30ª Bienal de São Paulo espalha obras por diversos pontos da cidade

Evento reúne cerca de três mil obras de 111 artistas do Brasil e do mundo.
Exposição estará em cartaz a partir de 07 de setembro.
 
A 30ª Bienal de São Paulo deverá expor cerca de 3 mil obras de 111 artistas de várias partes do mundo a partir de sexta-feira (7). Este ano, a Bienal tem como tema "A iminência das poéticas". Metade das obras foram produzidas especialmente para a exposição, que fica em cartaz até 9 de dezembro.
 
Pela primeira vez, o evento se estenderá a museus e pontos turísticos fora do Parque Ibirapuera, na na Zona Sul da capital, principal local da exposição. Este ano, a bienal é inspirada na constelação e na ideia de que as obras são relacionadas. Os curadores esperam refletir sobre o papel das artes atualmente.
 
Além da exposição principal no Pavilhão Ciccillo Matarazzo, no Parque Ibirapuera, o evento estará presente no Museu da Cidade (Casa Modernista, Casa do Bandeirante e Capela do Morumbi), no Masp, no Museu de Arte Brasileira da FAAP (MAB-FAAP) e no Instituto Tomie Ohtake. Também foram programadas intervenções na Avenida Paulista e na Estação da Luz.
 
A programação completa da 30º Bienal de São Paulo pode ser consultada no site do evento..
 
Serviço:
30ª Bienal de São Paulo – A iminência das poéticas
Local: Pavilhão Ciccillo Matarazzo – Parque Ibirapuera
Data: de 7 de setembro a 9 de dezembro
Horários: terças, quintas, sábados e domingos (9h às 19h); quartas e sextas (9h às 22h)
Entrada: gratuita
 
Fonte: G1 SP