comunicação e Cultura da Universidade do Minho está desenvolvendo o projeto “Cultura e Desenvolvimento: Projetos Culturais e a Agenda 2030”. O Centro de Pesquisa e Formação do Sesc São Paulo e o Centro de Estudos Latino-Americanos sobre Cultura e Comunicação (CELACC/USP) trabalharão em parceria com o Observatório da Universidade do Minho, para a realização do projeto no estado de São Paulo.

Esta ação está dividida em dois ciclos. O primeiro ciclo pretende coletar dados e mapear projetos culturais de profissionais e organizações do setor cultural brasileiro, países lusófonos e ibero-americanos, que atendam as diretrizes da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável. Para além da coleta de dados, será oferecida uma formação, a partir de oficinas, para organizações e profissionais da área cultural que tem como objetivo gerar ideias de projetos culturais em rede, a partir da Agenda 2030 e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O projeto começou a ser desenvolvido em dezembro de 2019 em Portugal e em maio de 2020 foi alargado aos contextos lusófono e ibero-americano.

As oficinas serão on-line e gratuitas, e buscam disseminar práticas de apropriação da Agenda 2030 por parte de profissionais e organizações, públicas e privadas, do setor cultural. Com início previsto para setembro de 2020, em dez encontros, as oficinas de sensibilização e capacitação integram três componentes: 1) discussão teórico-prática, a partir de autores que abordam conceitos-chave do projeto (cultura, desenvolvimento, redes culturais) e análise de documentos que se debruçam especificamente sobre a relação da cultura com a Agenda 2030; 2) desenho de ideias de projetos culturais em rede a partir da Agenda 2030 – atividade colaborativa desenvolvida em pequenos grupos de três a cinco participantes, com acompanhamento tutorial; 3) apresentação e discussão das ideias de projetos construídas nas oficinas.

Para participar da seleção é necessário preencher a Ficha de Registro “Projetos Culturais e a Agenda 2030” até o dia 31 de agosto e aguardar a convocação que acontecerá nas duas primeiras semanas de setembro. Acesse: https://bit.ly/Cultura-e-Desenvolvimento-Brasil.

O preenchimento do formulário pode ser feito por qualquer profissional ou organização cultural que esteja disposto a participar da pesquisa, mesmo que não tenha interesse em integrar a oficina de capacitação em setembro e outubro.

Para saber mais sobre o projeto visite o Observatório de Políticas de Comunicação e Cultura da Universidade do Minho, pelo link: http://polobs.pt/estudo/cultura-e-desenvolvimento-projetos-culturais-e-a-agenda-2030/.

O que é a Agenda 2030?

Em novembro de 2015, na sede da ONU, diversos Estados e Governos assinaram a Agenda 2030 com o compromisso de promover os 17 Objetivos para Desenvolvimento Sustentável.  Em conjunto, esses objetivos pretendem alcançar um crescimento mundial sustentável, inclusivo e economicamente sustentado visando fomentar a prosperidade compartilhada e trabalho decente para todos, tendo em conta os diferentes níveis de desenvolvimento e capacidades nacionais. Esta Agenda é um plano de ação que busca fortalecer a paz universal tendo como meta principal a erradicação da pobreza em todas as suas formas e dimensões, combater as desigualdades; construir sociedades pacíficas, justas e inclusivas; proteger os direitos humanos, promover a igualdade de gênero, o empoderamento das mulheres e meninas; e assegurar a proteção duradoura do planeta e seus recursos naturais.

Saiba mais: https://nacoesunidas.org/pos2015/agenda2030/

Fonte: Sesc-SP